Revista Statto

OS TRÊS PILARES DA AUTOLIDERANÇA

30/11/2020 às 16h50

As empresas estão passando por muitas transformações ao longo dos anos e não é só na área tecnológica. A relação do trabalho e a liderança também se modificou, então, para que o negócio possa expandir mais é preciso compreender o papel e o impacto da autoliderança.

A autoliderança é a habilidade de liderar a si mesma, ou seja, é gerenciar seus sentimentos e pensamentos para que consiga atingir seus objetivos. Significa estar consciente de suas emoções e saber gerenciá-las em momentos de desafios em harmonia com a sua equipe.

É preciso estudo constante para desenvolver essa habilidade e quando conseguimos liderar a si, é possível alcançar melhores resultados na vida pessoal e nos negócios sem depender de outras pessoas.

Quem empreende se torna uma líder e não pode culpar as outras pessoas pelos problemas, frustrações e erros que cometeu. A responsabilidade pelos atos é de cada um, daí a importância de praticar a AUTORRESPONSABILIDADE. Olhe para sua vida e verifique quais são os resultados que não a tem deixado satisfeita e como chegou até eles. Vai doer? Com certeza, mas vai doer muito mais se você continuar ignorando aquilo que te incomoda e culpando as pessoas pela sua infelicidade por conta de algo que fez ou falou.

O segundo pilar da autoliderança é o poder de DECISÃO, ou seja, quanto mais você adiar uma decisão importante em sua vida, mais distante dos resultados pretendidos você ficará.

A pessoa que toma decisões rápidas e faz mudanças lentas tem mais chances de sucesso do que aquela que demora para decidir e faz mudanças rápidas ao longo do caminho.

Procrastinar decisões importantes nos negócios é a pior decisão que você pode tomar. Na dúvida, estude a situação, peça conselho de uma pessoa mais experiente e siga sempre sua intuição.

O terceiro pilar da autoliderança é a AÇÃO. Quem age se torna protagonista da sua própria vida, pois sabe que o poder da mudança está em suas próprias mãos e somente ela pode fazer a diferença na própria vida. Não desperdiça oportunidades preciosas e nem perde tempo com pessoas que não acrescentam algo importante.

Você quer ser líder de si mesma? Faça uma lista daquilo que a incomoda em sua vida e quais ações pode tomar para as mudanças começarem. Um passo de cada vez a levará longe.

DIA LARANJA: PELO FIM DA VIOLÊNCIA CONTRA MENINAS E MULHERES

25/11/2020 às 14h44

A realidade de muitas meninas e mulheres brasileiras e no mundo é da violência. Não pense que é apenas a doméstica onde a mulher é agredida ou morta por seu companheiro dentro de casa. Existem outros tipos de violência, afinal, muitas mulheres são traficadas, exploradas sexualmente, mutiladas, etc.…, etc. Isso sem falar na discriminação sofrida em várias partes do globo tanto na esfera pública quanto privada.

E para aumentar a vontade política no combate a violência, bem como, eliminar esse mal, a Organização das Nações Unidas (ONU) instituiu 25 de novembro como o “DIA INTERNACIONAL PELA ELIMINAÇÃO DA VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES”. Todo dia 25 de cada mês é reconhecido como o “Dia Laranja”.

Por que a cor laranja foi escolhida?

A cor laranja foi eleita porque além de ser vibrante representa um futuro livre de violência. O seu significado é de alegria, vitalidade, prosperidade, sucesso, criatividade, comunicação e espontaneidade.

Romper com um passado de violência e tristeza requer muita coragem. Há casos em que não há agressão física, mas a emocional que é pior do que um tapa porque fragiliza cada vez mais a vítima.

As mulheres que sofrem qualquer tipo de violência têm abalada a sua autoestima e sua autoconfiança, nem sempre se sentem capazes de realizar algo por si e nem se sentem merecedoras, assim, precisam de apoio para reconquistarem aquilo que foi perdido em anos.

Para trazê-las a uma realidade diferente, é preciso impactá-las com alegria e esperança num futuro diferente, bem melhor.

No Brasil, quando se trata de violência doméstica, grande parte não denuncia porque depende financeiramente do agressor já que este a impede de trabalhar ou estudar.

Uma das maneiras de quebrar esse ciclo de violência doméstica é o empreendedorismo. Uma vez que a mulher se torna dona do seu próprio dinheiro, assume o protagonismo de sua vida e tem o poder de tomar decisões. O empreendedorismo transforma não só a vida da mulher, mas como a da sua família toda.

Por isso, é fundamental ações para fortalecimento e empoderamento das mulheres. Quando se há respeito, igualdade, não discriminação e possibilidade de desenvolvimento, elas podem voar cada vez mais alto e inspirar outras mulheres que passaram pela mesma situação.

Cabe a todos nós como pessoa física e/ou jurídica, apoiar outras mulheres, incentivar o empreendedorismo, ensinar como empreender, privilegiar seus negócios e, acima de tudo, acreditar nelas que estão aí para trazer grandes transformações sociais e econômicas para a sociedade e o mundo.

Simplesmente acredite no potencial das mulheres.

Mulher, acredite no seu potencial de realização e crescimento. Você é mais capaz do que imagina.

O FOCO PODE FAZER TODA DIFERENÇA NO SEU NEGÓCIO

12/11/2020 às 17h06

Toda empresa passa por diversos tipos de problemas que podem ser na parte financeira, de pessoas, falta de matéria-prima ou mão-de-obra especializada etc. Não sei qual é o seu, mas tenho certeza que você tem um.

De fato, as dificuldades fazem parte do nosso dia a dia e a maneira como lidamos com elas é que faz toda a diferença. Algumas pessoas a encaram como um aprendizado e uma grande oportunidade para fazer algo diferente ou criar um produto/serviço novo para vender. Por outro lado, há quem a encare como uma pedra no caminho que surgiu para causar transtornos e só lamenta. Uma coisa é certa: os obstáculos tornam as pessoas mais fortes.

Sabe o que pode atrapalhar demais o seu negócio?

Primeiro, eu vou te contar que não é o olho gordo do vizinho, não é o concorrente, não é o Presidente da República, não é a crise econômica, etc.

O que mais pode atrapalhar o seu negócio é o FOCO no problema. Isso mesmo. Quando se coloca atenção demais num determinado problema, pensa e fala dele vinte e quatro horas por dia, mal dorme e come, fica triste pelos cantos, desmotivada e sem rumo, ele vai crescer cada vez mais e se tornar um “monstro” enorme que pode acabar com sua vida e com o seu negócio em questão de tempo. É como se tivesse colocado uma lupa para aumentá-lo.

Então, o que fazer?

Não existe uma fórmula mágica para resolver problemas num estalar de dedos. A primeira coisa a se fazer é tomar a DECISÃO de mudar e partir para a AÇÃO.

Desta forma, tire o FOCO do problema e o coloque na SOLUÇÃO. Claro que você não vai encontrar uma solução logo de cara, mas só de mudar a chavinha na sua mente já é um passo rumo à luz.

Comece fazendo um exercício que vai te ajudar muito. Pode fazer sozinha ou com sua equipe. Faça a seguinte pergunta: “O que posso fazer para solucionar tal problema”? Anote todas as ideias por mais absurdas que pareça e, com certeza, a solução vai surgir e depois é só fazer ajustes.

Quando você passa a olhar para as soluções se torna uma solucionadora de problemas e a sua empresa cresce cada vez mais.

O HÁBITO DE RECLAMAR PODE ATRAPALHAR SEU NEGÓCIO

06/11/2020 às 17h48

Você tem o hábito de reclamar bastante? Pensa um pouco.

Uma coisa é certa. Não tem como viver sem reclamar porque sempre encontraremos um mínimo defeito em algo ou alguém. Quando nos sentirmos irritadas, vamos reclamar e isso nada mais é do que um desabafo momentâneo. Ninguém está livre disso – nem eu e nem você.

Se tem uma coisa bem chata na vida é ficar ao lado de alguém que reclama o tempo inteiro. Tem gente que até leva o apelido de “reclamona”. A pessoa se torna desagradável que ninguém mais quer ficar ao lado dela porque o ambiente fica sombrio e pesado. Quem é mais sensível pode até mesmo sentir mal-estar ou dor de cabeça.

O bom é ficar ao lado de pessoas alegres, de alto-astral, com autoestima elevada, confiantes e que vem para agregar. Claro que há momentos em que elas não estão bem, mas isso não será na maior parte do tempo e nem afetará quem estiver ao redor.

O fato é que reclamar é característica de uma pessoa com pensamentos negativos. É algo que está enraizado sem que a pessoa perceba e isso pode afetar a vida em todos os sentidos, principalmente, os negócios.

Fica tudo estagnado. Se isso acontece com quem tem uma loja, por exemplo, os clientes se afastam e passam a comprar no concorrente mesmo que seja oferecido melhor qualidade e preço. Ninguém quer estar num ambiente que tem “algo estranho no ar”.

Você gosta de entrar numa loja onde os vendedores estão com cara de tristeza e o ambiente é sombrio?

Tenho certeza que você gosta de locais iluminados e perfumados, com música ambiente e pessoas simpáticas que atendem tão bem que dá vontade de voltar mais vezes.

Muitas pessoas pensam que estão usando estratégias erradas para encantar o cliente quando, na verdade, só está faltando mais gratidão, alegria, sorriso no rosto e palavras/atitudes positivas.

Você conhece algum grande empreendedor que vive reclamando o tempo todo pelos cantos?

Luiza Trajano, a dona da Magazine Luiza, é uma das empreendedoras que serve de exemplo para todas, pois colocou a mão na massa e ajudou as pessoas menos favorecidas. Ela não perdeu tempo em live reclamando que a pandemia veio acabar com os negócios. E não foi à toa que empresa dela foi uma das que mais cresceu durante este período crítico.

Empreendedores de sucesso possuem uma postura positiva, são generosos, estão com foco na solução e pensando em criar um próximo serviço ou produto para atender melhor seus clientes, ou seja, resolver seus problemas.

De fato, nem tudo são flores no empreendedorismo e se você se render a tudo que de ruim acontece ou você ouve, deixa de fazer o seu melhor. Assim, o faturamento cai cada vez mais, lá vem o desespero e mais reclamações.

Aqueles que reclamam o tempo inteiro e nem percebem estão com foco somente no problema e ficam com a criatividade escondida nas nuvens cinzas da negatividade, além disso, só acontecem coisas ruins.

Se alguém já te falou que você reclama demais, não se ofenda e nem brigue. Reflita sobre seu comportamento nos últimos tempos e escreva um bilhete para você: PARE DE RECLAMAR E AGRADEÇA MAIS!

NÃO ACREDITE EM TUDO QUE VOCÊ OUVE

01/11/2020 às 10h30

Ao longo da vida, você vai ouvir muitas coisas sobre você e o seu objetivo de vida. “Isso não vai dar certo”, “Você não presta para nada”, “Você nem é tão inteligente assim”, “Você nasceu em família pobre e não tem chances de crescer ou ficar rica”, “Você não vai conseguir” etc.

Quando se é jovem, isso pode ferir demais. Você pode chorar e sentir uma enorme revolta por não acreditarem em você e no seu sonho. Isso pode te motivar a continuar ou não. Depende de você.

De alguma forma, as pessoas querem nos desviar dos nossos objetivos e nos colocar dentro de caixinhas escolhidas por elas. Você nasce, cresce, estuda, arruma emprego, mas para ter estabilidade na vida é aconselhável prestar concurso porque é garantia para toda vida e nunca será mandado embora. Passou no concurso? Ótimo. Está na hora de se casar e ter filhos. Pelo menos, alguma coisa deve soar familiar para você, não é mesmo?

Só que nem todo mundo está preparado para ficar dentro destas caixinhas apertadas que podem sufocar. E quando você diz NÃO para isso, simplesmente, contraria as regras do sistema. Contraria ainda mais se você ousa a usar o seu talento para montar seu próprio negócio. Alguns vão dizer que não vai dar certo ainda mais agora em “tempos de crise”. Eu arrisco dizer que a pessoa visionária só enxerga a oportunidade independente do cenário econômico.

As chances estão aí para todos. Com algum esforço, busca constante e incansável, é possível se desenvolver cada vez mais e conquistar seus objetivos apesar das pessoas dizerem que não é possível e das condições não favorecerem. A sua missão é acreditar que já deu certo e seguir em frente com a mente blindada contra a negatividade.

Finalizo com um recado para você. Se as coisas não estão indo muito para o seu lado, você não quer concurso público porque quer ser dona do próprio negócio e/ou está recebendo muitas críticas da sua família ou amigos, digo que pode estar num lugar que não é para você e cercada de pessoas que são sabotadoras de sonho. Você é uma pessoa com potencial infinito e nasceu para brilhar, portanto, não acredite em tudo que você ouve.

INSISTIR OU DESISTIR?

23/10/2020 às 18h28

Quando é hora de desistir de um objetivo? Devo desistir ou insistir um pouco mais?

Todos nós temos objetivos na vida e o que mais desejamos é que eles se concretizem o quanto antes, mas nem sempre as coisas saem conforme o planejado e dúvidas surgem ao longo do caminho. Se desisto agora pode ser cedo demais, por outro lado, se insisto mais um pouco, posso estar perdendo tempo com algo que não vai dar resultado algum. E agora, José?

Paciência é preciso quando se desenvolve um projeto de vida, afinal, os desafios são muitos e não é aconselhável desistir no primeiro obstáculo. Devemos aprender com eles alguma lição.

É válido analisar cada situação com muito cuidado, ver o prós e contras, as ações feitas, os resultados. Se você tem dado passos certos, mas as coisas não estão funcionando bem, você se sente prejudicada, frustrada e ainda não está aproveitando as boas oportunidades, quem sabe não seja a hora de uma reflexão profunda para tomar uma decisão definitiva. Para que isso aconteça, é necessário que saiba o que realmente quer.

Por toda a vida ouvimos que devemos insistir até dar certo, mas insistir em algo e até mesmo numa pessoa que não faz bem é uma grande loucura. Isso me faz pensar quanto sofrimento e tristeza traz quando insistimos num relacionamento falido, num negócio com lucro baixo, num curso que não tem a ver com o propósito e num emprego ruim que só causa desmotivação. Sem contar as oportunidades perdidas que é melhor nem imaginar para não se arrepender.

E por conta disso, o nosso fardo só aumenta e chega uma hora em que nos sentimos muito exaustas. Chega, não dá mais! Então, é hora de deixar essa mala pesada para trás, ou seja, desistir. E quer saber de uma coisa? Está tudo bem. Desistir não é vergonha para ninguém e nem é sinal de fracasso. É preciso saber a hora de jogar a toalha.

Quando você se liberta daquilo que não te pertence mais, sente um grande alívio e dá oportunidade para uma nova vida, para mais felicidade, paz de espírito e mais qualidade de vida.

Caso esteja pensando em desistir de um objetivo e está insegura, siga sua intuição e não se sinta fracassada em momento algum. Lembre-se que as coisas apenas não saíram como o desejado. Segue o jogo.

3 RAZÕES PARA A PROCRASTINAÇÃO SER SUA ALIADA E TRANSFORMAR A SUA VIDA

20/10/2020 às 16h01

Procrastinar significa deixar para depois uma tarefa, responsabilidade e/ou compromisso. Quem nunca fez isso na vida que atire a primeira pedra.

Quando falamos em procrastinação já associamos a algo bem negativo e a classificamos como a grande vilã da produtividade, por isso, as pessoas querem eliminá-la de uma vez por todas de suas vidas já que pode atrasar o crescimento, causar doenças, prejuízos materiais e emocionais, bem como, trazer muita culpa, cobranças e sofrimentos.

Você já parou para pensar que a procrastinação tem o seu lado bom?

