Revista Statto

SANTA MARIA NO BROTO CRISTAL DAS ÁGUAS

19/03/2020 às 10h26

No dia 12 de janeiro último, realizou-se mais uma edição de um dos mais tradicionais concursos de beleza do verão gaúcho, o BROTO CRISTAL DAS ÁGUAS, realizado na cidade de Cerro Branco/RS.

O concurso realizado pela prefeitura de Cerro Branco, contou com a organização de Odete Jochims, que há anos organiza o concurso de beleza Musa Do Sol na cidade de Candelária.

O concurso super bem organizado, iniciou de manhã com um café para receber as candidatas, a seguir as meninas participaram de uma carreata pela cidade, seguida do ensaio geral e um delicioso almoço.

A tarde aconteceu o esperado desfile com as 16 beldades que representavam municípios do Rio Grande do Sul.

Santa Maria, tradicional celeiro de belas mulheres esteve presente com três de suas beldades.

Aline Gonçalves, que já ostentou diversos títulos de beleza em Santa Maria, dentre eles o Miss Santa Maria, nas categorias juvenil e adulta, representou o Avenida Tênis Clube e ficou com a terceira colocação.

Mariana Cavichioli, que é a atual Miss Santa Maria Juvenil, representou a vizinha São Martinho da Serra e ficou com a segunda colocação.

Finalmente Eduarda Seckler, que também já ostentou a faixa de Miss Santa Maria Juvenil, levou o título máximo e sagrou-se a BROTO CRISTAL DAS ÁGUAS 2020, sucedendo a também Santamariense Marilinda de Abreu Correia, vencedora da última edição do concurso.

Parabéns as nossas belas meninas, que mantiveram a tradição que tem Santa Maria, nos certames de beleza do estado.

A corte do BROTO CRISTAL DAS ÁGUAS é nossa.

É CARNAVAL

14/02/2020 às 10h35

E mais uma vez estamos às vésperas do CARNAVAL, a maior festa popular do mundo. Como toda grande festa, o carnaval tem suas Rainhas e Princesas, escolhidas de norte a sul do país. Santa Maria, a cidade cultura, claro, também elege suas Rainhas desde 1948 e segue escolhendo sua soberana até hoje. A inesquecível Wanda Portalet foi a primeira, e a ela uniram-se várias meninas e mulheres que sonhavam comandar as folias de momo.

No início as Soberanas do Carnaval eram eleitas através de cupons distribuídos pelo jornal, a seguir, as concorrentes desfilavam pela Avenida Rio Branco, com suas cortes e terminavam seu desfile na praça Saldanha Marinho, onde era anunciado o nome da vencedora. Com o passar dos anos, o concurso passou para o ginásio do Corinthians, que lotava com a presença das torcidas organizadas. Com a construção do Ginásio Municipal de Esportes, conhecido como Farrezão, o concurso foi transferido para lá, devido ao grande público que desejava ver os shows de samba das meninas e torcer pela candidata do seu clube

Foi nessa época que eu comecei a frequentar os concursos de carnaval e assistir várias meninas e mulheres que me fascinavam pela beleza, plástica, samba no pé e por causa de suas magníficas fantasias. Destacavam-se vários estilistas, Goldman, Tadeu Fioravante, Alfredo Campos, Renato Portugal, Wanita Miorim, ela própria uma ex Rainha de carnaval, Clarissa Vrum, outra ex Rainha, e, mais recentemente Alisson Fernandes e outra ex Rainha da folia, Sandra Farias.

Após a fase áurea do Farrezão, o concurso passou por vários locais, Avenida Tênis Clube, Farrezinho, Itaimbé Palace hotel.

Gostaria de citar aqui alguns nomes que deixaram sua marca, ou melhor, sua arte nas passarelas do samba de Santa Maria, mas poderia esquecer algum nome e ainda ser injusto com alguma dessas belas meninas e mulheres que tanto nos alegraram com sua beleza, seu carisma e samba no pé.

Que venham as rainhas de 2020 e que brilhem nas noites de folia.

RAINHAS DO CARNAVAL DE SANTA MARIA E DO ESTADO

UMA RAINHA CHAMADA GABRIELA

10/02/2020 às 11h16

Dessa vez foi mais complicado escrever o texto dessa coluna, pois vou falar da minha própria filha. A bela Gabriela nasceu meio que predestinada aos concursos, visto que o pai (eu) sempre amou o mundo miss. O primeiro título veio aos 4 anos de idade quando ela foi eleita Mini Miss Santa Maria, obtendo o direito de representar nossa cidade no concurso estadual em Torres, onde conquistou o título de Princesa do Mini Miss RS.

