Revista Statto

TOXICIDADE DA MASCULINIDADE

20/09/2019 às 11h28

Meus caros leitores…

Meu brother, o que está acontecendo com essa rapaziada de hoje?

A masculinidade da galera tem andado muito abalada, esses dias um colega do trabalho fez aniversário e como de praxe foi comprado um bolinho para todos lancharem juntos e depois dos parabéns fizeram a infame pergunta.

– E aí está fazendo quantos anos?

E a resposta foi:

– Vinte três e meio… Acompanhado de um sorrisinho amarelo.

POWRRA…. Olha que exemplo de homem seguro!

É impressionante que em pleno século XXI ainda existam “homens” que tenham essa inópia absurda de autoafirmação, é por isso que muito marmanjo hoje em dia só consegue se sentir mais macho levantando a voz, “desafiando” seus desafetos em disputas tolas e ingênuas, gritando com crianças… Levantando a mão para mulheres… Com isso eu me pergunto será que isso é o que a maioria acredita que é ser homem?

Entendo perfeitamente que somos fruto de uma geração falida moralmente, e se libertar dos péssimos exemplos que tivemos na juventude e primeira infância não é de fato uma tarefa simples, afinal a galera que assim como eu é da década de oitenta se livrar de certos conceitos de masculinidade é deveras complicado, nós crescemos tendo como influencia boquinha da garrafa, piscina do Gugu e trapalhões; confesso que tenho vergonha de ter tido esse tipo de referência, maaas esse é o famoso aso de… É o que tem pra hoje!

E se não bastasse os absurdos veiculados abertamente pelas mídias de massa, ainda tem a verdadeira origem da masculinidade toxica da nossa geração…. Os pais, tanto pai quanto mãe que fique claro.

Eu e muitos que conversei e conheci, passaram pelas mesmíssimas coisas, os discursos maternos eram os mesmos para todos:

Se apanhar na rua, vai apanhar em casa de novo.

Filho meu não leva desaforo para casa.

Prenda suas cabras que meu cabrito está solto.

Engole esse choro.

E por aí vai…

E o exemplo de homem vindo de casa daquela época?

Prefiro filho bandido que veado.

Homem que é homem não chora.

Isso não é coisa de homem.

Rosa??? Nem pensar.

Em uma briga de escola na adolescência a preocupação do pai é saber se o filho apanhou.

Crescemos talhados pela linguagem da violência, o resultado não poderia ser mais óbvio, uma geração moralmente fraca e lamecha, moldada por atitudes intempestivas, nada reflexivas e vergonhosas para dizer o mínimo.

Que tal a partir de agora fecharmos um pacto?

Prove que você é Homem de verdade, seja sensível, ensine seus filhos homens respeito, a fazer os trabalhos domésticos, a lavar suas roupas, preparar sua comida, lavar louça, preparem-nos para quando crescerem procurarem uma Mulher como companheira e não um misto de mãe com empregada que faça sexo eventualmente, e quem sabe assim a maioria de nós sofra uma metamorfose convertendo-se do omi macho alfa para de fato HOMEM.

REORIENTANDO OS ISMOS

04/09/2019 às 09h35

Amigos leitores…

Hoje em dia tenho a impressão que vivemos em uma ferrenha competição entre homens e mulheres? Parece que vivemos em uma corrida brutal onde o importante não é vencer nem muito menos competir, e sim deixar o outro para traz, derrotar o oponente a todo custo… que loucura é essa?!

Vamos lá, primeiro quero deixar bem claro que não sou a favor do machismo, assim como também não sou a favor do feminismo, principalmente pela imagem deturpada que muitos e muitas vêm pregando com relação a esse último. Gosto muito de definições, claro que muitas são mutáveis, porém vamos tentar usar algumas definições para deixar claro esses dois movimentos;

Machismo pode ser definido como: Um sistema cultural baseado na crença de superioridade do homem com relação a mulher.