Muitas vezes, estamos com a mente cansada e adiamos uma tarefa ou projeto para o dia ou semana seguinte porque já não dá mais para pensar naquele momento. Por mais que se tente, nenhuma ideia brilhante surge, a criatividade está baixa e você cansada.

Você foi fazer outras coisas, descansou e voltou no seu projeto alguns dias depois. Eis que surge uma ideia incrível e de forma rápida você conclui aquilo que a estava atormentando.

Isso quer dizer que a procrastinação pode ser saudável para a produção de ideias criativas que são matéria-prima de muitas pessoas. É preciso de um tempo de gestação para as ideias. Ativar a criatividade é a primeira razão.

Somos estimuladas a produzir a todo momento. Estudar, trabalhar, ser a melhor de todas, ter diferencial, montar o próprio negócio, prestar concurso, fazer graduação, pós-graduação, trabalhar de madrugada, acordar cedo, dormir tarde etc. A produtividade pode ser tóxica quando a pessoa apenas foca em produzir o tempo inteiro sem cuidar de outras áreas. A questão é que a mente fica saturada e precisa de uma pausa seja de minutos ou de dias, por isso, é importante descansar e recompor as energias – fazer pausa para um café ou viajar por uma semana.

Dedique-se ao ócio criativo. O que isso quer dizer? Significa que você deve conciliar trabalho, estudos e lazer de maneira equilibrada (sem se sobrecarregar). É o período em que você tem para pensar e ter boas ideias para seu negócio. Faça coisas que te dão prazer nos momentos livre. Pode ser tirar um cochilo ou passar alguns minutos ou até mesmo horas olhando para o teto. É coisa de gente preguiçosa? Claro que não. É atitude de pessoa criativa quem sabe tirar vantagem de um momento de descanso.

E quais são mesmo as três razões para a procrastinação ser minha aliada e transformar a minha vida?

A primeira razão é que a procrastinação ativa a criatividade, a segunda é que as pausas ajudam na oxigenação da mente e livram do lixo mental. A terceira razão é que podemos utilizar o ócio criativo para produzir boas ideias.

Meu convite é para você ver o lado positivo da procrastinação e torná-la sua aliada transformando a sua vida diariamente.

O MEDO PODE IMPULSIONAR OU PARALISAR SUA VIDA E SEUS NEGÓCIOS

11/10/2020 às 16h14

Quantas pessoas você conhece que sonham com seu próprio negócio e não conseguem sair do emprego por causa do salário mensal e seus benefícios como férias e décimo terceiro salário?

Eu conheço algumas e elas não estão muito felizes com a posição que ocupam, vivem estressadas e não veem a hora que chegue ao final de semana ou feriado prolongado para descansarem um pouco.

Uma das maiores travas de uma pessoa pode ser o medo que impede de dar grandes saltos na vida pessoal ou profissional. Esse medo é variado e, entre eles, está o de ser julgada, do fracasso, de errar, de dizer não para alguém, de arriscar, de perder tudo e ficar pobre, de ser feliz (acredite, se quiser!), da morte, do desconhecido, de novas responsabilidades etc.

A vida é surpreendentemente assustadora em alguns momentos e causa traumas, mas você já percebeu que determinadas situações se repetem até que a gente perca esse medo ou aprenda a lição? Eu já percebi e não perco mais as minhas oportunidades apesar do medo sinto.

Vou te contar um fato. Eu senti muito medo da primeira live como convidada. Era medo de falar informação incorreta, não saber responder ou esquecer algo importante no meio da explicação, mas se eu tivesse desistido do convite por covardia, jamais saberia como teria me saído e não sentiria o prazer de servir ao próximo por meio do meu conhecimento. Se você vai e faz com medo tem história para contar.

Muitas empresas já desistiram de ideias que pareciam ser inovadoras demais para o momento e, depois, um concorrente foi lá, fez e deu certo. Um caso conhecido foi com a Kodak. O engenheiro da empresa Steven Sasson criou o protótipo de câmera digital em 1975 e apresentou aos chefes que, apavorados, impediram o lançamento do produto, afinal, o mercado de filmes era muito lucrativo. Neste caso, faltou a visão de futuro também.

Por isso, eu incentivo que você sempre se jogue no mercado por mais doida que a ideia pareça. Não pense no que você pode perder, mas sim no que pode ganhar como experiência. E se der certo? Maravilhoso. Se errar na primeira, está tudo bem. Analise onde errou, aprimore e tente quantas vezes for preciso. Não se importe com o julgamento das pessoas. Vão falar de você de qualquer maneira.

O medo é um instinto natural necessário para a nossa sobrevivência, porém, não pode ser paralisante a ponto de impedir a tomada de decisões na vida. Ninguém pode passar o tempo inteiro em cima do muro sem se posicionar. Chega uma hora que a vida manda cobrança.

Minha cara leitora, durante a vida toda vão te contar histórias de bicho papão e cabe a você acreditar nelas e permanecer onde está ou seguir em frente apesar do medo que você sente e conquistar o pote de ouro no final do arco-íris.

O SUCESSO E A FELICIDADE DEPENDEM SÓ DE VOCÊ

08/10/2020 às 08h37

Não sei se isso já aconteceu contigo, mas, no decorrer da vida, podemos receber a promessa de alguém que diz que vai nos ajudar de alguma forma na vida profissional. Você já deve ter ouvido falar algo do tipo “Quando eu estiver em melhores condições, podemos montar um negócio juntos ou vou te chamar para trabalhar comigo”.

O problema é quando a pessoa deposita todas as suas esperanças e espera a chegada deste dia, mas o tempo passa e nada acontece. A pessoa que prometeu, muitas vezes, está estagnada ou foi fazer outra coisa da vida enquanto que aquela promessa feita no meio de várias conversas caiu no esquecimento, porém, não para quem a ouviu.

Se a pessoa tem uma atitude mais passiva e fica à espera, permanece na sua zona de conforto e não tem ações para alcançar objetivos almejados como abrir ou expandir o negócio, por exemplo.

A espera é longa e quando ela se dá conta perdeu tempo precioso.

Infelizmente, algumas pessoas dependem de outras para alcançar o próprio sucesso ou a felicidade e sempre as culpam por causa de seus próprios infortúnios. E perdem ainda mais tempo carregando nas costas um peso desnecessário.

As nossas atitudes na vida pessoal e profissional são fundamentais para conquistar aquilo que queremos, portanto, só sonhar não basta já que o sonho é a semente do processo de mudança. É preciso transformar este sonho em objetivos definidos, ou seja, ter uma visão clara do que se quer, como quer e onde quer estar daqui alguns anos e traçar metas para alcançar – marcar datas para começar algo ou lançar um curso, saber quanto quer ter de faturamento na data tal, quanto precisa ter de dinheiro para se mudar para outro estado, etc.

Quando permitimos que o sucesso ou felicidade dependam do outro, colocamos o poder em suas mãos e permanecemos neste ciclo de dependência sem que possamos ser os protagonistas de nossas próprias vidas. Apenas adiamos algo que é por direito nosso. É uma eterna espera até a ficha cair.

Cabe a cada um de nós assumir a responsabilidade por nossas vidas, decisões e escolhas porque tudo está em nossas mãos. Pode soar um pouco estranho agora, mas a partir do momento em que se conscientiza desta verdade e a coloca em prática, a vida começa a fluir de maneira mais leve.

Veja, quando eu escolho onde e como quero estar daqui cinco anos, sei quais são as ações necessárias e quem poderá me ajudar no momento. Eu sei também que se der um passo errado a responsabilidade é minha mesmo que eu tenha ouvido o conselho de outra pessoa. Isso quer dizer que não há relação de dependência e ninguém mais será responsável pelas consequências das minhas atitudes sejam elas boas ou más.

Ter essa postura na vida é muito importante, principalmente, para fortalecer a si próprio e seu negócio.

 

A IMPORTÂNCIA DA AUTOESTIMA PARA OS NEGÓCIOS

26/09/2020 às 10h14

Você sabia que a autoestima pode ser um diferencial diante dos desafios diários no seu negócio?

A autoestima é aquela avaliação que fazemos de nós e ela pode ser positiva ou negativa num grau menor ou maior, ou seja, é o ato de amor (ou a falta dele) a si mesma.

Ao longo da vida, assumimos obrigações e responsabilidades, assim, encontramos muitos desafios pela frente. Desta forma, há dias em que nos sentimos menos confiantes e acreditamos que não somos tão boas o suficiente e, em outros dias, acordamos com vontade de conquistar o mundo e fazemos acontecer.

Quando os dias são mais de ações que levem a um objetivo maior, a vida flui bem e as boas ideias surgem a todo instante. O problema é quando na maior parte dos dias não nos sentimos confiantes e nem tão boas – isso pode prejudicar totalmente os negócios porque faltará o ingrediente necessário, ou seja, a ousadia para arriscar. Neste momento, pode surgir a cobrança.

A autoestima é adquirida quando passamos a nos conhecer melhor e descobrimos nossos talentos (aquilo em que somos melhores em fazer e sem muito esforço). Ela deve ser aliada de todas as pessoas e, principalmente, das empreendedoras.

Uma pessoa com autoestima elevada se sente suficientemente fortalecida para fazer aquilo que mais sabe fazer e sempre busca superar suas metas profissionais e pessoais. Ela cria um ambiente de confiante e de empoderamento que influencia outras ao seu redor.

Todos nós somos passíveis de dúvidas ou falhas diariamente e a aceitação desta realidade faz parte do processo para que possamos continuar crescendo cada vez mais. Essa aceitação vem trazer a segurança necessária para assumir quem você é e dar o próximo passo. O mais importante nisso tudo é sempre amar a si mesma.

As tomadas de decisão devem visar o nosso bem-estar, assim, olhamos com mais atenção para as próprias necessidades e, com isso, é possível diminuir a ansiedade e o estresse. Há um equilíbrio do que é importante para nós e para as pessoas ao nosso redor.

Não podemos falar em autoestima e não citar a felicidade que é a grande motivadora das ações, dos bons resultados e do otimismo. Além disso, ajuda a encarar as críticas de uma maneira mais leve, afinal, quanto mais crescemos mais elas podem aparecer por fruto da ignorância ou inveja alheia.

Encare a autoestima como uma lente que pode estar limpa e transparente para você ver o mundo colorido a sua espera ou toda embaçada fazendo-a ver o mundo de uma forma borrada e sem graça.

7 RAZÕES PARA VOCÊ NÃO SER MULTITAREFA

19/09/2020 às 08h55

Uma das suas características é fazer várias coisas ao mesmo tempo? Se a sua reposta foi “sim”, este artigo é para você.

Vivemos numa realidade em que tudo parece urgente – retornar uma ligação, responder a uma mensagem de WhatsApp, e-mail ou direct na hora em que aparece na tela.

Muitas pessoas têm o costume de consultar o celular ou ver a televisão enquanto desenvolvem uma tarefa importante, com isso, o foco muda a todo instante e vem o estresse, mau humor, baixa produtividade e desmotivação.

No passado, os profissionais multitarefas já foram muito valorizados porque havia a crença no aumento da produtividade e resultados maiores, mas essa teoria já não é mais válida para os dias de hoje.

O computador ou o celular podem executar várias funções ao mesmo tempo e isso nos passa a sensação de que podemos fazer o mesmo, mas não passa de mera ilusão, conforme comprovou um estudo realizado pela Universidade de Stanford e da Califórnia.

A pesquisa fez duas importantes descobertas sobre multitarefa: a primeira é a redução de memória já que a atenção é dividida o tempo inteiro; a segunda é que as pessoas não são multitarefas, pois o cérebro nos permite fazer apenas uma atividade de cada vez alternando entre uma e outra.

Quando se faz algum trabalho significativo é importante manter o foco para não perder a qualidade e nem tempo.

Você ainda acha legal ser multitarefa?

Vou lhe dar 7 razões para não ser mais multitarefa. Vamos lá.

BAIXA CONCENTRAÇÃO: A mente não consegue ficar concentrada quando fazemos várias atividades ao mesmo tempo e pode acontecer de alguma tarefa ser esquecida. A dificuldade em reter uma nova informação é muito grande porque está pensando em várias coisas ao mesmo tempo. Você consegue guardar o nome da pessoa que acabou de conhecer?

DIMINUIÇÃO DA PRODUTIVIDADE: Quando mudamos de atividade com frequência acontece de perdemos o foco, assim, a pessoa tem mais tendência a procrastinação.

BAIXA AUTOESTIMA: A pessoa que faz muitas coisas ao mesmo tempo acaba cometendo mais erros por dividir o foco e isso pode impactar a autoestima, bem como, aumentar a autocrítica.

MAIOR ANSIEDADE: A falta de concentração e foco podem ocasionar o acúmulo de tarefas e levar a ansiedade e procrastinação. Ser multitarefa pode ocasionar danos psicológicos e físicos.

PERDA DE TEMPO: Se você tenta fazer tarefas pequenas com uma tarefa importante, a impressão que fica é que não consegue terminar e que gastou muito tempo. Isso acontece porque a cada troca a mente precisa se redefinir.

PREJUDICA A CRIATIVIDADE: Quando fazemos muitas atividades ao mesmo tempo, nossa mente fica sobrecarregada não tem a liberdade para criar.

DEIXA DE VIVER O “AGORA”: A pessoa que presta mais atenção nas redes sociais deixa de viver momentos preciosos com as pessoas que a cercam, bem como, não presta atenção ao que acontece no ambiente.

A partir de agora, que tal fazer uma tarefa de cada vez? Assim é possível fazer com mais concentração, foco e em menor tempo.

A minha dica para você é que faça uma lista com cinco tarefas diárias e mais importantes. Coloque um “ok” logo que conclua a tarefa. Ah, tem mais uma coisa: não pode acrescentar uma tarefa nova enquanto a anterior não for finalizada.

COMO FAZER UM PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO EFICAZ

13/09/2020 às 10h41

No artigo “O planejamento como ferramenta essencial para o sucesso do negócio” publicado anteriormente, expliquei que o planejamento é um dos passos mais importantes antes de se começar um negócio já que evita a sua estagnação ou morte.

O mercado é altamente competitivo e dinâmico e, por isso, é preciso estar preparada para os desafios que vão vir. Então, se você sabe onde quer chegar é importante elaborar um plano para traçar o caminho, saber quais ações deverão ser realizadas, bem como, desenvolver visão a médio e longo prazo.

O planejamento estratégico nada mais é do que um guia que vai auxiliar a empreendedora a trilhar o caminho do sucesso, pois analisa pontos fortes e fracos, possibilita correção de defeitos e potencializa pontos positivos que podem se tornar diferenciais no futuro.

Tenha um planejamento estratégico e não importa o segmento ou tamanho do seu negócio. As pequenas empresas, principalmente, devem ter um por conta dos recursos financeiros que são mais limitados.

É chamado de estratégico porque é feito com inteligência já que ajuda na tomada de decisões e identifica quais serão os recursos disponíveis que serão utilizados, além disso, evita que a empresa se torne vulnerável as mudanças do mercado. Vale lembrar que nele é definido a missão (essência da empresa), visão (sonho/objetivo), valores (comportamento que se deve praticar), metas e planos de ação.

É importante que as equipes trabalhem engajadas em prol de um objetivo comum durante toda a fase de desenvolvimento.

Há cinco etapas para que o planejamento estratégico seja EFICAZ. São elas:

DIAGNÓSTICO: É o momento de avaliar as forças, oportunidades, fraquezas e ameaças do negócio. É possível entender o contexto em que a empresa está inserida e quais ações são mais adequadas.

IDENTIDADE ORGANIZACIONAL: O negócio será único quando missão, visão e valores definidos são reconhecidos pelo público externo e interno. Se houver alguma mudança ao longo dos anos, é possível alteração na missão, visão e valores da empresa para adequação a nova imagem. A identidade organizacional orienta a contratação de funcionários, parceria com fornecedores e lançamento de produtos ou serviços.

