Revista Statto

UMA REFLEXÃO SOBRE O BBB20

28/04/2020 às 15h35

Eu sei que você achou esse título estranho…. Não costumo comentar sobre programas de TV, as achei de extrema importância fazer essa reflexão, porque ela é válida para todo tipo de negócio e porque eu realmente acredito que poderia fazer uma diferença BRUTAL na influência da grande massa.

Eu assisti BBB novamente depois de 17 anos.

Fiquei muito feliz que o programa testou pela primeira vez confinar pessoas talentosas, criativas, Good Vibes, que em sua maioria tinham uma boa dose de inteligência emocional, bom senso, sentido de coletividade, responsabilidade social e noção.

Nem todas eram assim, obviamente. Mas as que não eram foram saindo.

Fiquei ainda mais feliz dessa escolha do programa ter sido refletida positivamente pela audiência, que deu ibope histórico para uma melhor seleção de exemplares humanos.

Não é mais tempo né? De dar ibope para barraqueiros, machistas, racistas, homofóbicos, gente que vibra lá no chão, pessoas que não saibam reconhecer seus erros, que não sabem pedir desculpas ou assumir sua fragilidade. Não vivemos mais neste mundo!

Até o BBB do novo mundo já deu suas caras. Ouvi participantes e apresentador falando de frequência energética, criando laços reais de amizade, conexões humanas que puderam ser sentidas, terminando em paz e harmonia entre todos os finalistas, independente de que haveria apenas um vencedor.

As mulheres empoderadas deram a letra e conduziram o jogo: denunciando atitudes medíocres, delatando tudo o que já não cabe mais, tirando a limpo o que não faz mais parte do repertório deste mundo atualizado, conversando soluções para os conflitos com classe, postura e respeito. E Thelminha: mulher negra, desconhecida, minoria, e que viveu sempre contra todas as estatísticas, saindo vencedora!

Foi imensamente mais legal assistir as pessoas fazendo melhor uso do tempo: mostrando seus talentos, criando laços de amizade, rindo, dublando, hipnotizando…

Quando estamos falando de influência de massas, um programa como este alcance pode ajudar o Brasil a dar um verdadeiro salto. É óbvio que teria ainda um loooongo caminho para ficar realmente incrível, mas achei que um pequeno passo foi dado!

Se mudar a frequência energética de uma nação estivesse em nossas mãos?

Acorda, Brasil! É hora da virada! É momento de parar de impor o medo, a violência, a desgraça.

Queremos ser inspirados! Queremos bons exemplos a seguir, queremos referências construtivas.

Queremos esperança!

Pensa em um BBB com uma galera que te inspira muito!? O quanto de aprendizado não sairia daí!? Se assim fosse, poderíamos trocar os cursos pagos pela TV! Não seria lindo isso?

Arrisco até um elenco: Isabela Mezzadri, Murilo Gun, Bel Pesce, @eusouodu, Gustavo Tanaka, Ricardo Neto, Letícia Mello, Mariana Ostermann, Manuella Paula, Cláudia Lebie, Rodrigo Borges, Flavia Melissa, Paula Abreu, Carolina Nalon, Rafa Cappai, Eliana Rigol, Morena Cardoso, Letícia Mello, Marcinha Bello, Letícia Taveira, etc, etc… Pensa o que este nível de pessoas não faria pelo mindset da mente comum em um programa deste alcance? Vai lá no meu post no instagram e marca o seu elenco ou me responde a este e-mail para eu postar: https://www.instagram.com/p/B_hjv-qjY9M/?utm_source=ig_web_copy_link

Como a mídia não enxerga este poder, gente? Não entendo isso! Mas torço por um novo amanhã ditado por decisões como esta: elencos de BBB. Porque talvez eu e vocês tenhamos a nossa bolha, mas o grande público está definitivamente precisando de referência.

Fica minha reflexão