E o feminismo por sua vez, pode ser (ou deveria ser) definido como: Movimento em defesa da EQUIDADE de gêneros.

Entenderam? Atenção especial na palavra equidade que por de-fi-ni-ção é bem diferente de IGUALDADE.

Aceitar isso como verdade é um grande passo para o sucesso da “igualdade” de gêneros, porque acredite, não há nada de igual entre esses dois seres humanos; alguns pesquisadores mais conservadores simplesmente não compreendem como duas criaturas de constituições evolutivas tão distintas podem dividir a vida por anos.

Vamos do princípio… no período em que ainda vivíamos em cavernas, tínhamos responsabilidades bem definidas e veja como isso foi nos moldando.

Os homens eram responsáveis em procriar (para aumentar o bando) e alimentar toda a prole, para isso passávamos dias sozinhos na mata, em silêncio, escoltando, rastreando, e perseguindo a caça enfrentando todos os tipos de perigos (e entenda como perigo morte iminente), moldado por esse ambiente hostil desenvolvemos aptidões bem especificas, como senso de posicionamento, habilidade de imitar animais com perfeição para “chamar” ou afugentar a presa, alerta constante com uma incrível capacidade de explosão de força instantânea no caso da presa cismar de virar a casaca e se tornar o predador.

Já a mulher tinha como responsabilidade manter a fogueira acesa, a caverna asseada, preparar a alimentação e cuidar do bem-estar dos rebentos. Com isso elas desenvolveram uma capacidade de comunicação extraordinariamente sensível (que vai além das palavras), com o menor gemido de uma das crianças eram capazes de saber qual a necessidade dela quase que instantaneamente.

Essas habilidades estão presentes em todos nós até os dias de hoje, algumas bem mais úteis que outras no mundo moderno, ou seja; nós evoluímos para um tipo de GPS, prontos para explodir em força bruta, enquanto elas evoluíram para um tipo de sonar, capazes de captar tudo que está acontecendo num ambiente apenas com uma boa olhada…

Dentro desse contexto, eu pergunto: Quem está mais bem posicionado na cadeia evolutiva?

É amigão… deveríamos ser nós os homens que precisariam de igualdade de gênero, afinal ao meu entender reconhecer um pingo de sentimento que seja com um único olhar é muito mais civilizado que imitar um cachorro com imensa presteza.

Então que fique a reflexão, homes e mulheres são diferentes, aliás, todos somos diferentes, mas será que não são exatamente essas diferenças que temos de tão igual…? É hora de pararmos de disputar corridas violentas e caminharmos lado a lado de mãos dadas em busca de fato de uma igualdade realmente valiosa… A de sentimentos

Sugiro o seguinte, já que os movimentos “ismos” estão tão em evidência que tal unirmos a explosão masculina e a sensibilidade feminina em cada um de nós para defendermos o “ismo” mais importante… O humanismo.

O FIM DA BOA E VELHA CANTADA

24/08/2019 às 10h42

Caros legentes…

Já percebeu que a sensualidade se perdeu? Que a sedução acabou? Pois bem não sei se a culpa é dos Millennials munidos das mais eficientes armas de velocidade informacional, só sei que agora no alcance de um click tudo pode mudar.

O olho no olho acabou. Você consegue se lembrar de uma cantada onde os olhos se esbarravam e permaneciam em um contato intenso, lascivo, semi-malicioso, insinuante e inspirador, aquele que te da coragem acelera o coração e que te faz sentir o mais poderoso daquele lugar, tudo isso em alguns míseros segundos? É meu amigo é nessa hora que o bicho pega, ou melhor…. Pegava.

Hoje em dia quando o sujeito quer se relacionar com alguém o primeiro passo é lançar mão do celular e deslizar o polegar para um lado ou para o outro indicando que está ou não afim…. Tal qual você fazia tão friamente com o controle remoto da televisão desfilando pelos seus cento e tantos canais sem que nem um fosse minimamente capaz de prender sua atenção por alguns míseros instantes.