METAS: Há uma meta geral que pode ser subdividida em várias, tais como: metas de vendas, metas de marketing etc. É importante que todo departamento tenha a sua meta. O trabalho em conjunto determinará o sucesso do planejamento.

PLANO DE AÇÃO: É o meio que possibilita a empresa conquista seus objetivos, por isso, é preciso descrever a tarefa, os recursos necessários, definir prazo inicial/final, definir as atitudes e quem as executará. Ter os dados registrados faz toda a diferença para comparar a evolução.

MONITORAR RESULTADOS: Fazer reuniões para avaliar os resultados alcançados e revisar o plano de ação caso seja necessário.

Como podemos observar, o planejamento estratégico é essencial para o crescimento constante da empresa, bem como, a sua sobrevivência no mercado dinâmico e altamente competitivo.

Lembre-se que não importa o seu tamanho, é preciso planejar. Não basta planejar, é preciso colocar as ações em prática.

O PLANEJAMENTO COMO FERRAMENTA ESSENCIAL PARA O SUCESSO DO NEGÓCIO

04/09/2020 às 16h32

Você conhece alguém que abriu um negócio e logo encerrou as atividades?

Todos nós conhecemos uma pessoa que iniciou o próprio negócio com o sonho de não ter mais um chefe, mas acabou caindo do cavalo porque não procurou conhecer mais a respeito da área e nem se planejou.

Quando se tem o desejo de empreender não basta ter boas intenções. É necessário conhecer o setor, o maquinário necessário, as instalações, o público-alvo, os fornecedores, o investimento financeiro e de pessoas capacitadas. A compra de um maquinário errado, por exemplo, pode colocar tudo a perder quando capital é curto.

O planejamento é um dos passos mais importantes antes de começar a empreender, pois além de ser possível antecipar possíveis erros e problemas, dá maior clareza de como e do que deve ser feito já que facilita muito quando sabemos para onde ir e quais formas que podemos utilizar para chegar ao destino.

O planejamento precisa ser revisado?

É essencial que o planejamento seja revisado a cada seis meses no mínimo para evitar surpresas desagradáveis, pois muitas coisas podem acontecer durante um semestre.

Lembre-se que o planejamento é essencial para o sucesso do negócio e deve ser feito antes mesmo de sua abertura para evitar sua morte lá na frente.

A ARTE DE SER FIEL AO SEU CLIENTE

29/08/2020 às 09h04

Você já foi enganado por um vendedor na loja só porque ele queria fazer uma venda?

Recentemente, passamos por esta situação. Compramos uma torneira com um filtro acoplado e este quebrou depois de um tempo de uso. Voltamos na loja para comprar um novo filtro e a vendedora informou que não existia e seria preciso comprar uma nova torneira e ela tinha uma perfeita. Gente, como assim???? Fiquei chocada e já estava preparada para enviar um e-mail ao fabricante para expressar toda a minha indignação, afinal, precisamos ter a vida facilitada e não complicada.

Mas…        

Graças à internet, descobrimos que existe o filtro para vender separado e que não seria necessário comprar uma nova torneira. Que alívio saber que o fabricante pensa no cliente e na natureza!!!!

Qual é a grande lição que podemos tirar deste fato?

Seja fiel ao seu cliente por menos vendas que esteja fazendo no momento, pois não basta conquistar novos clientes. É preciso manter os atuais ali contigo. A fidelidade será sua grande aliada para que o cliente volte, compre mais e ainda indique seu produto ou serviço.

O maior objetivo da empresa deve ser resolver a dor ou o problema do seu cliente de forma eficiente e eficaz, pois ele quer SOLUÇÃO. O lucro será mera consequência do seu excelente trabalho.

Agora, se você não resolve o problema imediatamente e ainda causa transtornos ou quer obter vantagem sobre o cliente, com certeza, o seu concorrente vai amar e te agradecer profundamente. Só não coloca uma faixa na sua porta porque o foco está no relacionamento com o cliente.

Caso você tenha uma equipe de vendas ou é a própria vendedora da sua empresa, lembre-se e ensine sempre a ser fiel ao cliente, pois conquistá-lo e mantê-lo fiel ao seu negócio demanda tempo, pois a confiança envolvida precisa ser construída e uma vez quebrada o seu negócio deixa de fazer várias vendas importantes e não será referência no mercado.

Uma vez conquistado o coração do cliente, ele não só será seu fã como vai usar seus produtos ou serviços em quaisquer circunstâncias não importando o seu preço, bem como, indicará para seus amigos no boca a boca e nas redes sociais, pois ele considera o valor que você entrega. Com isso, seu negócio sai na frente da concorrência.

Você decide se prefere ser fiel ao seu cliente e fazer muitas vendas a longo prazo para ele ou fazer uma única venda e perdê-lo para a concorrência.

4 PRÁTICAS DE AUTOCUIDADO PARA AUMENTAR A PRODUTIVIDADE

21/08/2020 às 17h22

Quero convidá-la a refletir sobre os cuidados que tem consigo diariamente. Como você tem se cuidado? Está se tratando bem?

O que é o AUTOCUIDADO? São atitudes que você toma em favor da saúde física, mental e emocional com o objetivo de cuidar de si mesma visando o próprio bem-estar. É aquele carinho todo especial que vai da alimentação saudável a tirar um tempo para breves reflexões sobre questões da vida.

Está tudo bem caso ainda não tenha o hábito do autocuidado, afinal, nunca é tarde para começar.

Muitas vezes, cuidamos de pessoas da família e negligenciamos os cuidados próprios. Você que é esposa, mãe, empreendedora, colaboradora na empresa e/ou estudante conhece bem a dura rotina dos horários apertados e cobranças. Dar conta de tudo requer malabarismo e renúncias. Sem falar do cansaço em administrar tudo. E quando a mulher é sozinha para cuidar dos filhos, carreira e casa? É um Deus nos acuda.

Não é por conta dos inúmeros afazeres é que deve esquecer de si mesma. Coloque-se como prioridade, mas não encare isso como uma atitude egoísta, mas como um ato de amor próprio.

Os cuidados consigo não quer dizer negar cuidados com as demais pessoas. É preciso estar bem para cuidar do outro. No avião, a orientação é colocar a máscara de oxigênio primeiro em si e depois na outra pessoa. Traga sempre isso para sua vida diária. Como você pode salvar alguém do afogamento se não sabe nadar?

O autocuidado é sinônimo de amor próprio. E quando você se cuida passar a ter mais disposição, saúde melhor, mais alegria, aumenta a autoconfiança e, consequentemente, a produtividade no trabalho. O equilíbrio entre mente e corpo é fundamental para se ter mais qualidade de vida.

Ter produtividade não significa trabalhar muito ou fazer várias tarefas em menos tempo. Isso gera ansiedade e detona a saúde mental. Esse conceito é coisa do passado. Ser produtivo significa otimizar. Tem a ver com qualidade, eficiência e rentabilidade.

Eu vou ensinar quatro práticas de autocuidado para que você possa praticar diariamente e ficar de bem consigo e com a vida. Vamos lá?

LARGUE SEU CELULAR: Não passe muito tempo com o aparelho em mãos nas redes sociais. Além de ser uma grande distração, o aparelho pode prejudicar seu sono e a sua memória, de acordo com estudo científico conduzido por psicólogos de Yale, Wharton e outras universidades americanas

DURMA BEM: Quem não dorme bem enfrenta desafios de motivação, foco e memória, além de enfrentar dificuldades para saber como fazer escolhas certas. A maior dificuldade é no gerenciamento de tempo. Evite o café depois das 16h e não tenha alimentação pesada no jantar, por exemplo. Tome um chá antes de dormir, leia um bom livro, ouça uma música calma.

QUEBRE A ROTINA: Faça algo diferente. Não fique presa a mesma rotina, afinal, ela não precisa ser engessada. Inverta horários, troque uma atividade por outra.

TENHA FOCO NO AGORA: O passado já foi e o futuro ainda nem aconteceu, portanto preste atenção no que está fazendo. Perceba o sabor os alimentos, sinta o tecido da sua roupa, preste atenção no que a outra pessoa fala, inspire e expire várias vezes quando se sentir ansiosa. Os atos praticados no agora vão refletir no futuro. Pratique MEDITAÇÃO.

Com essas práticas eu garanto que você terá melhor qualidade de vida, equilíbrio e mais produtividade no trabalho.

AS QUALIDADES DA EMPREENDEDORA DE SUCESSO

14/08/2020 às 16h53

Muitas mulheres são empreendedoras e eu vejo isso como uma maneira delas se posicionarem como protagonistas de suas próprias vidas e carreira. Hoje, elas representam 48% dos microempreendedores individuais (MEI), conforme dados do SEBRAE e atuam em atividades de beleza, moda e alimentação.

A grande questão é que não basta só a vontade de empreender, é preciso ter algumas qualidades para que o negócio possa se manter estruturado e lucrativo com o passar do tempo.

Para se tornar uma grande empreendedora é preciso ter consciência de quem é, da sua história, do que deseja, dos pontos que precisa aperfeiçoar e saber como pode conectar tudo isso aos talentos para que possa servir ao maior número possível de pessoas. Empreender a própria vida vai dar condições melhores para empreender no próprio negócio.

As mulheres são especiais por natureza, pois possuem qualidades que as tornam únicas e que podem fazer toda diferença nos negócios ou no mundo corporativo.

Uma das principais qualidades da mulher e até uma vantagem em relação aos homens, é a intuição aguçada, pois essa percepção pode ajudar bastante no momento de tomar decisões assertivas e rápidas.

Um outro ponto que favorece muito as mulheres é a comunicação que é mais desenvolvida, ou seja, há maior habilidade no uso das palavras e na solução de conflitos no ambiente de trabalho.

Determinação e persistência diante das dificuldades são características marcantes nas mulheres, afinal, lutamos por nossos objetivos até o fim e as conquistas são muitas.

Uma das histórias que inspiram é a da empresária “Zica Assis, dona da rede de salões Beleza Natural”, que acreditou no seu sonho de criar um produto de relaxamento capilar para cabelos crespos e ondulados e conseguiu. Não foi algo que aconteceu do dia para noite. Entre o sonho e realidade, ela que morava numa comunidade carioca, enfrentou inúmeras dificuldades – da pobreza ao preconceito de patrões com o cabelo. Zica foi estudar para entender como funcionava a estrutura capilar, mas sem a pretensão de seguir carreira. Como não se adaptava aos produtos da época, resolveu criar o próprio. Dez anos depois de muitos testes em si e no irmão, bem como, quedas de cabelo, ela chegou a fórmula do Super-Relaxante.

Quando Zica começou a ter excelentes resultados em seus cabelos, passou a chamar a atenção das vizinhas e resolveu abrir seu próprio salão, mas para isso precisou pedir ao marido que vendesse do único veículo da família, um Fusca, que era usado como táxi para que o dinheiro fosse investido no novo negócio em 1993. Ele ficou contrariado, mas aceitou. A empresa que tinha longa fila na porta logo no começo cresceu e, hoje, é sucesso tanto no Brasil quanto em Nova York, nos EUA.

A grande verdade é que nós somos superpoderosas, suportamos a pressão e sempre estamos em busca do desenvolvimento e evolução constante para que possamos nos aperfeiçoar cada vez mais seja na vida pessoal, espiritual e profissional.

Agora que você conhece todas as suas qualidades, escolha uma empreendedora de sucesso para se inspirar em sua história de erros e acertos.

AS HABILIDADES COMPORTAMENTAIS DA EMPREENDEDORA DOS NOVOS TEMPOS

09/08/2020 às 21h53

Não basta ter uma grande ideia e começar o seu próprio negócio. É preciso desenvolver algumas habilidades e competências para que possa continuar no “jogo”.

Você já deve ter ouvido falar em soft skills em algum momento, certo? Soft skills são habilidades comportamentais como, por exemplo, empatia, boa comunicação interpessoal e gerenciamento das emoções. Atualmente, elas são consideradas mais importantes que habilidades técnicas, pois ajudam a ser bem-sucedido no negócio ou trabalho. Se você conhece essa frase, sabe do que estou falando: “Contrata-se pela competência técnica e demite-se pela comportamental”.

Não adianta ter profundo conhecimento técnico em determinada área, mas zero habilidade em lidar com clientes e colaboradores, afinal, um negócio é feito de pessoas, ou seja, depende delas para se sustentar em todos os sentidos.

Quando estamos bem-resolvidas internamente, nossas relações interpessoais são melhores, pois se tratam de um reflexo do nosso interior. Por outro lado, se existem dores emocionais ainda não curadas, haverá reflexo negativo nas relações, ou seja, a tendência será tratar o próximo da mesma maneira que trata a si mesmo. Então, observe como está a relação consigo e com as pessoas.

A comunicação é fundamental para transmitir a mensagem correta e faz parte das boas relações com as pessoas. É a maneira como fazemos as coisas acontecerem em nossas vidas, por isso, desenvolver comunicação interpessoal é requisito primordial para a empreendedora fazer muitas vendas.

Outra habilidade muito importante é saber identificar e gerenciar as próprias emoções ao enfrentar diversos desafios que surgem durante a caminhada. Isso significa compreender as emoções de forma consciente e, assim, saber gerenciar o próprio estresse, bem como, tomar decisões e não permitir ser atingida quando for criticada por outras pessoas, por exemplo. Com isso, é possível gerar bem-estar e maior produtividade. Estudar cada vez mais e desenvolver o autoconhecimento são atitudes imprescindíveis para toda empreendedora que deseja alcançar resultados melhores.

A empatia é mais uma habilidade essencial e significa entender as dores do cliente e ter o produto ou serviço ideal para resolver o problema. Ir além da venda e do lucro e ter atitudes que geram identificação com o público importa em fazer a diferença na vida dos clientes que vão se sentir muito satisfeitos enquanto a sua marca se torna cada vez mais positiva no mercado.

Para adquirir as soft skills ou habilidades comportamentais é preciso fazer uma mudança interna. Você já começou o seu processo?

TEMPO É DINHEIRO

01/08/2020 às 17h01

Você é senhora ou escrava do seu tempo?

Não importa o local, classe social, etnia, gênero ou religião. O tempo é igual para todos nós. Algumas pessoas conseguem dar conta de todas as tarefas, porém, outras sentem que o relógio trabalha contra elas.

A grande diferença entre esses dois grupos é a forma como se planeja e divide o tempo entre atividades que precisam ser realizadas diária ou mensalmente.

O gerenciamento de tempo é fundamental tanto na vida pessoal quanto na profissional. Dar conta do próprio negócio nem sempre é tarefa fácil. É preciso cuidar do relacionamento com o cliente, das encomendas, das redes sociais e conciliar com os cuidados da casa e dos filhos. Não podemos esquecer do autocuidado. São tantas as tarefas que se não houver um controle algo pode ser negligenciado.

Quando a gestão do tempo é usada de forma inteligente é possível a realização de mais tarefas com melhor qualidade em menor tempo.

Por outro lado, se for má utilizada pode prejudicar a saúde, ou seja, a pessoa pode ficar estressada, de mau humor, com insônia etc. e, além disso, diminui a produtividade. Ao menor sinal de qualquer destes sintomas, procure planejar melhor seu tempo.

Observe também se tem perdido prazos com frequência e gerado reclamações por parte dos clientes ou se a qualidade dos produtos ou serviços está inferior devido a pressa com que são feitos. Isso faz com que perca a credibilidade e potenciais clientes.

Um outro problema da má gestão de tempo é não conseguir identificar e resolver os problemas que surgem. Ignorá-los não é a melhor opção e se torna uma bola de neve que vai te atropelar e matar lá na frente.

