Revista Statto

ADEUS AOS TABUS: EXISTE VIDA SEXUAL NA TERCEIRA IDADE!

22/07/2019 às 09h41

Tabus, estigmas, vergonha e preconceito ganham foco quando o assunto é sexo na terceira idade e, normalmente, tratam desse assunto como algo errado ou incompatível com a idade.

Acontece que o tempo passa, a idade progride, as rugas chegam com força, os filhos casam e tem filhos, mas e a vida sexual, onde entra nisso tudo? Como vários outros fatores, o sexo também é fator importante para uma saúde melhor, e ele pode ser essencial no bem-estar de cada um.

É importante ressaltar, que com o avanço da idade, nossas limitações físicas vão aumentando, e o pique para maratonas sexuais ou penetração por muito tempo diminuem significativamente. Isso acontece, sobretudo, por conta da redução da testosterona e de outros déficits de saúde, como o aumento da obesidade e do colesterol.

Os homens idosos apresentam grandes dificuldades na ereção e na ejaculação, já nas mulheres idosas, os problemas surgem após a menopausa, quando pode ocorrer a diminuição da lubrificação, ocasionando dor na penetração. Mas diante dessas dificuldades, o que pode ser feito para reverter isso? A resposta é bem simples e direta: sexo não é só penetração!

E já que não é só penetração, é importantíssimo que a intimidade seja valorizada, e entenderem que seus corpos tiveram alterações e que, juntos, precisam se adaptar as suas necessidades e limitações. Como aliados, os acessórios sexuais podem ser uma ótima opção para o casal que deseja explorar novas sensações. Atualmente existe uma variedade de brinquedos que auxiliam na busca pelo prazer. Ah, e não precisa ter vergonha!

A terceira idade é uma fase cheia de descobertas e de reajustes. E dentro disso, está incluso um novo olhar para si mesmo, uma vez que já se ocorreram amplas e aceleradas mudanças. É muito difícil entrar nessa fase reproduzindo as mesmas sensações das outras fases da vida. É importante adaptar-se e entender que a principal limitação encontra-se na nossa mente, e quanto mais domínio temos sobre ela, mais jovens de ideias nos tornamos. Com isso, é possível deixar os tabus de lado e abrir portas para novas possibilidades. Permita-se!

INSTA: psiamandarosa

QUANDO A ROTINA FAZ MORADA E O DESEJO SEXUAL SOME

16/04/2019 às 18h16

5 dicas para vocês darem a volta por cima!

Pode ser no namoro ou no casamento, tanto faz, a realidade é que muitas pessoas percebem seus relacionamentos esfriarem com o tempo. Até existe amor, mas a rotina chegou de mansinho, foi se alojando e hoje dorme entre vocês dois na mesma cama. Relatam que aquele “fogo” do início já não existe mais, a química já não está tão boa e se perguntam: o que eu faço agora? Como resgatar o desejo pelo (a) parceiro (a)? Pergunta nada fácil, mas totalmente importante e necessária! Se você já parou para pensar sobre esse assunto: não se preocupe, está no caminho certo! Ponto para você, para vocês! Afinal, essa é a ordem: aceitar o problema, para então resolvê-lo.

Em qualquer relacionamento, a amizade, parceria e companheirismo são muito importantes. Mas amizade sem uma vida sexual ativa e prazerosa é algo que bons amigos fazem. Mas não, vocês não são apenas bons amigos, são muito mais. Esse é seu namoro ou seu casamento! Tudo isso é importante, mas o sexo também!

Mesmo nos dias de hoje, ainda há muitos tabus em relação a esse assunto, mas desprender-se disso é essencial. Na maioria das vezes, os casais, acabam acostumando-se com a situação, e de forma consciente ou não, aceitam a relação da forma que ela está. Mas acostumar-se não é o melhor caminho, inclusive considero que é o pior.

Bom, mas aqui vão algumas dicas que podem melhorar, e muito, não só o desejo sexual, mas a relação como um todo e colocar a rotina para dormir no sofá!

1. Tenham um bom diálogo: É normal ter crise, em qualquer relacionamento. Mas como contornar isso? O segredo está em conversar com o (a) parceiro (a) as coisas que não te agradam e que gostaria que mudasse. Ninguém tem bola de cristal, né? Então, fale o que pense! Converse! Assim, as chances de se entenderem são muito maiores. Experimentem!

2. Façam atividades em conjunto: Um exercício físico, um almoço ou jantar, um piquenique no parque, ou até mesmo nas tarefas domésticas, tanto faz! Busquem conversar, olhar no olho do outro e admirar as coisas boas que existem. Isso pode te fazer valorizar a grande pessoa que tem ao seu lado. E olha que incrível, quando admiramos alguém, automaticamente deseja-se estar mais próximo dessa pessoa. É algo que, com toda certeza, irá refletir na vida sexual de vocês. O companheirismo, a admiração e parceria vêm antes de qualquer coisa. Porque afinal, sexo não deve ser só sexo, o desejo começa bem antes.

3. Inovem a rotina sexual: Enjoou de sempre ser a mesma coisa? Mude! Proponha uma nova posição sexual, um novo lugar para relação, um novo brinquedinho… seja o que for! Inovem! Conheçam-se! Essa pode ser a pimentinha que falta na relação sexual de vocês. Ah, e não precisam ter vergonha, esqueçam os tabus, se soltem e sejam felizes juntos!

4. Viagem sozinhos: Reservem um final de semana e vão viajar sozinhos. Seja para conhecer um novo lugar, ou até mesmo, explorar um destino que vocês já conhecem, não importa! Vocês só precisam estar em sintonia (ou buscando sintonizarem). Deixe os problemas e leve na mala apenas a leveza e ânsia de tudo que vocês podem viver juntos.

5. Tenham uma vida individual: A vida é equilíbrio, e tudo que começa a pesar de um lado, cansa, esgota e desanima. Não queira viver sempre controlando o que o outro está fazendo, isso só vai te gerar ansiedade, pouca produtividade e desgaste na relação. Reveja seus amigos (as), faça algo sozinho (a) e não esqueça quem você realmente é. Muitos casais esquecem-se da sua individualidade e de quem realmente são, e que para ser dois, antes, é necessário ser um. Ao contrário do que muitos pensam, isso só ajuda a valorizar ainda mais a pessoa que está ao seu lado. A confiança está inteiramente ligada ao futuro de vocês. Mas me diz, qual a posição dela nessa relação?

Essas são algumas dicas básicas, obviamente, existem outros fatores que são essenciais numa relação e não foram abordados aqui. Mas seguir essas 5 dicas é um bom início para aqueles que desejam tornarem-se melhores.