Se perdeu a expectativa, o friozinho na barriga, o medo de tentar e o orgulho de se superar ao arriscar em ser magnificamente rejeitado, uma vergonha majestosa comparada unicamente ao monumental achincalhamento dos amigos.

Gostava das fotografias que eternizavam momentos; míseras 12, 24 ou 36 poses que deviam ser muito bem empregadas para poder fazer o momento valer a pena pela eternidade, sem fazer ideia de como de fato a foto se revelaria. E quando por um milagre se conseguia a foto daquela gata que te desequilibrava? haaaa esse troféu era tratado como uma tela de Van Gogh, uma verdadeira obra de arte sem igual.

Esse sentimento também se perdeu dada a facilidade que se tem hoje em ter e dar uma foto, aliás, agora às trocam como quem trocava figurinha só que com imagens bem mais ousadas que as de outrora, diga-se de passagem.

Não pense que sou contra a tecnologia nem tão pouco a velocidade da informação, longe de mim, afinal esses foram os marcos do nosso tempo, porém…. Quanto mais fácil fica a nossa capacidade de comunicação, mais inábeis nos tornamos em nos comunicarmos.

Podem me chamar de antiquado, ou de romântico, mas o fato é… Aquela foto impressa de um sorriso meio ingênuo ainda hoje é mais sensual que os Nudes radiográficos trocados de forma tão frenética pelos usuários dos aplicativos atuais.

Então sugiro que nos tornemos novamente revolucionários, e acrescentemos uma boa dose de rebeldia… Da próxima vez que estiver na companhia de uma pessoa de verdade, pare de frente para ela olhe bem dentro dos seus olhos e diga…. Você é uma pessoa…

DEPRESSÃO OU INDUÇÃO

15/08/2019 às 08h40

Muito falada hoje em dia à depressão já passa a ser vista por muitos como realmente uma doença ou ao menos algo que demande um pouco mais de atenção, parece que pouco a pouco essa condição está ganhando espaço no campo da seriedade e deixando de ser visto por muitos como uma condição de mi mi mi ou frescura.

Considerada por especialistas como a doença do século XXI a depressão vem atacando tudo e a todos sem piedade e sem a menor distinção, aliás, um ótimo exemplo de despreconceito, já que para ela não importa, idade, sexo, religião, espécie, sistema operacional, etc.

Mas por que parece que essa danada está tão em alta? Será que as pessoas estão mais sensíveis? Mais suscetíveis? Mais emocionalmente fracas? Ou será que estamos sendo moldados e conduzidos mesmo que de maneira inconsciente para essa condição?

Pensa comigo…

Cientificamente comprovado que a mente humana tem um padrão de raciocínio e de comportamento que não consegue estipular parâmetros sem comparações, (aliás, hábito terrível na minha opinião, mas esse é assunto para outra matéria) por exemplo, se aparece um produto novo no mercado que seja único e exclusivo, não há como saber se ele é bom ou ruim, se custa caro ou barato, simplesmente porque não temos com o que compara-lo, e essas comparações geralmente não são baseadas naquilo que nos satisfaz, que nos faz bem, instintivamente essa comparação é baseada se aquilo que eu tenho ou posso ter é maior ou melhor do que aquilo que está sendo oferecido ou disputado, trocando em miúdos é mais ou menos assim, se seu cunhado tem um salário maior que o seu você, és um fracassado, e sua medida de sucesso se dará assim que seu salário for maior do que o dele, independente de quanto seja efetivamente e de quanto satisfeito você está ou não com a condição de vida proporcionada com seu salário atual.

Pois bem, tendo isso como base, voltamos a tão bendita depressão ou ao menos estado de tristeza crônica.