Tempo é dinheiro, então, quanto mais você desperdiçar seu tempo, mais dinheiro irá perder ou deixar de ganhar. Virar essa chave é fundamental para melhores resultados financeiros dos negócios.

Se você consegue gerir e administrar o seu negócio sem apagar incêndios o dia inteiro, parabéns!

PRODUTIVIDADE x MÍDIAS SOCIAIS

24/07/2020 às 20h44

No cenário pós-Covid podemos observar que pessoas e negócios estão mais digitais. Empresas já notaram que não é preciso ter uma grande estrutura para seus escritórios luxuosos já que os colaboradores podem trabalhar de casa. De um dia para o outro tivemos nossa rotina e hábitos totalmente mudados.

A transformação digital foi obrigatória para todos com o objetivo de manter os negócios em operação. Quem estava no online aperfeiçoou e quem estava fora entrou. Correr atrás de conhecimento é preciso para não perder vendas.

E por falar em vendas, o comportamento do cliente também mudou devido a pandemia, ou seja, por medo da contaminação passou a fazer compras pela internet. Um estudo realizado em maio/20 pela Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC) em parceria com a Toluna, denominado “Novos hábitos digitais em tempos de Covid-19”, destacou que as compras online aumentaram em 61%.

E o que isso tem a ver com produtividade?

Atualmente, quem tem um empreendimento depende das mídias sociais para mostrar o seu produto, manter contato direto com o cliente, para saber o que ele gosta, entender o seu perfil, etc. Isso faz com que um tempo maior seja gasto na frente das telas, mas não quer dizer que deve ser desperdiçado.

As ferramentas digitais quando bem utilizadas podem trazer grandes benefícios para a empresa, mas se usadas de forma excessiva e incorreta contribuem para a baixa produtividade.

Você já começou a ver as redes sociais e, de repente, se deu conta de que horas se passaram e o seu serviço todo atrasado?

Alguma vez na vida, essa situação já aconteceu com a maioria das pessoas, por isso, siga essas dicas para você não perder tempo e nem dinheiro. É fundamental manter o foco no que está fazendo e saber o motivo de estar ali, conferir redes sociais quando necessário e não a todo instante, silenciar grupos de WhatsApp que não estejam relacionados ao trabalho e centralizar a comunicação em um só aplicativo para evitar a perda de alguma mensagem e de tempo. O ideal é utilizar uma versão web deste aplicativo para não precisar consultar o celular a todo instante.

A produtividade é essencial para o sucesso dos negócios, daí a importância de gerir bem o uso do tempo e das mídias sociais (suas melhores amigas agora).

A DISCIPLINA NO HOME OFFICE DURANTE O ISOLAMENTO SOCIAL

17/07/2020 às 17h27

Muitos empreendedores e profissionais passaram a desempenhar o trabalho em home office desde que o isolamento social forçou a mudança radical de hábitos de uma hora para outra. Nem todos estavam preparados para lidar com essa nova realidade que trouxe grandes desafios e exige de cada um o autogerenciamento.

O sonho de trabalhar em casa pode se tornar pesadelo rapidamente, pois há inúmeras distrações, tentações e ruídos como, por exemplo, familiares conversando, criança brincando, panela batendo, cachorro latindo etc. que podem tirar o foco e a paciência se não houver um preparo.

Outro ponto negativo, é a procrastinação que pode ocorrer quando ficamos em casa e, por isso, para manter a produtividade e alcançar os resultados neste período, é preciso ter muito mais disciplina e uma rotina clara para que consiga trabalhar. Entender que estamos passando por uma situação que limita, bem como, gera muitas incertezas e estresse é fundamental para evitar cobranças excessivas.

Para manter a disciplina no home office durante o isolamento social, siga estas dicas:

Prepare seu escritório: Tenha um local adequado na sua casa onde tenha boa iluminação, faça menos barulho possível e tenha tudo em mãos. Procure ter uma cadeira confortável, pois passará boa parte do seu tempo nela. E cuidado com a postura.

Tenha um ritual matinal: Cuide de você. Leia um livro, faça meditação e exercícios físicos, tome sol por alguns minutos, veja um vídeo ou faça um curso.

Tome um bom café da manhã: Aproveite o momento com tranquilidade para que consiga saborear o alimento e passar alguns momentos em família.

Cuide da aparência: Não use pijama o dia inteiro e nem fique descabelada. Isso passa informação de preguiça ao seu cérebro e podem surgir dificuldades de concentração ao longo do dia. Quando você se arruma, o comando é de preparo para as atividades.

Peça a colaboração da família: É um período em que até as crianças estão em casa e, por isso, é preciso fazer combinados para que elas façam menos barulho possível durante o período de trabalho. Se a criança aparecer no meio da reunião online de trabalho, tudo bem. É compreensível, por isso, é importante ser acolhedor e empático no momento para algum constrangimento maior para os pais ou responsáveis.

Estabeleça um ritual de entrada e saída: Tenha um horário para começar e encerrar o expediente. Feche o computador, arrume sua mesa e o ambiente ao redor no final do dia. Isso cria um hábito importante e seu cérebro vai entender quando você está no trabalho e quando ele acaba.

Faça planejamento diário: Comece anotando as prioridades e tarefas mais difíceis para que as faça primeiro e evite a procrastinação. O planejamento ajuda a manter o foco nas tarefas importantes.

Mantenha sua mesa organizada: Isso também ajudará a manter o foco, facilita a busca por documentos importantes e evita estresse.

Evite distrações: Se o seu trabalho não depende exclusivamente das redes sociais e nem de WhatsApp, desative as notificações. Tenha um horário para ver as notícias, vídeos e dar aquela espiadinha nas mensagens.

Faça pausas: Descansar por alguns minutos é necessário e contribui para a criatividade.

Manter a disciplina no home office é fundamental para cumprir compromissos seja consigo ou com o outro, fazer tarefas apesar das circunstâncias e ter uma vida saudável. Desta forma, terá sucesso na vida pessoal e profissional.

COMO USAR A EMPATIA NO AMBIENTE DE TRABALHO

09/07/2020 às 09h42

Você já parou para pensar na quantidade de pessoas que podem estar focadas nos próprios interesses sem perceber o que acontece com outras pessoas?

Muitos já ouviram falar em empatia, mas desconhecem o seu real significado, infelizmente. Já outras pessoas nunca ouviram falar no termo, mas são naturalmente empáticas.

Vamos aprender um pouco mais sobre a empatia e como usá-la para que possamos viver mais em harmonia as pessoas.

Empatia é compreender os pensamentos do outro ou sentir o que a pessoa sente, ou seja, é entrar na sua dimensão e perceber o mundo sob a sua perspectiva. Não é preciso estar conectado profundamente a pessoa para vivenciar a sua alegria ou a tristeza.

Para que sejamos pessoas empáticas, o autoconhecimento é fundamental, pois quando estamos conscientes das nossas emoções passamos a compreender o outro com maior facilidade.

Há casos de indivíduos que não tem ouvido emocional afiado. Isso quer dizer que elas são incapazes de entender os sentimentos do próximo e, com isso, têm atitudes que machucam. Caso conheça alguém assim sabe bem do que estou falando.

Essa de capacidade de entender o outro é necessária para construir relações saudáveis já que vivemos em sociedade. E o nosso foco no presente artigo é a empatia nas relações de trabalho.

O mundo passa por grandes e rápidas transformações e isso afeta diretamente a maneira como nos relacionamos com as pessoas.

O fator incerteza é o que mais gera tensão, assim, muitos profissionais enfrentam fortes pressões no trabalho e isso os leva ao estresse e depressão.

No ambiente corporativo, as pessoas passam a maior parte do tempo juntas e se tornam mais próximas. Pode acontecer desentendimentos diversos, por isso, a empatia é essencial para que se mantenha o clima mais harmonioso e com todos satisfeitos na medida do possível. Desta forma, antes de xingar, fazer fofoca ou responder de forma agressiva a um colega que a tratou mal e sem motivo, verifique o está acontecendo. O colega pode estar passando por problemas financeiros ou no relacionamento conjugal que o deixa mais nervoso que o de costume e reflete nas relações de trabalho. É desafiador não revidar, mas quando se tem ouvido emocional mais afinado é possível contornar a situação para ter um resultado melhor.

Ter essa sensibilidade pode evitar muitas instabilidades na equipe e perda da produtividade, afinal, quando compreendemos a outra pessoa, é possível ver que não é perseguição ou algo pessoal. É fácil? Não é porque precisamos exercitar todos os dias.

É possível desenvolver a empatia e para isso basta seguir alguns passos, tais como:

  • Ouça atentamente o outro. Significa que deve parar e olhar em seus olhos, prestar atenção nas palavras e na comunicação não verbal, pois esta última tem muito mais a dizer.
  • Evite distrações como olhar no celular ou qualquer tipo de atendimento.
  • Não julgue mesmo que não concorde com as atitudes. Respeite o sentimento e a confiança que a pessoa depositou em você.
  • Faça perguntas do tipo como se sentiu (triste, decepcionado, com raiva).
  • Evite qualquer tipo de comparação ou conselho afinal, somos seres únicos.
  • Seja gentil, pois assim conseguirá estabelecer um laço de confiança.
  • Não faça fofoca.

Aquele que passa por algum problema e é compreendido, se sente muito bem e passa a trabalhar com mais confiança, por isso, é importante que a empresa tenha um plano que incentive a empatia junto aos seus colaboradores para que se eleve as relações interpessoais para o próximo patamar.

QUEIME A PONTE QUE ACABOU DE ATRAVESSAR

27/06/2020 às 10h42

Todos nós temos grandes sonhos, mas, infelizmente, não são todas as pessoas que conseguem realizá-los. E as causas podem ser muitas como, por exemplo, o medo, a procrastinação, a falta de dinheiro ou planejamento, preguiça, zona de conforto etc.

Por outro lado, temos as pessoas que transformam esse sonho em realidade, porém, já traçam um plano paralelo para o caso do negócio atual não der certo. Vou citar um exemplo: a pessoa monta um restaurante, mas se não der certo volta a estudar para concurso.

Quando se começa algo com o pensamento de que pode dar errado, aconselho a nem tirar o projeto do papel porque no primeiro problema mais difícil haverá desistência. Com essa mentalidade é melhor não investir tempo e dinheiro no novo negócio porque vai perder os dois.

É importante destacar que nós criamos nossas oportunidades, portanto, se temos um objetivo devemos seguir em frente apesar das dores e dos obstáculos encontrados pela frente, pois isso vai nos fortalecer ainda mais. Se fugimos dos problemas e preferimos as facilidades, deixamos de criar tais oportunidades na vida. Então, não adianta apenas desejar e não agir positivamente.

Se o seu sonho de ter um empreendimento é verdadeiro, faça por merecer. Sonhe, planeje e coloque em ação para que alcance os resultados desejados. Empenhe-se no que for fazer, pois se o foco não está naquilo a que se propõe, a energia fica dispersa e não é possível mostrar total capacidade. Olhar para todos os lados tira a visão do alvo principal. Veja o caso do motociclista, se ele olhar para baixo na curva vai cair, então, ele olha para a frente para manter o equilíbrio.

Fique atenta sempre! Há momentos na vida em que fazemos escolhas importantes, traçamos a rota e seguimos em frente, entretanto, muitas distrações podem aparecer para tirar o foco do verdadeiro objetivo. Cabe a cada um observar bem se vale a pena continuar ou desviar-se por alguns instantes pelos atalhos correndo o risco de pagar um preço alto por isso (frustração, culpa, perda de tempo, de dinheiro, de qualidade de vida etc).

O fato é que se você tomou a decisão de seguir por determinado caminho, eu te convido a queimar a ponte que acabou de atravessar, mas fique calma porque isso não quer dizer que precisa incendiar uma ponte de verdade. A única coisa que você tem a fazer é eliminar seu plano B, ou seja, acabar com a possibilidade que poderia mandá-la de volta ao ponto inicial ao surgir obstáculos que considere intransponíveis.

Isso dá medo, não é mesmo? Vá com medo mesmo assim, pois sem o caminho alternativo é possível ter mentalidade de vencedora – “Sim, eu posso”. “Sim, eu consigo fazer isso”. “Sim, eu sou capaz”. Desperta em você uma força única que move para frente. Cada passo dado é para chegar no topo da montanha.

O progresso em nossas vidas acontece quando nossas ações nos tiram da zona de conforto, do conformismo, da aceitação de que “tem de ser assim”. Se deseja vencer, tome a decisão, esforce-se, alimente os sonhos, estude até mais tarde, acorde mais cedo, leia livros, faça cursos, pague o preço que for preciso, mas faça o que for necessário.

Para ter êxito, assuma maiores responsabilidades, se comprometa consigo, utilize todos os obstáculos como fonte de aprendizado e jamais desista daquilo que te faz feliz.

O QUE É SUCESSO PARA VOCÊ?

20/06/2020 às 10h26

Cada um tem um conceito de sucesso. Para um grupo de pessoas sucesso significa um emprego numa multinacional, ter o próprio negócio, ter dinheiro na conta, um carro de luxo, fazer viagens internacionais, comprar bolsa de grifes famosas, etc. Para o atleta, sucesso significa ganhar a medalha olímpica. Para o doente, sucesso é ter saúde. Para um empreendedor, é ter clientes que compram e aprovam sua marca e produto.

Para um outro grupo, sucesso é SER feliz, realizado, é assumir o controle da sua própria vida. É viver em paz com o passado e sem resistência ao novo. É permitir-se viver novas experiências sem que seja impedido por suas crenças e dores.

O conceito de sucesso é tão relativo e amplo que não podemos apontar quem está certo ou errado porque cabe a cada um a escolha entre SER e TER.

Neste momento, muitos podem estar se cobrando por não terem algo em suas vidas e isso pode ser a carreira dos sonhos ou um par ideal. As coisas podem estar só piorando cada vez mais ao invés de melhorar. E a única pergunta que ecoa na mente é “Por que a minha vida não flui”?

Em primeiro lugar, precisamos assumir a responsabilidade dos nossos atos. Quando fazemos isso, passamos a compreender que nem tudo que acontece em nossas vidas é culpa do chefe, da esposa, do marido, da economia, do Presidente da República, do cliente chato ou do colega de trabalho. Tudo é reflexo das nossas ações, pensamentos e sentimentos.

O próximo passo é PERDOAR o seu passado. Você tomou algumas decisões equivocadas ou não as tomou quando deveria e agora se arrepende. O sofrimento traz apenas mais dor, então, perdoe a si mesmo e a outra pessoa que te faz mal. Livre-se do peso do sofrimento, do apego a um passado que já se foi. Para que carregar uma bagagem tão pesada quando você é livre e tem infinitas possibilidades para ser feliz?

Esteja disposto a deixar aquilo que adoece sua saúde física, mental e financeira.

Chega de tentar controlar tudo e todos. Não é possível ter controle absoluto, portanto, solte, desapegue-se e deixe fluir. Não se culpe por deixar para trás relações tóxicas que só fazem mal.

Acredite no futuro, idealize, sonhe, planeje. Permita-se viver o novo sem ser dominado completamente pelo medo. Sentir aquele frio na barriga é normal e empolgante.

Tudo isso têm a ver com sucesso? Totalmente, afinal, ninguém pode ter sucesso na vida responsabilizando as pessoas pelos seus próprios atos, carregando o peso do passado, controlando tudo e todos, com medo, apegado, escravo de sentimentos e pensamentos negativos.