Seguiram-se vários concursos, Top Kids Baby, Mais Bela Estudante de SM Mini, Beleza Santa Maria Mini, Mirim e infantil, Princesa do Carnaval de SM Mirim, Soberana do Samba Do RS Teen, Musa Do Samba Regional Mirim, Rainha Infantil Do Carnaval e Musa Da Escola de Samba Barão Do Itararé, Rainha Infantil do Balneário Ouro Verde, Princesa dos Balneários Regional, Princesa Infantil das Entidades Sociais de SM, Rainha Das Piscinas de SM nas categorias Mirim e Infantil, Beleza Gaúcha Teen. Beleza Verão RS nas categorias Teen e Juvenil, Broto SM e Miss RS Infanto Juvenil. Nessa carreira recheada de conquistas Gabi guarda com carinho os títulos conquistados no Avenida Tênis Clube, seu clube do coração, onde conquistou todos os títulos, Rainha do Carnaval Infantil e Adulta, Prenda, Rainha das Piscinas, Rainha De Festas Infantil e Adulta, uma verdadeira história de amor entre uma Rainha e seu Clube. No início de 2018, Gabriela decidiu que seria seu último ano como aspirante a títulos de beleza, mas antes queria realizar seus dois grandes sonhos em relação a concursos dessa natureza e assim o fez.

Em setembro do ano passado, após uma longa e dedicada preparação de meses ela foi a Gravataí tentar o título máximo da beleza juvenil do estado, arrasou desde a chegada, encantou os jurados e foi eleita por unanimidade a Miss RS Juvenil 2018. Um sonho estava realizado, mas faltava ainda o principal e esse veio em novembro último quando ela foi finalmente empossada Rainha de Festas Adulta do Avenida Tênis Clube, numa noite de homenagens e emoção. A mim, pai e apreciador do mundo das beldades resta o orgulho e a esperança que minha musa maior reveja sua decisão e um dia, retorne às passarelas da beleza.

O MISS BRASIL E A VOLTA DO GLAMOUR

11/12/2019 às 09h37

O Miss Brasil, concurso que elege a nossa representante para o Miss Universo, é o maior e mais prestigiado concurso de beleza do país. O certame iniciou no país, oficialmente em 1954 e viveu dias de glória até o ano de 1972, sendo realizado no Maracanãzinho.

Com a queda de público e audiência o concurso foi para Brasília de 1973 até 1980, quando passou a ser transmitido pelo SBT e realizado dentro de um estúdio. O concurso foi decaindo e chegou ao fundo do posso na década de 90.

Em 1998 surge no cenário estadual o missólogo (termo criado por ele mesmo) EVANDRO HAZZY. Em 2000 a GAETA assume o Miss Brasil e Evandro destaca-se como coordenador estadual, coloca o concurso na mídia através das plástica, assume o Miss Brasil e Evandro destaca-se como coordenador estadual, coloca o concurso na mídia através das plásticas da santa-mariense Juliana Borges, a televisão volta a transmitir o concurso, que passa a comover o público novamente.

De 2012 a 2014 com a Band assumindo o Miss Brasil, Evandro passa a ser o coordenador nacional. De 2015 até 2019 o concurso mudou de mãos, mudou o formato, variou os estilistas e perdeu um pouco daquele glamour que tanto amamos.

Pois eis que após a realização do certame nacional esse ano, a detentora dos direitos caiu fora e nós, apaixonados pelo mundo miss, ficamos “a ver navios”, meio sem perspectivas da realização do evento em 2020.

No início do mês de outubro, Evandro Hazzy anunciou sua volta a coordenação do evento, o que foi recebido com festa pelos amantes dos concursos glamorosos a que nos acostumamos e dois quais tanto gostamos.

Evandro representa a volta dos vestidos lindos, dos desfiles performáticos, a volta da valorização da beleza.

Seja bem-vindo Evandro Hazzy, a revista Statto te deseja muito sucesso!

 

Evandro Hazzy

Especialista em MISSES, Jornalista e Apresentador de Televisão. Trabalha na Band TV, foi Diretor do Miss Brasil Universo e hoje está participando da reestruturação do novo MISS BRASIL 2020, junto a Band SP.