–– Como não me sentir deprimido quando instintivamente me ponho em comparação com meus amigos e vizinhos? Afinal eu particularmente não conheço ninguém que tenha fracassado em alguma coisa, ou seja, meus amigos sempre foram os mais espertos, os mais fortes, os que se deram bem, os que são prósperos e abastados, aliás, como todos são extremamente bem-sucedido em tudo aquilo que empreenderam…. Será que só eu sou o fracassado? Afinal meu carro é popular, meu salário é modesto, meu emprego é ruim, os negócios que tento empreender não vão para frente, os investimentos que fiz deram prejuízo, meu filho é o único que está mal na escola, sou o único que paga uma fortuna de imposto de renda, não conheço o restaurante novo, não viajei no mês passado…. Não, não e não é esse sentimento só piora quando a comparação se dá pelas famigeradas redes sociais, ahhhh, aiiii meu amigo, o suicídio é coisa certa, em terra de Facebook e Instagram todos vivem no país das maravilhas, onde tudo é perfeito, e o mundo conspira para que os outros sejam felizes e realizados sempre… Mas antes de continuar se faça uma única pergunta!

SERÁ MESMO?

…CLARO QUE NÃO, isso tudo não passa de uma mentira psicossocial virtualizada que molda brutalmente a massa para uma condição mais consumista e à medida que seu consumo não é saciado sua frustração aumenta, que por sua vez cria insatisfação o que gera uma tristeza profunda e um forte sentimento de desesperança diagnosticado como… Depressão…

Devemos nos libertar desses estereótipos imediatamente sob a pena de se não o fizermos, seremos eternos reféns desse ciclo hipnótico de ilusões sociovirtuais, onde o único resultado natural é a depressão, que possivelmente deixará de ser considerada uma doença psiquiátrica crônica e recorrente para se tornar um dos principais traços de característica da personalidade humana.

Há não ser é claro que isso já tenha acontecido e as pessoas simplesmente continuem me enganando postando que são poços de felicidade e de esperança sem fim…

Ou seja, seja você seja lá que você seja…

HACKER NÃO… TRABALHADOR INFORMAL

02/08/2019 às 08h49

Caros legentes…

Tem alguma coisa que não encaixa, ou está muito errada nisso tudo.

O hacker fantástico que manipulou, invadiu de forma criminosa, organizada e extremamente eficiente os celulares de grandes autoridades brasileiras são:

Um golpista, um DJ, uma manicure e um motorista?

Nada contra, não quero estereotipar a classe de ninguém, tão pouco a dos hackers, mas fala sério, da maneira como estava sendo vendida essa história, o que se imagina é que uma organização criminosa, com patrocinadores bilionários mantendo investimento na ordem de milhões… Sei lá; você imagina tipo Minority Report, com a equipe da Pâmela Landy, caçando Jason Bourne, e na realidade, o cara que causou esse salseiro todo estava em casa, sussa… Dando umas twittadas de boa?

Afinal, como disse o ministro Sérgio Moro, sobre os poderosos hackers, em sua audiência na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), “Não é um adolescente com espinha na cara, na frente do computador [responsável pela invasão], mas sim um grupo criminoso organizado […] É um ataque às instituições”, alegou o ex-magistrado.

Daí a Polícia Federal apresenta pra sociedade os seguintes suspeitos:

Walter Delgatti Neto, conhecido como Vermelho, 30 anos, se diz investidor de bitcoins, mas coincidentemente o “investidor” tem passagens por falsidade ideológica, tráfico de drogas, estelionato, eh… Embora isso não seja exatamente uma “passagem criminal” ele também é (ou era) filiado ao partido democrata (DEM).

Gustavo Henrique Elias Santos, 28 anos, ex DJ que pooor acaaaso, tem passagem por receptação, falsificação de documentos e porte ilegal de arma

Suellen de Oliveira, suspeitamente limpa, sem passagem alguma (até agora), a esposa do ex DJ tem como atividade o ofício de manicure.

Danilo Cristiano Marques, ex motorista de UBER, (…ex motorista?…) de 33 anos, e que… Adivinhe?! Também, já foi condenado por roubo no passado.

