Revista Statto

O AMOR QUE MOVE O MUNDO

23/05/2020 às 10h05

O amor é a forma mais plena e verdadeira da vida e da expressão divina, é a essência de DEUS na integra, mas o homem tem confinado o coração aos sentimentos vazios e contrários à natureza da criação.

O homem se encontra num estado de degradação e constante conflito na alma, uma frieza de sentimentos com relação a si mesmo, e ao outro, o que gera tristeza, ansiedade, angustias, duvidas, preocupações, irritabilidade, o que produz instabilidade emocional.

A inconstância do homem, provoca um turbilhão de sensações, desequilíbrio na tomada de decisões, a dificuldade de estabelecer relações, vínculos afetivos e até mesmo enfraquece o amor.

Quando o homem anula esse sentimento de amor que o constitui, dar espaço para o contraditório, o ódio se instala e gera raízes de amargura que contamina todo o “ser” e os que estão mais próximos.

Um coração preenchido de amor é um reservatório de bons sentimentos, transborda vida, uma fonte inesgotável atrai pessoas, mobiliza o que é mais grandioso dentro de nós.

O amor é o sentimento que move o homem na sua inteireza, é o suprimento da vida que compõe o coração na sua totalidade, e “todo mundo demanda amor” (LACAN, 1999, p. 376). E na falta deste sentimento, a vida se torna complexa, sem sentido, imperceptível, tudo perde o valor real.

Ao longo da vida somos supridos ou exauridos de sentimentos, o amor é um combustível essencial para nos manter equilibrados emocionalmente, o que promove segurança, bem-estar, realização e prazer.

Se durante a nossa vida preenchermos os nossos corações com bons sentimentos, teremos uma vida completa, com espaço para compartilhar a real essência divina que nos compõe no íntimo.

Quando percebermos que o maior e mais perfeito sentimento é o amor, vamos descobrir que o melhor sentido da vida é amar em demasia, e sem distinção. Porque é o amor que move o mundo, sentimentos bons devem ser mantidos, compartilhados, e sempre vai ter espaço no coração, o que torna a vida mais abundante valiosa.

LAVAR AS MÃOS E LIMPAR A ALMA

28/04/2020 às 09h10

O lavar as mãos é essencial, exige a utilização de um produto especifico e agua suficiente, mas limpar os resíduos da alma é prioridade e tudo que você necessita é disposição. Ao lavar as mãos percebemos a importância do cuidado com a vida, e a possibilidade de limpar a alma é permitir que ela seja mais suave e bem mais leve.

Vivemos um momento crítico, onde lavar as mãos pode salvar vidas, e limpar a alma pode ser libertador, um momento de parar e fazer uma retrospectiva dos acúmulos e entulhos de sentimentos negativos que nos aprisiona. Constantemente ocupados, esquecemos de que a alma empilha ao longo da vida muitos sentimentos ruins, que são desnecessários e bloqueiam os bons sentimentos, portanto devemos separar um dia para descartar tudo aquilo que faz a alma pesar.

Observe cuidadosamente o que inquieta a sua alma, analise as suas mazelas interiores, busque realmente retirar o que não serve mais para você, e tudo que incomoda outras pessoas ao seu redor. Comece a excluir da sua vida qualquer vestígio do passado, esqueça as lamentações, as magoam, os ressentimentos, as aflições e apreensões que a vida oferece.

É importante refletir por um momento sobre tudo que produz angustia sofrimento, aquilo que se tornou um fardo, um exagero, que engessa todo o ser, e impede seu avanço como ser humano e ainda prejudica quem está próximo.

Não se esqueça de excluir os sentimentos mais escondidos que são letais para a alma, às vezes passam despercebidos e se alojam dentro de nós, são sorrateiros e nos destrói lentamente.

Então, procure esvaziar a alma e comece a colocar os melhores sentimentos, abra espaço para o amor, o perdão e preencha o intimo com o que promove a vida e a esperança.

Um simples ato de lavar as mãos pode livrar você de um inimigo invisível aos olhos, e descortinar a alma possibilita a remoção de sentimentos facciosos que envenenam o coração e paralisa a vida.

Agora é melhor seguir com as mãos lavadas, alma limpa, transparente com o coração transbordando bons sentimentos e cheio de vida.