É DE SANTA MARIA A NOVA COORDENADORA DO MISS RS GLOBO

07/10/2019 às 11h09

Durante muitos anos, o Brasil fazia apenas um concurso nacional que elegia as representantes do país para os três concursos existentes na época. A vencedora representava o Brasil no Miss Universo, e a segunda e terceira colocadas iam ao Miss Mundo e Miss Internacional, respectivamente. Com o tempo surgiram novos concursos internacionais, dentre eles o Miss Globo Internacional e o Brasil assim como diversos outros países começaram a eleger separadamente suas representantes.

O Miss Brasil Globo, coordenado por Danilo D’avila elegeu sua primeira representante em 1992, e, desde então, o Rio Grande do Sul manda sua representante. Em 1994 pela primeira vez o nosso estado obteve destaque, a Miss RS Tatiane Possebom eleita no concurso estadual coordenado pelo saudoso Laney Langaro foi a grande vencedora.

As beldades de Santa Maria não poderiam ficar de fora e, desde o início conquistaram honrosas classificações, inclusive o título máximo.
Várias belezas da terrinha levaram no peito a faixa de Miss Rio Grande do Sul Globo, dentre elas, Patrícia Schneider, Patrícia Ferigolo, Karen Rocha da Rosa, Karen Kohler, Sandra Avila, Tatiana Bianquin da Luz, Léia Tonetto, e Jordana Carvalho.

Há alguns anos, nosso estado não realiza o concurso que elege a Miss RS Globo, apenas indicando a candidata do estado ao certame Nacional, pois esse ano, a nossa querida e conhecida coordenadora de eventos, Sandra Avila, assumiu a coordenação estadual e vai realizar novamente o concurso, que elegerá a nossa Miss Rio Grande do Sul, que irá representar o estado no Miss Brasil Globo.

A HISTÓRIA DO MISS SANTA MARIA

23/09/2019 às 18h16

O tradicionalíssimo concurso MISS SANTA MARIA, iniciou no ano de 1954, quando foi eleita nossa primeira Miss, a bela Ita Ehlers. Na época o concurso era realizado pelo jornal A RAZÃO, através de cupons depositados em uma urna, e já nessa época, cada moça representava uma entidade, a vencedora representou o Clube Atiradores Santamariense, que viria a se tornar o grande vencedor desse certame através dos anos.

Com o tempo o concurso foi mudando o formato, passando a ser realizado no formato de passarelas, normalmente sendo realizados em um dos clubes sociais de nossa cidade.

O concurso envolvia a cidade e para a eleição das nossas beldades, eram organizados grandes bailes de gala, onde o ponto máximo era o concurso, onde as candidatas desfilavam em traje de gala e maiô…

Esse formato durou até 1988, ano da eleição de Andreia Schimdt de Oliveira. A partir de 1989, o concurso passa a ser realizado no Ginásio de Esportes Municipal, O “Farrezão”, e aí as meninas desfilavam apenas de Maiô e biquíni. Nesse ano foram introduzidas outras categorias, além da categoria adulta.

Até o ano 1979, as misses eleitas, representavam Santa Maria no Miss RS, a partir de 1980 com a falência dos Diários Associados, promotores do MISS BRASIL, até então, as Misses RS passaram a ser indicadas e Santa Maria não mais enviava suas eleitas a nenhum certame.

A partir de 1992, as representantes santa-marienses voltaram ao Miss RS, a volta se deu com a bela Ana Cristina Ortiz, que não chegou ao top 10. Uma curiosidade, nesse ano, a santa-mariense Sandra Ávila, que faz parte da organização do Miss Santa Maria hoje, representou Faxinal do Soturno e ficou com a terceira colocação.

Até o ano de 2015 a coordenação do concurso coube ao jornal A RAZÃO e, a partir de 2016, passou para as mãos de SILVIA BORTOLUZZI e Roni Riet com realização da promotora Sandra Ávila.

O formato do concurso hoje em dia, é uma mistura do formato clássico, com desfiles com vestido de gala, maiô e biquíni, para que se possam avaliar a beleza plástica e facial das meninas, aliados a um formato mais moderno, com desfiles em trajes sociais, e diversas entrevistas, para que se possa avaliar as características culturais e intelectuais das meninas.

O MISS SANTA MARIA se atualizou, adaptando-se ao formato dos concursos internacionais, onde a avaliação do quesito beleza, une-se aos quesitos oratória, carisma, desenvoltura, postura e demais atributos que fazem uma verdadeira Miss.

À data escolhida para eleger a nova beldade que representará Santa Maria no certamente estadual, será nos dias 22 e 23 de outubro no Avenida Tênis Clube, que venham novas meninas para abrilhantar mais e mais nossa cidade e elevar o coração do Rio Grande no cenário nacional, como o celeiro de belas mulheres.