Será que tudo isso foi fruto de uma brincadeira mau caráter, e extremamente habilidosa? Ou talvez um acidente de percurso, algo… Por acaaaaso? Afinal, é difícil de engolir que, um pequeno grupo de pessoas extraordinárias, possuidoras de habilidades incríveis, tendo como fonte principal de renda, a mais nobre arte do brasileiro, O BISCATE, sem apoio e com equipamentos pouco sofisticados, hackear a elite da classe política brasileira.

Afinal, de acordo com a Polícia Federal, em entrevista coletiva recente, os suspeitos teriam acessado mais de mil números de autoridades, entre eles, procuradores, ministros e os presidentes da Câmara, do Senado, e até mesmo da República.

A pergunta é: Como essa galerinha, com ocupações tão comuns, conseguiram hackear, toda a elite política brasileira, de maneira tão trivial, além de conseguir acesso a tantos números telefônicos, se valendo de artifícios tão modestos, de acordo com os próprios investigadores.

O que se sabe, é que brincadeira ou não, intencionalmente ou não, o fato é que a operação SPOOFING (nome da operação que significa falsificação tecnológica), apreendeu aproximadamente 100.000 reais, na casa de Gustavo Santos e Suellen de Oliveira, além de uma movimentação bancária muito suspeita, nas contas do casal. Afinal Gustavo Henrique, movimentou em torno de R$ 424 mil, entre abril e junho de 2018, e Suelen movimentou aproximadamente R$ 203 mil, entre março e maio deste ano, quantias que a Policia Federal, habilmente deduziu, ser incompatíveis com a renda declarada do casal, (a não ser que ele seja o ALOK e ninguém saiba).

Agora beleza, supondo que os golpistas, aparentemente comuns, tenham tido uma espécie de epifania e, adquirido habilidades extraordinárias, capazes de descobrir os segredos mais pérfidos dos outros… Surgem as perguntas: quem teve a ideia? Se foi uma encomenda, por que contratar “profissionais” com experiências tão distintas do serviço contratado? Quem contratou? Quem pagou? Com que intuito? Em fim…

Nosso excelentíssimo Ministro, deveria estar mais empenhado em buscar essas respostas, do que dar declarações inapropriadas ou bancar aquele acima do bem e do mal… Será que ele sabe que destruir provas de uma investigação é crime?!?!?

¶ Decreto Lei nº 2.848 de 07 de dezembro de 1940, artigo 305, é crime “destruir, suprimir ou ocultar, em benefício próprio ou de outrem, ou em prejuízo alheio, documento público ou particular verdadeiro, de que não podia dispor”.

Vai que… Ele falou essa aula né não?!

Como um Juiz de carreira, um juiz de Tribunal, com vasta experiência, consegue se perder de forma tão imatura, pelo que se pode ver, a magnífica carreira do nosso mais aclamado e impiedoso Juiz, caçador de corruptos, foi tão gloriosa quanto seu monumental fracasso, na qualidade de Ministro.

Em fim… Se não tá fácil, nem para o excelentíssimo Ministro da Justiça e Segurança Pública, imagina para os meros morais?!?!

5G VITIMA DE FAKE NEWS NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

24/07/2019 às 08h39

Meus caros leitores…

Já pararam para pensar por que a política do nosso país é considerada tão ruim?

A resposta talvez seja simples e todos saibamos, votar corretamente, para não elegermos um biltre qualquer que não faz a menor ideia de porque estão ali e que não tem se quer a decência de mentir para fingir que sabe.

Pois bem, agora preste atenção no que aconteceu em Sana Catariana região sul do Brasil.

Perceba o ponto de desespero do sujeito em mostrar serviço para justificar seu cargo, os deputados estaduais Marcius Machado de Partido da República (PR) e Nilso Berlanda de Partido Liberal (PL), provavelmente preocupados com o tempo ocioso que tinham… Trataram de arrumar um serviço e… Está lá!