O sucesso depende dos seus atos no agora, de como você tem se tratado (com amor ou com desprezo), da maneira como você olha para seu próprio negócio, de como consegue lidar com seus sentimentos e mágoas em relação aos pais e demais pessoas. Ter sucesso vai muito além de um grande negócio e uma conta bancária farta. O sucesso começa quando você tem amor próprio e uma incrível sensação de liberdade que te dá enorme vontade de conquistar o mundo e fazer o bem a todos. E a melhor parte é que quando se sentir o próprio sucesso, tudo o que tocar vai virar ouro.

Agora, você escolhe se sucesso para você é ter ou ser.

RECEITA DO FRACASSO

12/06/2020 às 21h14

Quem nunca teve um fracasso na vida que atire a primeira pedra. Não importa a área da vida, mas alguma coisa não saiu como você queria. Isso foi decepcionante, não é mesmo? E o que você fez – insistiu ou largou tudo?

O fracasso é visto de forma negativa por muitas pessoas e pode ser motivo para desistir de tudo, inclusive, da própria vida. Para outros, é o incentivo necessário para aplicar maior esforço e dedicação, analisar possibilidades e tentar de novo de forma mais inteligente.

A maneira como você encara a situação é que vai fazer toda a diferença na sua história. Thomas Edson, o criador da lâmpada elétrica, fez 1.200 experiências para que tivesse resultado almejado. Se ele tivesse desistido logo na primeira tentativa, a humanidade passaria na escuridão por mais alguns anos. A grande lição que ele nos deixou é que aprendeu mais com os erros do que com os acertos.

O fracasso não pode ser considerado culpa ou fraqueza. Muitos se envergonham por terem falido, mas isso não é vergonha. É mais uma experiência da qual inúmeras lições ficaram para que se possa subir para o próximo nível.

No mundo dos negócios, o empreendedor encara diversos desafios. Uns são mais leves e outros mais pesados. Já vi casos de pessoas que cogitaram desistir no negócio que acabaram de começar porque não fizeram vendas na primeira semana. O plano B era começar um novo negócio porque era mais lucrativo que o atual. Não faz sentido algum. Se o outro negócio lhe parece mais lucrativo, faltou fortalecer a base com pesquisa e planejamento.

Desistir sem tentar faz parte do fracasso porque não houve tempo suficiente para o negócio crescer e dar frutos. É preciso tentar de todas as maneiras possíveis, estudar muito, buscar por ajuda especializada de um consultor ou mentor, apostar na inovação, pesquisar o que a concorrência tem feito, entender como o mercado funciona e como seus clientes podem ser atraídos.

Um outro ingrediente desta receita é dar ouvidos a conversas inúteis e julgamentos a seu respeito. Muitos vão te criticar pelo que você faz, da maneira que faz, do seu preço, do seu produto ou serviço, do seu site, da fachada da sua empresa, do seu corpo, do seu cabelo, da sua roupa ou modo de falar. Algumas críticas são boas já que nos ajudam ter mais clareza de alguma situação e, com isso, podemos aplicar alguma mudança necessária, mas outras dispensam comentários. Se for dada a devida atenção, vem a desmotivação, a tristeza e o fracasso.

O medo e a vergonha são ingredientes perigosos e podem paralisar as pessoas. Medo de se expor, medo do que as pessoas vão falar, vergonha de vender o produto ou serviço, vergonha em dar entrevista, vergonha de gravar um vídeo ou fazer uma live. É mais vergonhoso não tentar. Aqueles que se arriscam são encarados como pessoas corajosas.

O planejamento é muito importante, mas se não vier acompanhado de ação pode levar ao fracasso também. Conheci uma empreendera que planejou muito bem o seu curso online, porém, não fez o lançamento quando estava pronto porque se sentia insegura já que não havia muitas referências no mercado. Quando resolveu lançar, muitas empreendedoras já estavam vendendo cursos semelhantes. Lição: agir e aproveitar a oportunidade agora.

O sucesso nunca acontecerá se não houver planejamento, um trabalho bem feito, coragem, ação, esforço, dedicação, fé em si mesmo e no que faz.

Você é a única pessoa que pode escolher se o fracasso será uma tatuagem ou apenas um leve hematoma.

POR QUE DELEGAR É TÃO DIFÍCIL?

10/06/2020 às 21h43

O crescimento do negócio exige a descentralização de algumas tarefas e isso representa um rompimento do antigo modelo. Isso pode doer muito porque uma das coisas mais difíceis de se fazer é delegar, inclusive, a autonomia.

Quando iniciamos um pequeno negócio, normalmente, somos sozinhas e fazemos tudo. Entretanto, com o passar do tempo, a empresa começa a crescer e passa a contar com uma equipe.  Este processo passa por uma das ações mais importantes, ou seja, delegar tarefas. Para que o amadurecimento ocorra de maneira saudável, é preciso compreender o momento e confiar naqueles que executarão a tarefa.

Essa dificuldade em delegar ocorre em todos em toda parte e em todos os níveis. É preciso aprender como fazer para passar por essa transição, de forma mais tranquila e aliviar a carga de trabalho.

Se encaramos o negócio como um filho, é claro que o sofrimento será bem maior. Ocorre, principalmente, quando se trata de micro e pequenas empresas. Com certeza, é um problema que impede o crescimento da empresa, assim, muitas oportunidades são desperdiçadas.

Quem tem o perfil controlador, ou seja, tem medo de perder o controle das atividades, é o que mais sofre diante desta situação, porque não compreende, que essa centralização, impede o amadurecimento do negócio e atrasa muitos outros processos, que poderiam serem feitos de forma rápida. Nem sempre o aval do gestor se faz necessário.

Quando se contrata uma pessoa para trabalhar em sua empresa, significa que confia em seu trabalho e a vantagem é que fica liberado para fazer tarefas mais importantes, pois quanto maior for o crescimento da empresa, maiores são as responsabilidades do empresário ou empreendedor. O foco precisa estar no lugar certo, sendo assim, olhe sempre para onde a bola vai.

Confiança e espírito de liderança vão te ajudar a fortalecer a equipe e, com isso, trazer o crescimento saudável da empresa. Um líder temeroso vai transmitir insegurança para todos, bem como, tirar a liberdade de agir. Você gostaria de trabalhar num ambiente com pessoas controladoras? Pense nisso.

Para que tudo ocorra da melhor maneira possível, faça algo muito importante: TREINAMENTO da sua equipe para que as tarefas sejam executadas corretamente. Isso é o maior investimento que sua empresa pode fazer. Não significa que vai perder dinheiro caso algum colaborador resolva se demitir. O treinamento vai te dar vantagem competitiva no mercado já que aumentará os resultados, portanto, não procrastine. Invista.

O empresário ou empreendedor precisa se jogar e assumir os riscos se deseja expandir. Todos crescem quando há confiança recíproca. Confie em si mesmo e na sua equipe. Peça feedback aos seus colaboradores, invista em ferramentas que possam ajudar a ter uma visão geral do andamento dos processos, invista em conhecimento e procure sempre pelos melhores.

Crescer dói e requer de nós muito amadurecimento para encararmos de frente a vida e seus desafios, portanto, pense sempre com a mente de CNPJ.

HOME OFFICE DE MÃE É UM DESAFIO DIÁRIO

29/05/2020 às 19h16

Trabalhar em casa é o sonho de muitas mães com filhos pequenos já que é possível maior participação na criação deles, mas o desafio é grande quando falamos de gerenciamento de tempo.

Quando não se tem filhos tudo fica mais fácil já que não tem outra pessoa que dependa dos seus cuidados em tempo integral. A mulher tem sua rotina matinal e, em seguida, segue para o seu ambiente de trabalho e faz suas tarefas. Unhas feitas, cabelo bem cuidado e roupa adequada. Claro que a produtividade é bem melhor, processo criativo é uma maravilha, prazos são cumpridos e os resultados são os esperados ou até melhores.

E quando se tem filhos de idades diversas que querem a atenção da mãe?

Neste caso, a situação muda bastante. A rotina é completamente diferente e nem sempre tranquila. Os filhos estão na idade da primeira infância (0-6 anos), ou seja, na fase em passam por uma série de comportamentos e interações com o meio ambiente e requerem muita atenção da mãe a todo instante.

O trabalho em home office pode contar com o sonoro “Mamããããe! Mamãããããe!!!”, vindo de algum cômodo da casa. E nem sempre aquilo que foi planejado sai conforme o esperado e nem o prazo é cumprido, pois muitas mães são as principais ou únicas responsáveis pelos cuidados das crianças.

Desta forma, o gerenciamento do tempo com crianças pequenas em casa é um dos grandes desafios da maioria das mulheres empreendedoras.

A solução é apostar na organização da rotina. Aproveitar os momentos em que as crianças estão dormindo ou na escola. Se tiver uma pessoa para ficar com elas por meio período já ajuda muito. Lembre-se que a rotina de uma pessoa nem sempre serve para a outra, assim, é necessário adequar a realidade de cada um. A rotina não deve ser engessada e pode contar com modificações sempre que for preciso.

Um outro fator determinante e muito importante para dar continuidade nos negócios é apoio da família. Sem esse apoio, muitas mulheres se sentem sozinhas, desmotivadas e desistem do próprio empreendimento já que não são levadas a sério.

Na maioria das vezes, empreender é um caminho solitário e com muitas cobranças, por isso, procure conhecer outras histórias para que possa se inspirar, encontrar novas soluções e continuar a jornada. As redes de apoio são bem importantes para o fortalecimento da autoconfiança.

Os desafios são grandes, mas é possível conciliar a maternidade com os negócios e trabalhar em home office.

VOCÊ TEM UM BOM PLANO?

23/05/2020 às 09h23

Os objetivos só podem ser alcançados quando traçamos um bom plano. Se vivemos no esquema da música do Zeca Pagodinho “deixa a vida me levar (vida leva eu)”, os resultados serão sempre os mesmos.

Planejar significa escolher qual o melhor caminho a ser seguido, quais estratégias adotadas e data para alcançar a meta, assim evita a perda de dinheiro e de tempo.

Saber onde está, onde quer chegar e como quer estar é muito importante na vida pessoal e profissional. Se você já tem isso definido, está no caminho do sucesso.

O plano de ação é essencial porque é o mapa que te leva a realização do seu sonho, por isso, se você deseja montar seu empreendimento pegue papel e caneta para anotar tudo o que precisa ser feito ou, do contrário, fracassará. Se não sabe por onde começar e não tem dinheiro para contratar um consultor, pesquise na internet ou procure ajuda do SEBRAE.

Uma pessoa desejava abrir uma padaria, então, comprou um maquinário com todo o dinheiro da sua rescisão e quando foi colocar a mão na massa descobriu que a máquina não atendia ao seu propósito. Desmotivado, sem dinheiro e sentindo-se fracassado, não sabia qual rumo tomar em sua vida depois deste “golpe”.

Por que isso aconteceu? Foi culpa do destino? Deus quis assim?

A resposta é “não” para as três perguntas. O fracasso ocorreu devido à falta de planejamento estratégico do seu negócio. Ele sabia o que queria fazer, mas não pesquisou e comprou o equipamento incorreto para no começo. Tal decisão nos ensina que o futuro empreendedor não pode ser precipitado e nem agir aleatoriamente para ver no que vai dar. Se não conhece o mercado o qual quer se arriscar precisa pedir ajuda aos especialistas e também adquirir conhecimento teórico de todas as áreas que abrangem o negócio.

O mercado é competitivo e dinâmico e sem conhecimento torna-se impossível sobreviver. O fim será trágico se você não souber dar o próximo passo com sabedoria e certeza do que está fazendo.

O plano de ação não é algo engessado que deve ser seguido rigidamente. Ele pode e deve ser modificado conforme a circunstância. A rota pode mudar em algum momento da vida, mas não se desvie tanto a ponto de perder de vista o seu objetivo principal.

Não desista por conta dos obstáculos e desafios. Eles são necessários para todo crescimento.

Quando se tem clareza do que se quer e para onde vai, tudo fica mais fácil, você se sente mais seguro, você vai se conectar com pessoas certas que vão aparecer para ajudar, cursos ideais vão surgir – o caminho se abrirá.

Agora, se você não sabe o que quer da vida e nem para onde vai é como um barco à deriva no mar. O sucesso vai passar bem longe.

Então, tome as rédeas de sua vida agora e comece agora a escrever detalhadamente como quer que sua vida e seus negócios estejam daqui cinco anos.

COISAS BOAS ACONTECEM

15/05/2020 às 15h00

Há ocasiões na vida em que estamos num túnel totalmente escuro, sem saída e que nos faz sentir totalmente confusas, angustiadas sem saber o que fazer ou para onde ir. E, com isso, os fatos ruins acontecem um atrás do outro e só piora a maneira como nos sentimos e nos posicionamos no mundo.

Consequentemente, descontamos essa nossa angustia na alimentação, vem a insônia, o choro, a raiva, o nervosismo e a irritabilidade que levam a brigas com familiares.

Neste momento, deixamos de perceber que as coisas boas acontecem a todo tempo e que as bênçãos estão aí a nossa disposição: corpo saudável e perfeito, cama quente, chuveiro com água quente, alimento no prato, emprego ou negócios, oportunidade de estudar, um celular com internet para se comunicar com as pessoas queridas etc.

Só nos damos conta da importância de algo ou alguém quando perdemos. Algumas vezes, a perda é temporária e, em outras, definitiva.

Um osso quebrado do pé ou da perna vai te imobilizar e reduzir o seu ritmo por um tempo, inclusive dentro de casa. Essa limitação física causa certa dependência das pessoas e só vai te fazer valorizar ainda mais a sua liberdade de poder caminhar sozinha e tomar um banho gostoso sem aquele trabalho todo para embrulhar o gesso.

Você consegue sair sozinha da cama ao acordar? Tenho certeza que sim. Nem sempre percebemos o quão valioso é isso e nem somos profundamente gratas porque o fazemos no automático e nosso foco está em outro lugar. É normal acordar e seguir a rotina do dia.

O fato é que não precisamos esperar que coisas ruins aconteçam para que possamos enxergar aquelas que são boas. Olhe agora para a sua vida e veja o que você tem de melhor, faça uma lista, agradeça. Não permita que a limitações da sua mente a impeça de agir e continuar caminhando.

Preste muita atenção onde está o seu foco agora: está nas pessoas doentes, nas lojas fechadas ou na sua saúde e nas ações que você pode fazer para ajudar mesmo estando em casa. Escolha bem para onde olhar, pois você é a única responsável.

As coisas boas acontecem mesmo durante um período crítico, afinal de contas, tudo é aprendizado. Analise a situação com um olhar mais positivo e, assim, tire aquelas nuvens da sua cabeça para que consiga desenvolver estratégias, ter boas ideias, criatividade, mais contatos e clientes. O caminho se abre quando mudamos do estado negativo para o positivo.

O vírus nos pegou de jeito e veio para nos ensinar uma lição: mudança da visão de mundo. Isso quer dizer que devemos mudar algo em nós e na estrutura atual. Assim, nada melhor do que aproveitar o isolamento como uma oportunidade para estudar e fazer um plano de ação para que o crescimento aconteça gradativamente.

O primeiro passo é de sua responsabilidade. Caminhe a passos lentos, mas nunca pare de caminhar.

BOA COMUNICAÇÃO

08/05/2020 às 17h57

Todos nós sabemos da importância de ter uma boa comunicação e isso não quer apenas dizer que devemos ter uma linguagem refinada como podemos observar nos noticiários, novelas ou em alguns filmes.

Ter uma conversa equilibrada e fluída é uma das melhores coisas na vida e facilita muito já que evita muitas situações indesejadas.

A boa comunicação, ou seja, a comunicação clara e objetiva, é uma ferramenta que, se usada a nosso favor, nos auxilia no fortalecimento de relações no ambiente de trabalho e familiar, pois gera confiança entre as partes, além disso, resolve problemas e impulsiona a carreira. Com ela, também podemos alcançar mais produtividade.

