Revista Statto

Beleza santa-mariense em destaque

26/02/2019 às 11h24

Aos 22 anos de idade, Bruna Cocco, representou a cidade de Santa Maria no concurso Miss Rio Grande do Sul Be Emotion | Edição Especial, consagrando-se uma das três mulheres mais belas do estado.

Bruna que tem olhos e cabelos claros, 1,78 de altura, 90 de busto, 63 de cintura, 90 de quadril, manequim 38 e sapato 38, cursa Psicologia na UFN e se preparou intensivamente para este objetivo, comprovado por quem a acompanhou nas suas redes sociais.

Naturalidade, espontaneidade e simplicidade são outras qualidades de Bruna Cocco, que nos mostra, em sua entrevista por que é uma das mulheres mais bonitas do RS.

Como surgiu o desejo de você participar do Miss SM?

Bruna: O convite para participar do Miss SM veio do Everton Martins preparador de misses, logo após o evento junto com a coordenadora da região central do Miss RS Be Emotion Sandra Ávila, e as novas orientações da Band surgiu a oportunidade de estar participando do Miss RS edição especial. Desta forma inicie uma segunda etapa de preparação.

Essa foi sua primeira participação em concurso de Misses?

Não, já tinha concorrido quando adolescente, mas quando adulta concorri ao Miss Santa Maria e em seguida ao Miss RS 2019, uma decisão tomada em conjunto com a coordenação da região central de quem veio o convite.

Conte-nos um pouco da sua preparação para o Miss Rio Grande do Sul.

Logo depois do Miss Santa Maria minha preparação continuou intensa. Quando definimos que eu iria para o Miss RS intensifiquei ainda mais a academia, estética, passarela e oratória. Consegui apoio através do contato e parceria já firmados pelo Miss SM e também outros que já tinham contato comigo.

Você mudou muito sua rotina?

Não mudou muito pois como disse a preparação para o Miss Santa Maria também foi intensa, então só foquei mais em alguns detalhes avaliados entre os profissionais que me acompanharam e avaliaram os pontos fortes e os que deviam ser mais trabalhados.

Qual é a rotina que teve que cumprir como candidata a Miss Rio Grande do Sul?

Logo depois do termino do Miss RS tive que voltar a Porto Alegre para fazer as fotos oficiais do concurso, e algumas gravações para a Band. Logo depois a Sandra Avila já iniciou uma agenda de trabalhos determinados dentro das exigências que ficam definidas e pré-determinadas como padrão de trabalho. Muitas marcas e empresas tem buscado aliar a marca ao Trio eleito devido à grande repercussão em mídias sociais e o apoio de pessoas que proliferam as imagens e marcas que somos ligadas. Outra ação importante fechada pela Sandra aqui no RS é a parceria com a Rede Record onde eu serei a primeira das modelos da AGM a ir participar com Marcelo Carvalho do programa Mega senha, gravamos dia 27 de fevereiro e vai ao ar dia 30 de março.

A que horas começa o seu dia e como acaba?

Em Porto Alegre começava de manhã cedo e terminava à tardinha, mas aqui em Santa Maria varia muito, depende dos compromissos que tenho durante o dia.

Quais são as grandes diferenças entre o antes e o depois de ter participado do Miss Rio Grande do Sul?

O concurso me possibilitou uma visibilidade imensa, tanto nas redes sociais quanto fora delas, e eu posso dizer que foi uma experiência única, de muita experiência e aprendizado, que me resultou visibilidade e mais trabalho como modelo.

Um momento que vale a pena citar?

O momento do anuncio do top 3.

Quais foram as mudanças físicas e psicológicas que ocorreram com a Bruna Cocco durante o Miss Rio Grande do Sul?

As mudanças físicas foram bem grandes, meu corpo emagreci bastante para o concurso, cabelo, entonação de voz, mais estudo, uma postura mais firme e segura, o que influenciou nas psicologias foi que aprendi a lidar com a minha ansiedade, bater de frente com a minha insegurança e ser ainda mais forte, determinada e persistente.

Quais são os seus ícones no mundo da moda ou dos concursos? Por quê?

Impossível não citar a Gisele Bündchen, ponto de referência para qualquer modelo, ainda mais sendo uma modelo gaúcha de grande sucesso e carisma.

Qual a sua relação com Santa Maria?

Apesar de ter residido em diversas cidades, até mesmo em outros estados, Santa Maria é a cidade ao qual tenho grande afinidade, pois é onde curso faculdade de Psicologia e tenho grandes amizades.

Onde você passou sua infância? Como era a menina Bruna Cocco?

Passei minha infância em pinhal grande na casa da minha avó paterna. Minha mãe conta que fui muito obediente, que não fazia “arte”, sempre fui muito tranquila.

E sua família, compartilhou a ideia? A incentivou? Como os seus pais encaram esse seu momento?

Minha família sempre me apoiou, e eu trabalho como modelo desde os meus 13 anos de idade, então digamos que eles estejam “acostumados”, mas em relação ao Miss todos ficaram muito felizes com o resultado. Tenho ao meu lado também meu namorado Felipe Hoehr Trindade e a família dele que me deu suporte, apoio e me acompanhou em todos os momentos.