Esses dois indivíduos tiveram a brilhante ideia de criar um projeto de lei (Nº 241.5/2019), para proibir os testes e a implementação do 5G (Quinta Geração de internet móvel), no estado de Santa Catarina, estabelecendo multa de até R$ 200 mil para quem instalar redes móveis de quinta geração.

Pois bem; eu não sei como funciona exatamente o trabalho dos deputados, mas imagino que não tenha nenhum chefe cobrando metas, exigindo um número mínimo de leis para serem apresentadas por mês e tal, de modo que pudesse ao menos “justificar” de forma menos vergonhosa esse “magnífico projeto”… Em fim.

O fato é que esses dois mandriões apresentaram esse projeto de lei com a premissa de proteger a nobre população de SC, porquê o 5G é perigoso e assassino, e sabe como eles chegaram a essa brilhante conclusão? Pasmem.

De acordo com as fontes de pesquisa deles: “A rede 5G é pior do que VC pode IMAGINAR | Dr Lair Ribeiro” no YouTube, isso mesmo no YOUTUBE, um vídeo de onze minutos da mais baixa charlatania dizendo que: “Morreram cerca de 500 pássaros em 2 minutos após um teste do famigerado 5G na Holanda”.

De fato, no final de 2018 na cidade de Haia na Holanda 337 aves foram encontradas mortas em um parque da cidade, a causa da morte das aves ainda é desconhecida, mas perceba que não houve menção a testes do 5G para uma nova rede móvel, logo, pode ser descartado como causa da morte.

E não para por aí, como se não pudesse ficar pior Machado diz que essa informação não é “fake news”, e que “há diversos estudos, inclusive com pesquisadores da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, que comprovam que o 5G é de alguma forma nociva para a saúde humana”, entretanto o deputado não apresentou nenhum estudo nem os mencionou na justificativa do projeto de lei.

Diante de tanto vexame seu distinto companheiro Nilso Berlanda, tratou de tirar o corpo fora (ou tentar), depois de perceber o tamanho daaa…. Enfim. O mesmo pediu em requerimento ao presidente da ALESC (Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina) que “sejam tomadas as providências a fim de que seja retirada sua assinatura de apoio ao PL 0241.5/2019”, alegando que o projeto não é de autoria do seu mandato, e sim, de seu colega parlamentar Marcius Machado.

Não achando que a vergonha tenha sido suficiente, o deputado Marcius Machado declarou que o projeto de lei continuará na ALESC e não será retirado. O que nesse caso o próximo passo será enviar para diligências, ou seja: significa que o deputado vai repassá-la a um órgão que possa realizar estudos e coletar provas para tentar dar mais fundamento ao projeto de lei. O objetivo é ter uma ideia melhor dos estudos sobre o 5G, trabalho esse que deveria ter sido realizado antes da apresentação do projeto de lei, para ter um embasamento técnico e teórico do assunto, tendo em vista que a justificativa apresentada pelo deputado tem apenas uma página e cita somente sua fonte de dados axiomáticos…. um vídeo no YOUTUBE.

Um projeto de lei que tem como base um boato disseminado em redes sociais imagina agora se essa moda pega?

Ia ser lei atrás de lei…

  • Enfermeira espalhando vírus HIV. (Lei xxxx/xx multa para mulheres de roupa branca).
  • Envie essa mensagem e ganhe créditos: “Funciona mesmo, acabou de cair no meu”. (Lei xxxx/xx não caiu no meu? Multa para quem enviou).
  • A cada compartilhamento ela vai ganhar R$0,01. (Lei xxxx/xx multa para quem não compartilhar).

PS: Requerimento do deputado Nilso Berlanda pede que “sejam tomadas as providências a fim de que seja retirada sua assinatura de apoio”:

PARADOXO DA FALTA DE PROVIDÊNCIA

20/07/2019 às 10h29

Muito se tem falado sobre a reforma da previdência, quando eu era criança, ouvia os adultos falarem, como esperavam pelo momento em que se aposentariam, que naquela fase da vida, as férias seriam eternas, a vida enfim poderia ser curtida, e aproveitada ao máximo sem grandes preocupações.