Não há nada pior do que conversar com uma pessoa que fala somente em termos técnicos e nos deixa a deriva naquilo que se tornou um monólogo. Ficamos sem entender absolutamente nada do que foi falado e isso causa total desinteresse, além do que, pode impactar negativamente no trabalho ou relacionamentos.

Para evitar problemas, observe o perfil sociocultural dos ouvintes da conversa para que possa usar palavras adequadas e conseguir um resultado positivo. Use termos que façam parte do cotidiano destas pessoas para que haja conexão. Cada um tem seu modo de pensar e ver a realidade, por isso, a interpretação das palavras pode ocorrer de forma diversa daquilo que se quis dizer.

Não pense que comunicação seja apenas verbal. A linguagem corporal pode dizer muito a respeito do que a pessoa quer realmente expressar, por isso, ela corresponde a 55% da mensagem transmitida, conforme pesquisas de laboratório de psicologia da UCLA (Universidade da Califórnia) conduzidas pelo Professor Albert Mehrabian.

Durante um diálogo, esteja totalmente presente no momento. Olhe diretamente nos olhos, escute atentamente e em silencio quando a outra pessoa estiver falando, pois ela vai se sentir mais valorizada e respeitada.

A boa comunicação pode lhe render bons frutos em qualquer área da sua vida.

FELICIDADE NO TRABALHO

01/05/2020 às 17h59

Antigamente, se trabalhava muito para alcançar a felicidade e a jornada não era aproveitada. Havia sempre a necessidade de conquistar algo cada vez maior onde possivelmente essa felicidade poderia estar embora sempre parecesse inatingível.

O conceito era de que a pessoa só seria feliz se tivesse sucesso, mas a fórmula foi invertida nos dias de hoje, ou seja, a felicidade traz o sucesso. Uma pessoa bem resolvida e feliz pode ir muito mais longe do que uma que está sempre mau humorada e reclamando da vida já que está mais envolvida naquilo que está fazendo.

Ser feliz não significa chegar sorrindo na empresa e passar o tempo inteiro assim ou até mesmo ser feito de bobo pelos outros. Ser feliz significa plenitude – é de dentro para fora, afinal, fatores externos são capazes de influenciar por muito pouco tempo.

Felicidade é quando a pessoa sente satisfação, plenitude e bem-estar, por isso, muitos podem perguntar se a felicidade no trabalho é possível devido ao ambiente estressante em que vivem, aos baixos salários, condições não tão boas, fofocas etc.

Encontrar alegria durante o expediente de trabalho é normal, principalmente, se você faz o que ama. Ser reconhecido e respeitado pelos colegas de trabalho, bem como, ter aquele sentimento de utilidade e segurança são fatores que contribuem bastante.

Nem sempre se tem o emprego dos sonhos, ou seja, tem-se aquele que serve apenas para pagar as contas, porém, não se torture por causa disso. Há um longo caminho para chegar onde você planejou, por isso, não deve desanimar e desistir dos planos. Faça a jornada valer a pena.

Se você costuma perder hora, sentir aquela tristeza aos domingos quando ouve as músicas dos tradicionais programas de televisão, participa de panelinhas de fofoca, tem sono prejudicado, desânimo e nada está bom, sinto lhe dizer isso, mas esses são sinais de infelicidade no trabalho. É aconselhável verificar a possibilidade da troca de empresa ou de carreira se for o caso. Pense nisso.

Para alcançar a felicidade no trabalho é preciso ter e priorizar a qualidade de vida. Isso quer dizer que deve encontrar o equilíbrio em todas as áreas da vida.  É preciso estar bem consigo e aproveitar ao máximo todos os momentos – viver o AGORA intensamente. Além disso, é importante escolher uma profissão ou atividade que o deixe satisfeito e não porque somente é rentável. Lembra que falamos no início que a felicidade traz o sucesso?

Procure um propósito no que faz e encontre cada vez mais satisfação e sucesso.

CADÊ A INSPIRAÇÃO?

24/04/2020 às 18h01

Tem dia que é assim, a gente precisa de inspiração para desenvolver uma atividade e nada dela aparecer. Procura aqui, ali e nada. É um Deus nos acuda, principalmente, quando isso envolve prazo.

Quem nunca passou por isso, não é mesmo?

Ela desaparece sem motivo algum, afinal, é preciso um? Creio que na opinião dela não seja não, pois, do contrário, não cometeria tal crime. Não me deixaria em completo desespero sem saber o que fazer, o que escrever.

Faz parte da boa educação avisar sobre a saída – “Com licença, por favor. Vou ficar um tempo fora, mas volto logo” – mas, quem se importa com isso? Bem, confesso que eu me importo e muito. Gostaria de ser comunicada que tal dia e tal horário estaria desprovida de inspiração, afinal eu poderia me organizar melhor e, quem sabe, tirar o dia de folga.

Não sei você sabe disso, mas a falta de inspiração é o pior inimigo de um escritor. Bem, isso me faz pensar se seria o momento ideal em que devo chamar um super-herói para me salvar, porém, quem seria ele? Enquanto isso, é um tal de pega um livro, assiste um vídeo, escreve um ou dois parágrafos, levanta e toma e toma um café, se distrai por um instante em busca de uma ideia incrível, volta, apaga os parágrafos, escreve outra coisa, apaga, recomeça e assim vai.  O problema é maior quando se está no trabalho porque aí não tem como fugir.

A falta de inspiração prejudica e muito a produtividade e impede que os resultados sejam alcançados temporariamente. Você começa um texto e não consegue terminar. É frustrante. Quem já passou por isso conhece bem a sensação de não conseguir concluir um trabalho iniciado.

Apesar de toda situação, esclareço que não vou combatê-la porque não gosto de fazer inimigos. E uma coisa eu aprendi sobre isso:  quanto mais tentamos combater algo, mais o fortalecemos, ou seja, só aumentamos o problema. Desejamos uma solução e não mais problemas. Então, vou desapegar e deixar acontecer. Vou seguir minha vida como se nada tivesse acontecido. Uma hora a inspiração volta e tudo fica como deve ser. Que tal a minha tática? Use-a quando precisar e você vai ver que funciona bem.

Peço, por favor, que devolva a minha inspiração se encontrá-la por aí.

COMO DESCOBRIR MEU PROPÓSITO DE VIDA?

17/04/2020 às 16h47

Você já encontrou o seu verdadeiro propósito de vida?

Caso tenha encontrado, parabéns! Muitas pessoas ainda não descobriram. Isso causa muito sofrimento e insatisfação ao longo do tempo gerando estresse, cansaço, tristeza e até mesmo doenças mais graves. A pessoa se sente perdida e não sabe para onde ir ou mesmo o que fazer.

É importante não forçar uma escolha porque essa decisão vai ter um efeito contrário ao desejado, ou seja, ao invés de você se sentir motivado e cheio de energia para dar continuidade, vai se sentir numa prisão e ainda mais ansioso.

As tomadas de decisões geram um desgaste de energia, então, se ainda falta clareza com relação a missão de vida, não pense nisso. Verifique aquilo com que mais se identifica, faça testes e ouça a sua INTUIÇÃO. Gosta de escrever? Escreva e publique. Procure um curso para aperfeiçoar as técnicas e descobrir seu estilo. Prefere desenho ou gastronomia? Pesquise, estude e veja se você se identifica, se isso te faz verdadeiramente feliz.

Todos nós temos sonhos e projetos e desejamos colocá-los em prática, como abrir um restaurante, por exemplo, mas nem sempre acontece porque planejamos tão excessivamente que desistimos de última hora. Você já passou por esta situação?

Isso já aconteceu comigo e tem nome: é a “paralisia por análise”. No passado, deixei projetos engavetados por medo, insegurança e preocupação já que pensava demais nos mínimos detalhes e nos problemas que poderia ter com isso e aquilo. E o que acontece por causa desta paralisia? Podemos deixar passar muitos anos sem que um passo seja dado em direção aquilo que se quer.

Veja um exemplo: você se sente desconfortável em gravar vídeos, mas mesmo assim grava um e o assiste várias vezes. A cada vez que assistir vai encontrar um defeito ou um problema e não terá coragem de publicá-lo e nem vontade de gravar um novo. Neste caso, tenha claro em mente o que quer falar, grave, assista para conferência e publique imediatamente antes que a coragem passe. Não se preocupe com críticas e julgamentos. Simplesmente FAÇA. Os resultados positivos vão lhe trazer enorme satisfação e mais ânimo para produzir mais conteúdo.

O planejamento é fundamental em qualquer área da vida, assim como, analisar os prós e contras da situação, principalmente, quando for iniciar um negócio para não fracassar lá na frente por falta de conhecimento técnico. Por isso, a nossa capacidade racional deve nos AJUDAR a fazer escolhas certas para não ficarmos presos em pensamentos que criam mais e mais problemas.

Essa paralisia pode igualmente acontecer quando você estiver a procura do seu propósito de vida devido as inúmeras questões que são feitas: “Será que vou encontrar meu propósito de vida?”, “Qual será meu verdadeiro propósito de vida?” etc. O foco está no lugar errado.

Os problemas vão aparecer, com certeza. Resolva-os conforme estiverem na sua frente. Vivemos um dia de cada vez e assim os problemas são resolvidos, ou seja, um de cada vez. Não desperdice energia e nem criatividade com aquilo que ainda não existe.

Como descobrir o propósito de vida?

Continue sua caminhada sempre presente no AGORA, pois isso, dá uma maior clareza sobre o que gosta e não gosta de fazer, esteja aberto às possibilidades e atento aos acontecimentos.

As oportunidades vão surgir quando tomamos uma decisão e passamos a AGIR. As portas se abrem naturalmente. Isso é uma consequência. Quanto mais agir mais oportunidades vão surgir. Abra as portas que estão na sua frente agora e não se preocupe com outras que não apareceram ainda.

Uma coisa é certa, nem sempre vamos nos sentir cem por cento preparados para dar o primeiro passo, mas vá com CORAGEM. Não espere o momento perfeito porque você é capaz de criar o momento certo.

Quando partimos para a ação, podemos descobrir aquilo que verdadeiramente gostamos de fazer, aquilo que nos dá prazer e, assim, vamos avançando cada vez mais em direção ao rumo do nicho que traga mais satisfação.

A prática valida a sua tomada de decisão, ou seja, vai mostrar se realmente você foi pelo caminho certo. É claro que podemos tomar decisões erradas, mas isso serve para nos fortalecer ainda mais e nos ensinar no que podemos nos aperfeiçoar. Honre a sua história.

Não escolha uma profissão por dinheiro, pois isso não vai lhe trazer a satisfação desejada já que o dinheiro é mera consequência daquilo que fazemos por amor. Quando nos propomos a gerar benefícios para o maior número possível de pessoas, nossos ganhos são bem maiores.

Pergunte-se: “Eu gosto ou não da minha profissão?”, “Meu trabalho me traz satisfação apesar dos problemas?”, “Como eu me sinto fazendo isso?”, “Estou gerando algum valor para as pessoas?”. Observe as suas respostas e perceba como se sente.

Apesar de fazer aquilo que ama, em algum momento será necessário fazer algo que não goste, mas, apesar de tudo, o que você faz ainda trará satisfação e continuará abrindo portas para maiores oportunidades.

Não é uma missão fácil encontrar o verdadeiro propósito, mas não é impossível. Lembre-se: Esteja presente no agora, mantenha o foco e esteja sempre aberto para novas possibilidades.

O filósofo chinês Confúcio disse: “Escolhe um trabalho de que gostes e não terás que trabalhar nem um dia na tua vida”.

COMO MANTER A PRODUTIVIDADE DURANTE O ISOLAMENTO SOCIAL

10/04/2020 às 12h10

Todas a pessoas estão em busca de melhor qualidade de vida, principalmente, durante o período de isolamento social em que perdemos o contato físico com as pessoas e muitos estão afastados do trabalho. Manter o bom ânimo, o bom humor e o foco nem sempre é fácil. Alguns sentem aquela melancolia no final do dia e se percebem diferentes.

Vivemos um momento de incertezas, assim, as preocupações e exigências mudaram. Outros tipos de situações precisam ser gerenciados agora. Nada é mais é como antes. Sonhos e planos foram adiados. Enfrentamos uma situação altamente estressante que exige muito de nós e das nossas competências, por isso, não é hora de cobrar a si mesmo e ao outro.

Trate-se com carinho. Isso quer dizer que devemos cuidar de nós com todo amor. As mulheres devem cuidar das unhas e dos cabelos, usar um batom, creme hidratante, fazer uma automassagem. Homens: façam a barba e cuidem dos cabelos também. Esses pequenos cuidados nos ajudam a manter a saúde mental.

Ter uma ROTINA CLARA é essencial para definir suas prioridades e evitar a procrastinação. É uma forma de não ser guiado pela própria vontade. Quando sabemos o que é preciso ser feito não desviamos a atenção para uma distração. A disciplina deve ser sua melhor amiga.

Que tipo de alimento você está comendo agora? Está pulando alguma refeição importante? Quando falamos em rotina, isso inclui a nossa alimentação, ou seja, é preciso manter o café da manhã, horário de almoço, lanches e jantar, pois o cérebro já está acostumado e, além disso, é preciso manter uma alimentação balanceada para o bem-estar físico e emocional. Dependendo do que você come, o seu corpo reage de uma forma nada legal e isso afeta a sua produtividade, a tomada de decisão, memória etc. Troque o açúcar branco (doces) por frutas e coma mais verduras e legumes ao invés de carboidratos em excesso.

Neste período, muitos interromperam as caminhadas ao ar livre e idas à academia, mas isso não deve ser sinal para manter uma vida sedentária, pois causa ainda mais tristeza. Mexa o esqueleto e proteja-se do estresse, bem como, do envelhecimento. Aproveite os vídeos ao vivo nas redes sociais. A pratica de exercícios traz benefícios incríveis, pois libera endorfinas que ajudam a reduzir dores física e emocionais, com isso, o cérebro percebe que você está vivo e vai te proteger. Seja CRIATIVO – use o que estiver ao seu alcance para treinar.

Não deixe de cuidar do seu sono já que ele é reparador. É o momento da limpeza. Quando dormimos mal, os efeitos são prejudiciais – mau humor, falta de disposição etc. A rotina depende de uma noite bem dormida, portanto, antes de dormir, faça meditação, leia um bom livro ou escreva em seu “Caderno da Gratidão” três coisas positivas e porque elas te fizeram tão bem. Faça isso todas as noites e não se preocupe com a repetição.  Perceba como serão as suas noites de sono após o início.

Não tente controlar tudo. Quando tentamos controlar as pessoas e situações, nos preocupamos mais e nos tornamos mais ansiosos, portanto, não veja o noticiário em excesso, pois a nossa mente tem a tendência de focar mais no negativo e isso já foi comprovado cientificamente. Negatividade atrai mais negatividade e agora não é bom para sua saúde emocional. Coloque em sua rotina um horário para ler ou assistir o noticiário. Minha dica é que não faça isso ao acordar e nem antes de dormir.

Você sabia que também é importante se exercitar intelectualmente? Pois é. O cérebro precisa de constantes DESAFIOS, por isso, leia muito, assista vídeos, escreva, desenhe, cozinhe, brinque com os filhos e com o cachorro, leia para os filhos (isso traz enormes benefícios para os pequenos). Faça algo em que esteja criando. Muitas pessoas voltaram a desenhar e escrever neste isolamento. Talentos adormecidos despertaram. Eu tenho feito vários vídeos ao vivo no Instagram e isso me mantém mais ativa e, ao mesmo tempo, é possível me conectar com as pessoas e transmitir conhecimento, além disso, leio bastante, escrevo os artigos e alimento as redes sociais. Tudo isso sem abandonar o lazer em casa. Essas atividades contribuem para manter minha boa qualidade de vida durante este período.