Você tem irmãos e irmãs? Como eles encaram esse momento?

Sou filha única, e a legitima que não gosta de ser filha única, gostaria muito de ter tido um irmão ou irmã. Mas acredito que divido alguns momentos importantes com amigas e primas.

Como você está conciliando a faculdade e o mundo Miss?

No período do concurso, eu estava de férias da faculdade, então foi bem tranquilo, não precisei conciliar e consegui me dedicar exclusivamente ao concurso.

E nas redes sociais, você é atuante?

Acredito que sim, ultimamente venho aprendendo cada vez mais sobre esse mundo, já que o concurso do Miss Rio Grande do Sul, aumentou muito a visibilidade dos meus perfis nas redes sociais e automaticamente para todas as empresas que vem me contratando também por isso.

Como foram as expectativas para o concurso Miss Rio Grande do Sul?

Desde o momento em que soube que ia concorrer as expectativas foram as melhores, todos os dias eu digo que me superava e dava o meu melhor, e estou muito feliz com o resultado.

Quais os planos de Bruna Cocco, após o concurso Miss Rio Grande do Sul?

Meus planos após o concurso são de continuar minha faculdade e conciliar com os trabalhos que o concurso me possibilitou.

Como a Bruna Cocco se define?

Me defino como uma mulher muito sensível, humilde que reconhece os erros, sou muito forte, corajosa, persistente. Quando traço uma meta dou o meu melhor para alcança-lo. Gosto de receber opiniões pois para mim elas são sempre construtivas no meu conhecimento pessoal. Amo estar perto das pessoas que eu amo, e dos animais.

PING PONG

Nome: Bruna Cocco

Idade: 22 anos

Data de nascimento: 19/03/1996

Signo: Peixes

Natural de: Nova Palma

Estado Civil: Solteira

Uma virtude: Comprometida

Um defeito: Teimosa

Livro: O Humano do Mundo

Ator: Paul Walker

Atriz: Grazi Massafera

Viagem: São Paulo

Museu: Masp

Perfume: Ange ou Demón

Música: 93 Million Miles (Jason Mraz)

Restaurante: de Sushi

Um pais: França

Uma cidade: Paris

Uma loja: Que tenha sapatos e joias

Um amor: Felipe

Uma amiga de infância: Emilly

Uma pessoa que admira (Pode ser duas)? Minha mãe e minha avó paterna

Um fim de semana: Na beira da praia

Estilista: Stella McCartney, pioneira na moda sustentável

Tempo livre: Viajar

Sonho: Ser bem-sucedida e feliz na vida

Programa TV: Séries

Um medo: Perder alguém que amo

Uma mania: Organização

Um prato: muito Sushi

Uma característica sua: Amor incondicional pelos animais

Citação preferida: Se você ama, sofre. Se não ama, adoece!

Giovani Becker

Por

@giovani.becker.9 Santa Maria/RS

Falando do Miss Universo

26/02/2019 às 11h15

Dizem por aí que um ano passa rápido, mas para nós, aficionados do MUNDO MISS, um ano é muito tempo.

Finalmente no dia 16/12, começou o Miss Universo 2018, sendo que, o concurso começa quase um mês antes, da transmissão televisiva, com as meninas confinadas em um hotel, em Bangkok (Tailândia). O evento foi transmitido ao vivo pela TNT e pela Band. Nesse período as meninas são observadas pela comissão organizadora e por milhões de espectadores (como eu) através de transmissões pela internet, com muitas apostas e perguntas. Quem comporá o top 20? Quem serão as 10 finalistas? e o top 5? e finalmente quem será o trio principal e finalmente, quem será coroada a Miss Universo 2018?

Na noite do dia 13 de dezembro, todas as candidatas desfilaram perante as juradas, primeiro em traje de banho e depois em traje de noite, naquilo que é chamado de Preliminares. As 94 candidatas se apresentaram perante a comissão do júri, que fizeram a sua decisão de acordo com o que foi visto naquela noite; previamente, as candidatas foram entrevistadas, pelo pool de juradas.

Na preliminar foram selecionadas 20 finalistas, dentre elas a bela brasileira Mayra Dias, que venceu o Miss Brasil representando o Amazonas.

As 10 selecionadas desfilaram para o público, juradas e telespectadores, foram selecionadas 5 finalistas, Vietnã, Porto Rico, Venezuela, África Do Sul e Filipinas, sendo que as três últimas compuseram o top 3 final.

Foram chamadas, a terceira colocada Venezuela, segunda colocada África do Sul, e finalmente, aquela que vai reinar absoluta no universo da beleza, (que recebeu a coroa das mãos da Miss Universo 2017, a sul-africana Demi-Leigh Nel-Peters), a nova Miss Universo CATRIONA ELISA MAGNAYON GRAY ou simplesmente CATRIONA GRAY.