Eu por minha vez, claro… imaginava ser sensacional, chegar aos 40 anos e, poder ter férias para sempre. (Sim, para uma criança 40 anos é fim da vida, aceita logo isso). Imagina só, poder ir para praia qualquer dia de semana, poder jogar bola a qualquer hora, visitar amigos, viajar… É de fato a descrição do paraíso, uma dádiva conquistada, somente por aqueles que se dedicaram ao máximo, na sublime arte da labuta.

Só que, na medida em que fui crescendo e aprendendo, cada vez que ouvia essa frase: “reforma da previdência” percebia que a tão falada e imaginada “férias vitalícias” estavam ficando cada vez mais distantes, também pudera, sempre que esse assunto vem à tona novamente, irrevogavelmente é citado um administrador satânico, de uma gestão passada, que por intermédio de algum canalha, desviou ou manipulou o fundo da previdência, e etc, etc.

Bom, à matemática é simples, quando eu era criança, lá no Campo Grande, adultos se aposentavam com 45, 50 anos, e logo agora que está chegando a minha vez (chegando que eu digo é, faltando mais ou menos 15 anos de contribuição, fora… o resto) a coisa muda de novo? Ai não né.

Imagino quantas reformas, ainda não acontecerão, até que finalmente chegue a minha vez, aliás, pensando bem… que vez?

Sejamos honestos e realistas, hoje a idade mínima, para a conquista, desse tão esperado benefício, é de 65 para eles e 60 para elas… fora o tempo mínimo de contribuição, além das outras contas, ora… nos próximos 15 anos, se for seguindo a proporção de crescimento da idade mínima atual, eu finalmente me aposentarei, com aproximadamente 198 anos, e finalmente poderei desfrutar, dos benefícios de ter dedicado uma vida inteira de trabalho e, produtividade, em prol do crescimento econômico da minha nação, poderei finalmente, desfrutar das delicias da melhor idade, e finalmente pôr em pratica, os planos que tinha na bela e ingênua inocência da juventude.

E o mais engraçado nem é isso, pensa comigo…

Fala sério, muita gente está na mesma situação, faltando pouco mais de uma década para conseguir a aposentadoria, e é muito provável que alguns profissionais de fato cheguem até lá, já algumas profissões, por si só tenho minhas dúvidas; Veja bem.

Tenho um tio que é ascensorista num grande prédio no centro do Rio, profissão nobre e de prestigio (é o que ele sempre diz), tenho certeza, de que um dia, de fato, tenha sido realmente de muita importância, ser responsável por comandar uma máquina dessas…

Maaaas, em fim, não sei quanto tempo falta para titio se aposentar, imagino que falte pouco, e que logo ele chega lá, já a profissão deeele… Bom esse com certeza vai se aposentar antes, afinal essa, é só mais umas das inúmeras profissões, que estão sendo devoradas pela modernização, dessas novas tecnologias sociopatas, que como tal tem um apetite voraz, consumindo tudo (e todos) que pode ser substituído, pelas maravilhas da fria automação.

Imagino titio, que não consegue, sequer compartilhar aquele vídeo, que ele achou engraçado no grupo da família, perdendo seu trabalho para um concorrente desse naipe?

E o mais irônico é que: Nesse caso, ele não perderia o emprego, o emprego que perderia o emprego, ou talvez e ainda mais midiático, a profissão tenha finalmente se aposentado?

Esse é o mundo em que vivemos, máquinas quase humanas, substituem seres humanos, pois governam suas habilidades, enquanto mentes desumanas, governam o destino de milhares de pessoas, que num passado distante, sonharam em se aposentar aos 40 anos de idade… Ou quiçá simplesmente… SE APOSENTAR.