Esteja presente no seu AGORA. Viva-o intensamente mesmo que seja nas pequenas atividades, por isso, é importante que tenha cumprido a rotina elaborada para que sinta mais satisfação e prazer na hora do lazer. Estudos científicos diversos já comprovaram que se você se diverte está feliz, mas se deseja que algo acabe logo, seja lá o que for, você está infeliz. Olha para si e veja como está se sentindo.

Pratique tudo o que foi recomendado e, na medida do possível, passe pelo isolamento de maneira mais leve e produtiva.

OS DESAFIOS DO EMPREENDEDORISMO FEMININO

03/04/2020 às 14h22

O empreendedorismo feminino traz a ideia da liderança feminina e torna as mulheres mais visíveis. A sua presença no mercado de trabalho traz pontos de vistas diferentes, pluralidade de ideias e uma maior diversidade e, com isso, a mulher tem conquistado cada vez mais o seu espaço.

Você conhece uma mulher empreendedora, não é mesmo? Não precisamos ir muito longe para encontrar uma – é aquela que vende lingerie, produtos por catálogos ou digitais, bolo, doces, faz artesanato etc., ou seja, elas estão nos setores de moda, alimentação e beleza.

Os dados do SEBRAE apontam que nove milhões de mulheres estão à frente de um negócio sendo que representam 34% de todos os donos formais e informais no país. Além disso, as mulheres são 48% dos microempreendedores individuais, entretanto, apenas 34% das empresas lideradas por mulheres estão em funcionamento. E nós vamos explicar os motivos.

Por que as mulheres empreendem?

As mulheres empreendem por dois motivos: independência financeira ou para adquirir outra renda.

No decorrer dos anos, muitas mulheres passaram a ocupar a posição de provedoras do lar, ou seja, elas pagam as contas e ainda sustentam filhos e outros membros da família.

Diante disso, foi preciso aumentar a renda com venda de outros produtos ou assumir um negócio próprio como, por exemplo, venda de bolos e doces, em virtude do desemprego ou para dedicar mais tempo aos filhos pequenos.

Existem algumas barreiras que ainda precisam ser superadas pelas mulheres sejam elas internas (ter mais autoconfiança) quanto externas.

A realidade financeira das mulheres é bem diferente quando comparada a dos homens. Uma pesquisa do IBGE demonstrou que o faturamento das empreendedoras é bem menor em relação aos homens. Essa situação vem se repetindo desde 2015.

Um outro problema se refere ao acesso a crédito e linhas de financiamento – as mulheres conseguem um valor bem inferior e pagam taxas de juros bem mais altas embora os índices de inadimplência sejam baixos. A razão disso ocorrer é que o valor agregado ao produto é bem menor, pois não estão relacionados a tecnologia, além disso, tem a questão patrimonial (falta de garantia). Outro fator que influencia é a falta de habilidade na negociação e o não investimento em softwares que contribuam para o gerenciamento do negócio que acaba ficando bem artesanal com o uso do famoso caderninho, por exemplo.

As mulheres têm grande potencial, fazem várias coisas ao mesmo tempo contribuem muito com o progresso da sociedade etc, porém, algumas esbarram num problema bem maior: baixa autoestima já que não conseguem se enxergar fazendo sucesso como os homens, ou seja, não se veem como empreendedoras.

Quando não assumimos o nosso papel, não haverá o sucesso ou retorno financeiro esperado já que faltam a gestão e a visão do próprio negócio. São as estratégias utilizadas e a criatividade que alavancam a empresa e aumentam a competitividade no mercado.

As desvantagens apontadas não devem desestimular as mulheres em sua trajetória, afinal, quando elas passam a empreender seu crescimento é gigantesco, pois tomam das rédeas de suas vidas e escrevem a própria história, com isso, é possível interromper ciclos de violência doméstica e ainda usar o dinheiro em sua própria casa. Isso significa que sua renda gera mais renda.

As mulheres são poderosas e todos nós sabemos disso. Possuem resiliência, equilíbrio emocional e muito jogo de cintura. A sua dedicação ao trabalho é intensa, então, o caminho é compartilhar cada vez mais conhecimento para que mais mulheres tenham acesso a informação e possam se reconhecer como empreendedoras e, assim, construir negócios sólidos, bem como, gerar mais empregos.

O grande segredo do negócio é a INOVAÇÃO, ou seja, um jeito diferente de trabalhar que nem sempre está associado a tecnologia. Basta que você tenha uma ideia criativa e isso será o seu diferencial em relação a outras pessoas. A inovação é para todos e não importa o tamanho do seu negócio ou o seu produto.

As adversidades são muitas, mas as mulheres se mostram cada vez mais capazes de assumirem seus negócios ou cargos com muita competência e criatividade tornando-se referências para outras empreendedoras.

COMO TER MAIS PRODUTIVIDADE NO HOME OFFICE?

27/03/2020 às 16h57

Trabalhar em casa é o sonho de muitas pessoas, mas para que não se torne pesadelo é preciso ficar atento a sua rotina e, com isso, não vai se render a procrastinação e nem trabalhar demais se você for um workaholic (viciado em trabalho).

É fundamental criar uma ROTINA CLARA e ter bastante DISCIPLINA para o seu cumprimento, já que as tentações, distrações e interferências dentro de casa são inúmeras.

Quando falamos em planejar uma rotina, isso significa que você terá que estabelecer horários para início, pausas, horário de almoço e encerramento do trabalho.

Uma pessoa que costuma procrastinar suas tarefas, tem tendência a começar a trabalhar bem mais tarde. Dependendo da atividade desenvolvida é bem prejudicial e a produtividade será baixa.

Por outro lado, se você é um workaholic, ou seja, é uma pessoa viciada em trabalho, pode ter problemas se não definir um horário para o término do expediente. E que problemas são esses? Ansiedade, estresse e angústia. Isso vai prejudicar a produtividade lá na frente. Agir com sabedoria hoje determina seu bem-estar amanhã.

Uma dica para ajudar a iniciar o dia de trabalho é ter uma rotina de entrada, ou seja, tome atitudes que indiquem que está se preparando para tal de forma que o cérebro entenda a mensagem e produza neurotransmissores adequados. Quais são essas atitudes? Tome um banho, tire o pijama e coloque uma roupa confortável que ajude a virar a chave para “Estou trabalhando!”, pois isso ajudará bastante na concentração. Ficar o dia todo de pijama vai te dar ainda mais preguiça.

Adote também a rotina de saída e faça como se estivesse trabalhando na empresa: feche as abas do computador e desligue-o, organize a mesa ou seu espaço ou faça outra coisa que indique o fim do expediente.

Respeite sempre a sua rotina para que a mente compreenda o padrão estabelecido.

Para não se sentir perdido, elabore uma lista das tarefas a serem desenvolvidas ao longo do dia e da semana. Primeiro, faça as tarefas mais complexas, isto é, as mais difíceis ou chatas e fique liberado para as demais.

Para manter o equilíbrio entre as funções do trabalho e da casa deixe claro para seus familiares que aquele horário estabelecido é de trabalho e não está disponível para resolver problemas domésticos a não ser que sejam de extrema urgência.

Listamos algumas atitudes que vão te ajudar a ter uma rotina mais saudável:

  • Crie um local adequado de trabalho que seja silencioso e bem iluminado (de preferência luz natural) onde possa trabalhar sem ser incomodado. Trate seu local como se fosse um escritório e o mantenha sempre organizado, pois aumenta a produtividade e facilita a vida na hora em que precisar procurar algo.
  •  Desligue a televisão e afaste-se do celular, pois é o maior ladrão de tempo. Esconda-o e use somente se for necessário.
  •  Deixe uma garrafa de água na sua mesa, afinal, isto favorece o hábito da hidratação constante.
  •  Tenha uma rotina matinal saudável: faça meditação/oração ao acordar, leia um livro edificante, tome um bom café da manhã.
  •  Tome sol: a luz solar aumenta a endorfina que proporciona maior sensação de bem-estar e aumenta níveis de alegria, além do que, estimula a transformação da melatonina, hormônio produzido durante o sono, em serotonina, que é importante para o bom humor.
  •  Pratique exercícios físicos por, no mínimo, 30 minutos ao dia.
  •  Faça pausas – o descanso é um importante combustível para poder dar continuidade ao trabalho.
  • Faça contato com as pessoas por telefone, e-mail, chamadas de vídeo, reuniões com parceiros ou colegas por meio de chat corporativo. A conexão com pessoas é uma habilidade fundamental.

Todas essas atitudes contribuem para manter o foco, aumentar a produtividade e alcançar resultados. O segredo para manter a rotina? Disciplina.

Em tempo de crise, reavalie a situação atual e faça o que é possível para que possa manter sua saúde mental e emocional.

DE REPENTE, MUDAMOS!

20/03/2020 às 18h51

A humanidade está passando por uma situação muito delicada neste momento. Isso tem levado a grandes transformações no globo. Mudanças bruscas de comportamento estão sendo exigidas de todos e sair da zona de conforto é aterrorizante.

Tudo o que está acontecendo nos leva a uma profunda reflexão sobre o rumo que estávamos seguindo – tanto individual como coletivo. A conclusão é que chegou a hora de quebrar velhos paradigmas.

Diante da gravidade da situação, muitas coisas perderam o sentido – pelo menos para mim. Os pequenos acontecimentos que na vida diária me incomodavam até outro dia, agora se tornaram tão insignificantes que não me afetam mais, afinal, as preocupações e prioridades mudaram e são bem maiores.

Apesar de tudo, vejo o que está acontecendo como uma grandiosa oportunidade para nos desapegarmos daquilo que não vinha funcionando muito bem ou já nem funcionava mais, mas que, por teimosia, insistíamos naquilo ainda.

Essa pressão por mudanças em todos os sentidos nos força a ver os problemas sob uma outra ótica e a nos abrir para novas possibilidades para que possamos encontrar soluções adequadas. Não há como recusar ou fugir. Resistir a tudo que está acontecendo vai gerar mais estresse e dor. Aceitação e ação são necessários neste momento.

O desafio é nos reinventar como pessoas e como profissionais ou vamos ficar malucos e os negócios podem fechar as portas. Os mais criativos e desinibidos se sobressaem, pois são capazes de transformar a crise em oportunidade.

É um momento crítico e impactante, porém, recheado de grandes chances para quem souber aproveitá-las. Muitas instituições e profissionais disponibilizaram cursos gratuitos, estão sendo feitas palestras e live de todo assunto – vão de espiritualidade, economia, investimento na Bolsa de Valores à saúde mental e emocional. É possível ensinar, aprender, cuidar da saúde mental e emocional, afinal de contas, o isolamento é bem estressante se não soubermos preencher o tempo com sabedoria. É possível, também, divulgar o próprio trabalho ou marca. Há possibilidade de crescimento e transformação para todos.

Lembre-se que não estamos numa luta de quem ganha ou quem perde, mas uma luta pela sobrevivência e de ajuda mútua. Para que possamos nos sair bem, precisamos unir forças e contar com o comprometimento de cada uma das pessoas da sociedade porque são peças fundamentais para obtermos resultado eficiente.

Minha dica para você é que não se permita dominar pelo medo. O que mais precisamos é liberar espaço na mente para que venham as boas ideias e como elas podem contribuir para ajudar o nosso próximo. Para que isso seja possível, busque o máximo de conhecimento possível. Digo mais, é importantíssimo ser resiliente, ou seja, ser capaz de se adaptar a mudanças, superar obstáculos ou resistir à pressão de situações adversas como, por exemplo, choque, estresse, algum tipo de evento traumático etc.

Vamos sair muito mudados desta situação – isso é inevitável. Por isso, precisamos aprender com tudo o que está acontecendo para que possamos dar o próximo passo ou salto na escala da evolução.

PREPARE-SE PARA AS BOAS OPORTUNIDADES

13/03/2020 às 18h56

As oportunidades surgem a todo instante em nossa vida, mas estamos preparadas para elas? As oportunidades surgem só para quem tem sorte na vida?

Somos desejosos de que algo muito bom aconteça como, por exemplo, uma promoção no emprego, sucesso na carreira, fama para alguns, um relacionamento equilibrado com uma pessoa legal, a compra de um imóvel, nascimento de um filho, etc. Ao longo da vida, sempre esperamos pelo acontecimento de algo.

Na parábola das dez virgens (Mateus 25:1-13), o noivo está se arrumando para o casamento e não se sabe ao certo o momento da sua chegada. Enquanto isso, dez virgens o aguardavam, entretanto, cinco são consideradas prudentes já que levaram suas lamparinas com azeite mais uma reserva e as outras cinco foram consideradas imprudentes, pois não levaram azeite extra. Quando o noivo chegou, suas lamparinas estavam quase se apagando e foram comprar mais azeite, pois o azeite extra das virgens prudentes não seria suficiente para todas elas. Então, o noivo entrou com as virgens prudentes que estavam prontas e trancou a porta não sendo mais possível a entrada das virgens imprudentes.

Aqui eu não vou analisar o contexto espiritual ou religioso desta parábola, mas sempre que leio ou a ouço, ela me remete a perda de uma oportunidade pela falta de preparo para o momento adequado.

É certo que nós podemos criar algumas oportunidades em nossas vidas, porém, tantas outras surgem para nos surpreender inesperadamente como, por exemplo, quando você está toda desarrumada e encontra um moço bonito pelo caminho ou aquela amiga chique ou, ainda, é convocada para uma reunião importante quando foi trabalhar com sua roupa mais simples que a deixa desconfortável na ocasião. A pessoa não estava pronta, mas a situação aconteceu mesmo assim.

As boas oportunidades surgem quando estamos desavisados e a grande questão é: “O que você fez enquanto isso”?

O importante é o que acontece ao longo da jornada entre o sonho e sua concretização, a forma como nos preparamos para que estejamos prontas para o momento. Imagine que você receba um convite dos sonhos para trabalhar em outro país, mas nunca se interessou em aprender fluentemente o inglês ou espanhol, requisito essencial para ocupar o cargo. E agora? Nem sempre é possível correr atrás do prejuízo em tão pouco tempo. Lá se foi sua chance.

Idealizar grandes sonhos, mas não se preparar para a oportunidade não faz sentido. Vai causar apenas mais desgaste e frustração quando e se a oportunidade surgir. É preciso agir de alguma forma conforme as circunstâncias que se apresentam atualmente, pois, do contrário, a vida fluirá a passos de tartaruga. Desperdiçar oportunidades do agora à espera de uma maior, pode ser um grande erro também, afinal, uma oportunidade leva a outra ainda melhor.

A indecisão é outro motivo que te faz perder e muito. Pessoas indecisas perdem as melhores ocasiões em suas vidas por não saberem se vão para esquerda ou direita.

Outras pessoas, se julgam injustiçadas e não favorecidas pelas boas oportunidades apesar de seus esforços. Por isso, é preciso estar muito atento aos acontecimentos e valorizar uma pequena e simples chance. A oportunidade bate em nossa porta todos os dias e cabe a cada um abrir ou manter essa porta fechada. Reconhecer ou não o seu surgimento.

Para alcançar seu lugar ao sol, em tempo de alta competitividade, é preciso ter um diferencial, impactar pessoas de alguma forma, trazer solução para seus problemas e dores. Esperar que algo caia do céu sem nada fazer não é o melhor caminho.

O mercado é veloz e exige rápida adequação. A Kodak, infelizmente, não conseguiu acompanhar e faliu por acreditar que a tecnologia digital levaria dez anos para se destacar no mercado e, com isso haveria tempo suficiente para adequação. O problema é que essa adequação não ocorreu, pois, a equipe do laboratório de pesquisas de tecnologia digitais não foi ouvida e as mudanças não aconteceram a tempo. A falta de inovação matou a empresa.

