Revista Statto

DO OUTRO LADO DO ESPELHO

17/02/2020 às 09h38

Recentemente estive lendo o livro “A lógica do consumo”, de Martin Lindstrom, no qual ele apresenta estudos que trazem os motivos científicos pelos quais nós, consumidores, compramos determinado produto.

Mas dentro dos estudos apresentados ele cita os neurônios-espelho, que são os responsáveis por nos fazer imitar o comportamento de outra pessoa. Até aí tudo bem, mas o que me chamou a atenção de fato foi uma experiência realizada, chamada de Estudo do Sorriso.

A experiência consistiu em pedir que voluntários imaginassem uma compra fictícia, e optassem por um atendente em uma suposta agência de viagens, nos quais eles poderiam escolher entre uma mulher sorridente, uma parecendo desanimada e outra parecendo totalmente aborrecida.

Todos aqueles que foram atendidos pela mulher sorridente foram os que relataram uma experiência mais positiva e probabilidade de voltar a comprar daquela empresa.

Esse resultado me fez pensar no poder que um sorriso tem. Você já experimentou sorrir para um estranho na rua? A chance da pessoa te devolver um sorriso é muito grande. É um gesto tão simples, mas que pode mudar a vida de alguém.

Pense que poderia ser você em um dia triste, ou que tudo parece dar errado e alguém, despretensiosamente, lhe sorri. Parece que surge uma pontinha de esperança, de que as coisas vão dar certo.

Seja pelos neurônios ou por qualquer outra explicação científica, mas nós somos como espelhos. Refletimos aquilo que nos é visível. Então não reflita para os outros sentimentos ruins. Não espalhe tristeza por onde passar.

Sorria, abrace, diga um eu te amo. É de graça e o resultado, segundo a ciência, é poderoso.

QUEM NÃO SE COMUNICA, SE TRUMBICA

10/02/2020 às 08h19

A velha frase de Chacrinha nunca esteve tão atual. A comunicação é fator decisivo para praticamente tudo o que fazemos no dia a dia, seja no campo pessoal ou profissional.

Os maiores defensores de qualquer empresa serão sempre os funcionários, desde que os mesmos se sintam parte da organização. Para isso, é fundamental que ocorra uma comunicação clara e de forma homogênea, para que todos tenham a mesma linguagem e o mesmo discurso. Não são poucos os casos em que boatos começam a ser espalhados, e os funcionários não defendem a empresa ou até aumentam os rumores por não saberem o que está acontecendo.

Este foi apenas um exemplo dentre tantos os que já vi pelos meus anos de experiência com comunicação. Existem inúmeras formas de transmitir a informação, basta identificar aquela que melhor se adapta ao seu negócio e colocá-la em prática.

Além do mais, a troca é fundamental para o crescimento, não importando o campo de atuação da sua empresa. Grandes ideias surgem a partir de uma conversa, que pode vir de maneira informal em um bate papo no corredor ou durante o café, ou sentados em volta de uma mesa em uma reunião de negócios.

Foi-se o tempo em que não se podia conversar com ninguém sobre seus planos por medo de ter sua ideia “roubada”. O mundo hoje é colaborativo. As cidades estão ampliando seus espaços de coworking e isso é sensacional.

As consultorias também estão em alta, o que prova que conversar sobre suas ideias com quem detém mais conhecimento sobre o assunto é muito válido, pois elas dão novos rumos a um projeto que parecia sem solução.

Falando um pouco da vida pessoal, não adianta chegar em casa de cara fechada, se mantendo em silêncio e esperar que as pessoas com quem convive saibam que você está com problemas ou que não teve um bom dia. A bola de cristal é um objeto de desenhos animados. Com as pessoas é essencial que haja o diálogo.

Experimente ser mais aberto a conversar, a trocar ideias, para ver se as coisas não fluem melhor. Alguém de fora pode ver a solução para algo que está debaixo dos seus olhos e você não consegue enxergar.

QUANTO TEMPO O TEMPO TEM?

03/02/2020 às 08h17

Acredito que assim como eu você deve ouvir muita gente falando que o dia é pequeno para tanta coisa que tem a fazer. Quem sabe é você mesmo que utiliza essa frase em seu dia a dia.

Mas se o dia tem as mesmas 24 horas para todo mundo, por que algumas pessoas parecem conseguir dar conta? Será que elas têm menos afazeres que a grande maioria? Realmente acredito que não.

Então, o que faz o dia delas parecer tão mais simples? A organização e o senso de responsabilidade.

De nada adianta assumir mil e um compromissos se você não consegue criar e seguir mecanismos de organização. Ao longo dos anos fui estudando sobre o assunto, vendo vídeos e palestras, e também buscando por livros que pudessem me ajudar nesta batalha pessoal.