Enfim, o Miss Universo veio, o Miss Universo passou, ficaram as lembranças, as lamentações, a sensação do “eu já sabia, eu havia dito”, ficam os protestos e as juras de que “não vou mais acompanhar esses concursos” …, mas, no fim das contas, acabamos voltando, porque esse universo nos inebria, contagia, contamina …., e a gente AMA tudo isso.

Giovani Becker

Por

@giovani.becker.9 Santa Maria/RS

Gabriela Dellavechia Palma: A Miss Brasil Empresarial

17/12/2018 às 17h00

Gabi Palma, como é carinhosamente conhecida no mundo dos concursos, começou nas passarelas com apenas 06 anos, conquistando o título de Boneca Viva de Santa Maria, tomou gosto pelos concursos e nunca mais parou, sempre  representando o Clube Recreativo Dores, no qual foi Rainha do Carnaval Infantil e Garota do Sol em todas as categorias.
Na fase adulta, a linda loira já ostentou os títulos de Rainha do Carnaval do Clube Recreativo Dores, Rainha das Piscinas Estadual, Vice Musa do Sol do Rio Grande do Sul e Musa do Rio Grande do Sul.

Em 2018 surgiu o convite para representar a clínica odontológica do doutor Rodrigo Farcili, a cidade de Santa Maria e o Rio Grande do Sul no segundo ano do concurso Miss Brasil Empresarial, concurso que elege a representante brasileira para o Miss Ásia Pacific Internacional, concurso tradicional no cenário mundial da beleza que está em sua quinquagésima edição.

Na etapa nacional nossa linda representante confirmou o favoritismo e arrebatou o título com facilidade.

Na etapa internacional chegou como favorita e foi crescendo na competição conquistando o segundo lugar em traje de gala e o prêmio de melhor corpo da competição.

Na noite final depois de muita indecisão, o júri deu a Gabi o título de Vice Miss Ásia Pacific International.

Nossa homenagem a nossa querida BARBIE Santa-mariense.

 

Giovani Becker

Por

@giovani.becker.9 Santa Maria/RS

Ita Ehlers, a primeira Miss Santa Maria

24/10/2018 às 10h33

“Não é porque os anos passam que as pessoas deixam de ser bonitas. Aquele traço de beleza da juventude permanece na velhice. Às vezes um pouco apagado, mas, em outros momentos, ele se ilumina”. A autora dessa frase não é ninguém menos que a primeira Miss Santa Maria, eleita em 1954, Ita Ehlers. E ela tem razão. Em seu rosto, aos 87 anos, ainda estão os belos traços da sua juventude.

Natural de Santana do Livramento, Ita morou muitos anos em Porto Alegre. Veio para Santa Maria quando tinha 20 anos de idade, devido à transferência de seu pai. “Santa Maria era uma cidade pequena. Mas era muito bom viver aqui. Eu tinha muitos amigos”, recorda.

Saudosista, nos transporta com sua fala às reuniões em família, aos encontros com os amigos, aos recitais e serenatas da época. “Os namorados chegavam de madrugada e a gente era acordada com aquela música maravilhosa. Era uma época muito romântica”, conta.

Aqui, Ita conheceu seu marido Hardy Balhelt, economista e um dos fundadores da Universidade Federal de Santa Maria. “Fui muito feliz. Meu marido era uma pessoa maravilhosa. Minhas filhas nasceram aqui”, enfatiza.
Mas, segundo ela, o maior acontecimento da sua vida naquele tempo foi o Concurso Miss Santa Maria. As candidatas eram selecionadas pela diretoria dos clubes. Não havia desfile de traje de gala e maiô. Ita foi a representante do Clube Santamariense. Cada entidade social tinha a sua candidata. A votação era através do jornal da época, A Razão que, a cada edição, trazia um cupom, onde a população escrevia qual a sua preferida, recortava e colocava numa urna.

Ita foi a escolhida para representar Santa Maria no Miss Rio Grande do Sul, em Caxias do Sul. Mas nem tudo aconteceu como o esperado. Na hora de desfilar, seu noivo Hardy não queria. “Ele colocou o pé atrás. Ficou com ciúmes, e a família concordou com ele. Ninguém acreditava que eu fosse ganhar em uma cidade que tinha muita moça bonita, justamente eu que vinha de outra cidade, e era novata em Santa Maria”, lembra, destacando que nada foi premeditado.

No final, isso foi o que aconteceu: Ita não desfilou de maiô, só de traje de gala. Na época teve que ouvir insinuações que não tinha desfilado porque as pernas eram tortas. E isso a perseguiu por um bom tempo. “No verão, no clube, eu era um sucesso. Todo mundo queria ver as minhas pernas”, risos. A Miss RS daquele ano foi a candidata de Pelotas. Ita não sabe se é verdade, mas lhe contaram que ficou em quarto lugar no concurso.

Hoje, viúva, duas filhas, cinco netos e uma bisneta, a eterna Miss ainda é reconhecida na cidade. “Às vezes estou na rua, e pessoas que não conheço falam: tu foste Miss Santa Maria. Meu Deus, isso faz mais de 60 anos”, admirasse.

Clotilde Gama

 

Giovani Becker

Por

@giovani.becker.9 Santa Maria/RS