Como podemos ver, aproveitar oportunidades envolve decisões e riscos. Você está disposto a correr riscos? O sucesso depende disso, daí a importância do próximo passo ser estrategicamente planejado.

Se surgir uma oportunidade em sua vida, agarre-a pelo topete, ou seja, quando ela está na sua frente. A origem disto tem a ver com a mitologia grega que nos conta a história de Kairós, deus da oportunidade, que tinha apenas um cacho de cabelo na testa e como corria muito rapidamente por onde passava, só era possível agarrá-lo pelo topete. Se ele já tivesse passado pela sua frente sem que o tivesse pegado, tarde demais, lá se foi a oportunidade.

Adquira conhecimento em todos os sentidos e não apenas técnico, mas também espiritual. Novos conhecimentos são fundamentais. Procure se conhecer melhor, corrigir as falhas e fazer ajustes. O crescimento do conjunto trará sucesso em todos os sentidos e quando a oportunidade ideal surgir poderá agarrá-la com todas as suas forças.

Muitas coisas boas acontecem em nossa vida, as pessoas dizem que é sorte, mas só quem faz a caminhada até o objetivo sabe pelo que passou para alcançá-lo. Aquela grande oportunidade não foi sorte, foi resultado de incansável esforço, preparo, horas de estudo e investimento.

Esteja pronta para o melhor momento da sua vida.

A MULHER DOS NOVOS TEMPOS

06/03/2020 às 17h46

A mulher foi enaltecida e, também, muito diminuída ao longo da história. Passou por um longo período de opressão e diminuição em toda parte, mas o mundo evoluiu bastante e as mulheres conquistaram muitos direitos que antes eram sufocados pelos homens. Ainda clamam pela igualdade junto ao sexo oposto embora já se posicionem mais ativamente.

Estudam, trabalham, ocupam cargos de liderança que antes pertenciam com exclusividade aos homens, algumas adiam o sonho da maternidade, outras conciliam carreira e maternidade não obstante a culpa de deixarem seus pequenos aos cuidados de outra pessoa, enquanto outra parcela opta por não ter filhos. Todas merecem o nosso respeito seja lá a decisão que tomarem.

Apesar de todas as conquistas femininas, em muitas outras culturas, as mulheres são massacradas, torturadas, vendidas como escravas sexuais e tratadas como mero objeto sem importância. A mudança de mentalidade vai ocorrer quando o homem compreender a verdadeira importância da mulher no mundo.

A grande pergunta é: “Quem é essa mulher dos novos tempos”?

A mulher dos novos tempos é aquela que conhece a sua verdadeira capacidade e talento. Sua autoestima é elevada. Ela é corajosa, decidida, dinâmica, forte, inteligente, independente, refinada e sabe utilizar seu tempo com sabedoria. Procura aperfeiçoar-se cada vez mais em todos os sentidos, pois é benéfico para seu próprio progresso. É capaz de cuidar de si e dos outros mesmo estando cansada ou doente.

Quando passa a buscar crescimento espiritual, torna-se ainda mais majestosa, iluminada e está blindada por sua fé.

Ela sabe o que quer e não perde mais tempo com julgamentos, sentimentos tolos, relacionamentos que não valem a pena ou situações banais, nem se compara as demais mulheres porque é segura, confiante e capaz de grandes conquistas. Conhece suas qualidades melhor do que ninguém.

Essa mulher moderna se arruma para si própria porque se sente bem e bonita. Ela sabe que não adianta apenas embelezar o exterior, usar as melhores roupas, maquiagens, corte de cabelo da moda e a cor em dia, pois o seu verdadeiro encanto vem do profundo da alma, da sua alegria genuína, do seu amor, sabedoria, empatia e resiliência.

Além de tudo isso, ela possui uma arma poderosa capaz de colocar fim numa guerra e pacificar o mundo todo: o amor. No seu abraço cabe o mundo todo e cura toda dor.

Por ser uma grande estrategista, consegue o quer e tem êxito quando direciona todo seu poder e energia para o bem. Com seu jeito meigo e amoroso, ela é capaz de mandar até no marido quando ele pensa que não.

O segredo desta mulher dos novos tempos é o autoconhecimento. Isso permite que ela bata asas e voe seguramente para longe, para lugares antes jamais imaginados e tenha experiências inéditas.

Ela sabe escolher seu parceiro de vida, aquele que será seu companheiro e caminhará ao seu lado dando seu apoio e colo necessário, afinal de contas, ela também sabe que precisar de colo não é sinônimo de fraqueza, muito pelo contrário.

Os desafios da vida tornam essa mulher mais forte, principalmente, se ela for mãe, portanto, nunca, jamais, em hipótese alguma, em toda a sua vida, mexa com uma mãe, pois você vai conhecer a verdadeira fúria que nem elas, em muitos casos, sabiam que tinham ao verem sua “cria” ameaçada.

Sensível e de intuição aguçada, é uma pessoa com a mente aberta para o aprendizado, aceita seu próprio corpo exatamente como ele é. Seguir à risca padrões de beleza? Perda de tempo. Praticar exercícios físico e ter alimentação saudável, sem neuras, basta. Dispensar aquele convite para um lanche ou uma cerveja com as amigas? Nem sempre. Ser feliz é muito mais importante que contar calorias. Depois a gente corre atrás do prejuízo.

Essa mulher poderosa está em todas nós, algumas ainda adormecidas e outras já bem despertas vivendo plenamente uma vida feliz e com os desafios que elas tiram de letra devido as suas enormes habilidades.

 

O HÁBITO DE FAZER FOFOCA

28/02/2020 às 15h16

Você quer ser considerado um agente propagador de informações não confirmadas em seu local de trabalho?

Quando as pessoas ingressam numa empresa, muitos almejam mais o crescimento profissional do que altos salários e, com isso, buscam o aprendizado e a companhia daqueles que podem ser seus mentores.

Como todos nós sabemos, nem tudo são flores dentro da empresa e, muitas vezes, precisamos lidar com a temida figura do fofoqueiro. Você já deve ter trabalhado com algum, não é mesmo? Eu já e garanto que foi uma péssima experiência.

Antes de darmos continuidade, vamos conceituar o famoso ato, embora seja tão conhecido. Fofocar significa falar à parte dos outros, divulgar segredos alheios ou bisbilhotar.

A fofoca é uma das grandes responsáveis pelo desperdício de tempo, além disso, é considerada um péssimo hábito que, infelizmente, está presente em todos os lugares, inclusive, no ambiente de trabalho (onde passamos a maior parte do tempo).

É muito desgastante trabalhar com um fofoqueiro de plantão devido a sua alta toxicidade.  Por mais que se tente viver em plena harmonia e equilíbrio com colegas de trabalho e gestores que são pessoas com diferentes culturas, educação, religião, classe social etc, há momentos em que se torna praticamente insustentável.

O fofoqueiro é daquele tipo que causa a discórdia desnecessária, inventa histórias, é o leve e traz para chefes ou empresários. Na frente deles, diz que veste a camisa da empresa, mas quando os mesmos viram as costas, fala mal de todos sem poupar um e nem a empresa, fala das condições que não são favoráveis etc. Quando é indagado se precisa mudar algo, se tem algum problema, relata, sem os exageros de outrora, coisa e outra ou diz que está tudo bem.

A fofoca tem um grande poder destruidor no ambiente e influencia negativamente. Alguns dos efeitos são: conflitos, queda da produtividade, desmotivação, cansaço excessivo com o gasto de energia desnecessário, atrapalha o clima organizacional, compromete imagem profissional ou destrói carreiras, o mental e o emocional de quem estiver envolvido.

Para o fofoqueiro a consequência maior é o isolamento por parte dos colegas, pois deixa de ser uma pessoa confiável e ninguém mais se sente confortável para contar algo mais pessoal. Outra consequência, é provar do próprio veneno, ou seja, será tratado como trata os outros.

Há vários motivos pelos quais algumas pessoas são dadas a serem transmissoras de informações não verdadeiras. São eles:

Alianças (pertencer a um determinado grupo), inclusive, pode ser para se blindar, entretanto, nem sempre isso servirá como escudo;

Falta de consciência – neste momento a pessoa não se dá conta do próprio comportamento, não questiona se o fato é ou não verídico, não percebe que age de forma errada;

Inveja de colegas;

Sentir-se superior ao outro ao julgá-lo pelos seus próprios parâmetros;

Preconceito;

Chamar atenção – isso acontece quando a pessoa não tem um assunto interessante e edificante para falar, então, ela fala dos outros.

Como já vimos, onde há pessoas, há comunicação seja verbal ou visual. Inevitável. E a maneira como essa comunicação é conduzida pelas pessoas é que faz toda a diferença.

Manter um bom relacionamento com colegas de trabalho e gestores é primordial no ambiente de trabalho, principalmente, para sua saúde mental e emocional.

Para tanto, você pode adotar os três filtros de Sócrates, o filósofo grego, e manter-se afastado de confusões. São eles: verdade, bondade e utilidade. Quando alguém vier lhe contar algo, dispare as perguntas:

 “Tem certeza que este fato que vai me contar é verdadeiro? ”

 “É algo bom que vai me dizer sobre fulano? ”

 “O que você vai me dizer é útil para mim? ”

Se a pessoa responder que não tem certeza se fato é verdadeiro, nem que é bom e útil para o ouvinte, diga educadamente que não há necessidade de comentar.

O importante é não deixar a fofoca começar. Caso não queria adotar os filtros de Sócrates, você pode ser direto e optar por dizer que prefere não ter tal conversa. É um meio para neutralizar o portador da fofoca. Ele pode se sentir rejeitado, chateado ou irritado, mas a maneira como você se age e se sente em relação a situação é o que vale.

Agora, se você viu ou ouviu algo, guarde para si. Não revele a informação porque pode ser motivo para fofoca, seu nome vai estar na linha de frente e sua imagem ficará arranhada.

Para ficar sempre bem, procure agir com foco no positivo, sabedoria, bom senso, respeito aos colegas e a empresa. Deixe o problema para ser resolvido por quem for competente para tal. Faça a sua parte.

Uma vida plena começa com pequenas mudanças em nosso comportamento.

A MUDANÇA DE HÁBITOS CONTRIBUI PARA SEU SUCESSO NA VIDA

21/02/2020 às 14h00

O mundo muda constantemente e nós também somos obrigados a mudar com ele ou ficaremos para trás, infelizes a reclamar de uma vida sem realizações e totalmente sem graça.

Na verdade, todos querem mudar, mas colocar em pratica a efetiva mudança é para poucos. Tem um detalhe, se você não mudar agora, a vida vem e traz a mudança necessária e a adaptação será um tanto dolorida. Isso soa familiar para você?

Por que a mudança de hábitos é tão complicada?

Existem pessoas se arrepiam toda quando ouvem falar a palavra mudança de hábitos. Isso acontece porque sabem que será preciso sair da rotina e zona de conforto. Só que fazer isso dá trabalho porque exige pensar e avaliar a própria vida, relacionamento e carreira, além do que, requer esforço, disciplina e boa vontade, ou seja, significa que será necessário gastar energia. Isso não faz parte da natureza humana, pois a tendência natural é a inércia. Um exemplo típico é quando a pessoa se inscreve para frequentar a academia, mas prefere ficar deitada no sofá após chegar cansada de um longo e duro dia de trabalho. Veja, mudar dói.

Há momentos na vida, em que ficar na zona de conforto é absurdamente tão bom que não dá vontade de sair de lá porque está tudo bem assim já que não há medo e nem insegurança. Existe uma rotina perfeita porque a repetição acalma. Você já está acostumada a fazer diariamente o mesmo trajeto do trabalho para a casa e vice-versa, certo? Já conhece o caminho percorrido, está acostumada, sabe onde tem semáforo, congestionamento, curva, radar etc.…, daí é possível seguir em frente de forma tranquila. Diferente de quando é preciso fazer um caminho completamente desconhecido – vem a insegurança, aquele frio na barriga, o medo de se perder, de ser assaltada, do carro quebrar em lugar inadequado ou até mesmo um acidente.

Permanecer nesta zona de conforto é uma grande ilusão, além disso, é muito prejudicial, pois a pessoa entra num círculo vicioso e lá permanece estagnada – não sendo possível alcançar resultados extraordinários. E quando se dá conta, está no mesmo lugar e fazendo a mesma coisa há quinze ou vinte anos. Não tem uma carreira de sucesso, nem bom salário e/ou nem se tornou um empreendedor como gostaria. A pessoa não cresceu porque simplesmente permaneceu estacionada por anos.

Como já falamos anteriormente, se a pessoa não mudar por conta, a mudança acontece querendo ou não. Pode ocorrer a demissão no emprego, a falência da empresa, a perda de um ente querido, fim de relacionamento etc. Tais acontecimentos forçam a pessoa a se mover para alguma direção.

Há casos em que se sabe que é preciso mudar, porém, não muda. A razão disso é que se trata de uma decisão racional, ou seja, não há vontade e, com isso, vêm as desculpas constantes, estresse etc.

O hábito é um padrão de comportamento automático, assim, se você deseja uma mudança é preciso mudar o comportamento e repeti-lo por um tempo até se acostumar ao novo. Isso pode levar de um a dois meses. Lembre-se que mudar requer uma ação. Voltando ao exemplo da academia: mude sua rotina – vá do seu trabalho para a academia ou vá logo no primeiro horário antes do trabalho. E se fizer isso por vários dias, vai se tornar um hábito. A sua recompensa será um corpo mais bem trabalhado uma saúde melhor.

A vida está em constante movimento e tudo se transforma rapidamente. Não somos mais as mesmas pessoas que éramos há um ano atrás. Não há parada só porque estamos pensando em tomar uma decisão.

Tem mais, não podemos ter controle sobre tudo, entretanto, podemos ter controle sobre o nosso comportamento. Desta forma, assuma a responsabilidade pelas mudanças necessárias, assuma as rédeas da sua vida.

Quem se arrisca ao tomar a firme decisão de mudar consegue alcançar grandes resultados e, consequentemente, é mais feliz.

Por outro lado, nem todos conseguem identificar o que precisa ser mudado em si porque ainda não olharam para seu interior.

Uma coisa é certa, é muito fácil enxergar o outro e apontar seus defeitos, porém, somos incapazes de perceber em nós algo negativo e que precisa ser mudado, mas, e quando alguém lhe diz que tem tal hábito e comportamento? Como você reage?

Em alguns casos, defeitos e comportamentos são apontados para a pessoa, mas ela é incapaz reconhecer aquilo nela e nega sua existência. Não se considera daquela forma. Vejamos a figura do fofoqueiro no ambiente de trabalho. Caso alguém lhe diga que seu comportamento não é adequado, a pessoa poderá dizer que não se vê assim e que se trata de intriga ou perseguição, entretanto, se for sensata e analisar a forma como se comportou nos últimos tempos, poderá se conscientizar e mudar sua postura.

A mudança de hábitos requer o pagamento de um preço. Se você realmente está disposto a mudar vai pagá-lo com muito prazer.

Dicas para você começar sua mudança:

Faça um planejamento (diário, semanal e anual) – isso vai ajudá-lo a ter maior clareza já que identifica o que precisa ser feito e o que pode ser mudado.

Tenha força de vontade, comprometimento e disciplina.

Tenha uma motivação – algo pelo qual deseja mudar.

Permita-se – não se culpe por erros. É errando que aprendemos e chegamos ao que é certo.

Mude seu comportamento antes de uma crença.

Mantenha-se positivo.

Faça um diário.

Lembre-se que usar a imaginação, sonhar e acreditar é fundamental, porém, se não tomar as atitudes necessárias para alcançar seus objetivos nada acontecerá. A ação é fundamental para a roda continuar a girar. Você é o principal agente de mudanças em sua vida. Comece agora.