TODA A BRASILIDADE DE AMANDA BRENEER

01/08/2019 às 11h00

A bela morena Amanda Brenner iniciou nos concursos ainda menina, foi MISS SIMPATIA INFANTO-JUVENIL e em seguida PRIMEIRA PRINCESA DOS BALNEÁRIOS REGIONAL, concursos promovidos pelo saudoso jornal A RAZÃO. Um pouco tímida e não consciente de sua imensa beleza, a bela deu um tempo dos concursos, situação revertida em 2014, quando, por insistência de amigos e especialmente do Robson Da Costa, ela volta, sendo vencedora do tradicional GAROTA DO SOL do Clube Recreativo Dores a quem representou no RAINHA DAS PISCINAS DE SM, no qual sagrou-se vencedora. Empolgada com o resultado, e novamente incentivada por parentes e amigos, ela acaba sendo a representante de SM no concurso A MAIS BELA GAÚCHA, onde conquista um lugar entre as 10 finalistas.

A beleza da morena não passa desapercebida e em 2016 surge o convite para representar nossa cidade novamente, dessa vez no concurso MISS RIO GRANDE DO SUL LATINA. Mais preparada e madura, Amanda trás pra nós, pela primeira vez, o título máximo desse certame. Na etapa nacional nossa beldade acaba conquistando a terceira colocação. A partir daí, os convites chovem e mais uma vez SM é representada por ela, dessa vez no MISS RS CNB, que escolhe a representante brasileira ao Miss World. Ela conquista o segundo lugar e vai a etapa nacional onde obtém a melhor classificação entre as candidatas do sul, sendo eleita a MISS SUL. Sua performance nesse concurso chama a atenção da organização que seleciona a morena para ir a Colômbia representar o Brasil no concurso REINA DA AGRICULTURA onde obtém a honrosa segunda colocação. Em 2019 Amandinha voltou a nos representar no tradicional evento MUSA DO SOL na cidade de Candelária onde sagrou-se primeira princesa e conquistou a torcida dos espectadores presentes. Ainda em fevereiro surge mais um convite, dessa vez da coordenação do Maranhão, para que Amanda os representasse no glamouroso MISS GRAND BRASIL. Mesmo sendo pega de surpresa, ela aceitou o convite e quase que sem preparação nenhuma ficou mais uma vez com o vice campeonato.

Novamente a performance da bela se destaca e ela recebe o título de MISS BRASIL HISPANO-AMERICANA, obtendo o direito de representar mais uma vez nosso país nesse que é um dos maiores concursos da América Latina

Hoje, afirmo, sem medo de errar, que a Amanda Brenner é uma das nossas mais lindas e preparadas misses da nossa cidade e alimento o desejo de vê-la com a faixa de MISS SANTA MARIA no disputado MISS RIO GRANDE DO SUL

FALANDO DE MISS BRASIL

15/04/2019 às 11h17

Há 65 anos elegemos a representante brasileira no maior concurso de beleza da atualidade, o MISS UNIVERSO. Nossa primeira representante foi a baiana Martha Rocha, que se tornou uma lenda ao perder o concurso por ter duas polegadas a mais no quadril. Nas décadas de 50 e 60, o Brasil era considerado uma das maiores potências do concurso. Nesse período era comum nossas representantes chegarem no top 10, top 5 e até mesmo a duas honrosas vitórias em 1963 e 1968. Nas décadas seguintes fomos perdendo fôlego, o concurso quase chegou ao fundo do poço na década de 90. A partir do início do século, o Miss Brasil voltou a ser televisionado para delírio da galera que ama esse tipo de evento. Em todos esses anos, seguimos elegendo aquela que tinha o rosto e/ou o corpo mais bonito. O grande problema é que o Miss Universo mudou, as exigências mudaram, os padrões se inverteram, o concurso universal busca uma mulher contemporânea, inteligente, carismática. Demoramos pra “pegar” o espírito da coisa, mas acho que finalmente chegamos lá. Recentemente elegemos a nova Miss Brasil, e a vitoriosa foi JULIA HORTA , uma mineira de 24 anos que é jornalista e apresentadora. Julia já representou o Brasil em dois concursos internacionais, conquistando um top 5 e um segundo lugar. A mineira é a personificação da Miss moderna.É bonita sim, tem um belo corpo sim, mas suas principais características, carisma, inteligência, cultura e humildade é que realmente a credenciam pra ser uma representante a altura do nosso Brasil.