Sei que ainda tenho muito a melhorar neste quesito, mas quero compartilhar algumas estratégias que funcionam para mim.

Podem me chamar de antiquada, mas ainda prefiro usar uma agenda física, de papel. Nela eu anoto todos os meus compromissos e afazeres do dia. Eu utilizo a agenda do Google também, mas apenas para fins profissionais, pois meus colegas precisam saber quando eu posso ou não participar de uma reunião, por exemplo.

Já que falei em reunião, vou abordar este tópico. Eu evito participar de reuniões que não foram previamente agendadas. Como comentei anteriormente, eu deixo toda a minha programação para o dia pronta. Quando surgem reuniões fora da agenda atrapalha meu cronograma, o que invariavelmente deixará alguma tarefa, ou mais, atrasada ou sem ser cumprida.

Neste ponto vale a pena aprender a dizer não. Falo isso não para que vire uma rotina e você não ceda para ninguém, mas também não pode deixar as pessoas acreditando que você está sempre disponível, afinal somente você pode saber 100% o que precisa cumprir no dia. E, algo que escuto sempre, o teu tempo não é mais ou menos valioso do que o tempo de ninguém, então respeito é sempre o melhor caminho.

Outra dica é dar um tempo nas redes sociais (aqui é meu maior problema). Se você não souber ou não conseguir se controlar nesse quesito sua programação diária vai por água abaixo. Quem nunca pensou “só vou olhar essa notificação” e perdeu aí uns 15 minutinhos!? As redes foram criadas para ter nossa atenção e vem cumprindo seu papel muito bem, obrigada! Mas se nós não aprendermos a nos controlar elas podem se tornar nossas piores inimigas.

Para finalizar eu digo, faça uma coisa de cada vez. Aquela história de que mulher faz várias coisas ao mesmo tempo pode até ser verdade, mas demoramos muito mais quando dividimos nossa atenção. Então, pegue sua programação diária e vá cumprindo cada uma por vez, seguindo a lógica de qual é mais urgente ou mais importante primeiro. Temos a predisposição de postergar tarefas que não gostamos, mas essa procrastinação é pior. Se tem que fazer, se dedique e finalize logo. Pode ser meio doloroso durante o processo, mas você vai se livrar disso primeiro.

Espero que essas dicas possam ajudar você assim como funcionam comigo.

A MUDANÇA COMEÇA EM VOCÊ

27/01/2020 às 08h51

Não espere pelos outros para querer mudar de vida. Às vezes um empurrãozinho é bom, mas você tem que tomar a iniciativa. É muito mais fácil terceirizar alguma coisa, mas com a sua vida não pode ser assim.

Você é a pessoa que precisa tomar as rédeas e ir em busca dos seus objetivos. Se você deseja um emprego melhor ou mudar de cargo, vai lá, coloca no papel quais são as suas possibilidades e o que precisa para chegar aonde almeja. Se espera por amizades verdadeiras olhe para si, o que está fazendo para ser um amigo ou amiga melhor?

Minha proposta com esse texto não é ser motivacional, muito menos que me vejam como coach, afinal, estou bem longe disso. O que espero é apenas compartilhar minha vivência. Ao longo dos anos fui mudando muito como pessoa e, quando paro para avaliar o ponto onde estou, percebo o quanto cresci.

O caminho não foi de todo fácil, encontrei algumas barreiras, derramei algumas lágrimas, mas hoje estou mais forte e, com certeza, mais certa do que eu busco e da pessoa que quero ser. Tenho meus valores muito bem definidos, e isso já acabou me mostrando caminhos diferentes, afinal, quando algo te incomoda não tem motivos para ficar insistindo.

Uma conversa, uma boa indicação de livro, um vídeo no Youtube, qualquer coisa pode te abrir os olhos para o novo. Basta você ter vontade e ir em busca de aprender e não ser fechado para mudanças. O mundo evolui e você precisa acompanhar esse processo, do contrário acaba atropelado pela enorme quantidade de informação gerada.

Claro, não precisa sair correndo e querer fazer tudo de uma vez, mas faça. Dê o primeiro passo, tenha a iniciativa. E faça isso por você, não para agradar ninguém ou para ter status. Faça para se sentir bem, para perceber a sua evolução.

Vou usar esta coluna para compartilhar conhecimentos, vivências e experiências que tenho em meu dia a dia e que espero, possa ser útil para alguém. Acredito que não existe um porquê de mantermos guardado aquilo que aprendemos. O mundo hoje é compartilhado, a dinâmica mudou, então esperem pelos próximos textos.