BELEZA SANTA-MARIENSE EM DESTAQUE

26/02/2019 às 11h24

Aos 22 anos de idade, Bruna Cocco, representou a cidade de Santa Maria no concurso Miss Rio Grande do Sul Be Emotion | Edição Especial, consagrando-se uma das três mulheres mais belas do estado.

Bruna que tem olhos e cabelos claros, 1,78 de altura, 90 de busto, 63 de cintura, 90 de quadril, manequim 38 e sapato 38, cursa Psicologia na UFN e se preparou intensivamente para este objetivo, comprovado por quem a acompanhou nas suas redes sociais.

Naturalidade, espontaneidade e simplicidade são outras qualidades de Bruna Cocco, que nos mostra, em sua entrevista por que é uma das mulheres mais bonitas do RS.

Como surgiu o desejo de você participar do Miss SM?

Bruna: O convite para participar do Miss SM veio do Everton Martins preparador de misses, logo após o evento junto com a coordenadora da região central do Miss RS Be Emotion Sandra Ávila, e as novas orientações da Band surgiu a oportunidade de estar participando do Miss RS edição especial. Desta forma inicie uma segunda etapa de preparação.

Essa foi sua primeira participação em concurso de Misses?

Não, já tinha concorrido quando adolescente, mas quando adulta concorri ao Miss Santa Maria e em seguida ao Miss RS 2019, uma decisão tomada em conjunto com a coordenação da região central de quem veio o convite.

Conte-nos um pouco da sua preparação para o Miss Rio Grande do Sul.

Logo depois do Miss Santa Maria minha preparação continuou intensa. Quando definimos que eu iria para o Miss RS intensifiquei ainda mais a academia, estética, passarela e oratória. Consegui apoio através do contato e parceria já firmados pelo Miss SM e também outros que já tinham contato comigo.

Você mudou muito sua rotina?

Não mudou muito pois como disse a preparação para o Miss Santa Maria também foi intensa, então só foquei mais em alguns detalhes avaliados entre os profissionais que me acompanharam e avaliaram os pontos fortes e os que deviam ser mais trabalhados.

Qual é a rotina que teve que cumprir como candidata a Miss Rio Grande do Sul?

Logo depois do termino do Miss RS tive que voltar a Porto Alegre para fazer as fotos oficiais do concurso, e algumas gravações para a Band. Logo depois a Sandra Avila já iniciou uma agenda de trabalhos determinados dentro das exigências que ficam definidas e pré-determinadas como padrão de trabalho. Muitas marcas e empresas tem buscado aliar a marca ao Trio eleito devido à grande repercussão em mídias sociais e o apoio de pessoas que proliferam as imagens e marcas que somos ligadas. Outra ação importante fechada pela Sandra aqui no RS é a parceria com a Rede Record onde eu serei a primeira das modelos da AGM a ir participar com Marcelo Carvalho do programa Mega senha, gravamos dia 27 de fevereiro e vai ao ar dia 30 de março.

A que horas começa o seu dia e como acaba?

Em Porto Alegre começava de manhã cedo e terminava à tardinha, mas aqui em Santa Maria varia muito, depende dos compromissos que tenho durante o dia.

Quais são as grandes diferenças entre o antes e o depois de ter participado do Miss Rio Grande do Sul?

O concurso me possibilitou uma visibilidade imensa, tanto nas redes sociais quanto fora delas, e eu posso dizer que foi uma experiência única, de muita experiência e aprendizado, que me resultou visibilidade e mais trabalho como modelo.

Um momento que vale a pena citar?

O momento do anuncio do top 3.

Quais foram as mudanças físicas e psicológicas que ocorreram com a Bruna Cocco durante o Miss Rio Grande do Sul?

As mudanças físicas foram bem grandes, meu corpo emagreci bastante para o concurso, cabelo, entonação de voz, mais estudo, uma postura mais firme e segura, o que influenciou nas psicologias foi que aprendi a lidar com a minha ansiedade, bater de frente com a minha insegurança e ser ainda mais forte, determinada e persistente.

Quais são os seus ícones no mundo da moda ou dos concursos? Por quê?

Impossível não citar a Gisele Bündchen, ponto de referência para qualquer modelo, ainda mais sendo uma modelo gaúcha de grande sucesso e carisma.

Qual a sua relação com Santa Maria?

Apesar de ter residido em diversas cidades, até mesmo em outros estados, Santa Maria é a cidade ao qual tenho grande afinidade, pois é onde curso faculdade de Psicologia e tenho grandes amizades.

Onde você passou sua infância? Como era a menina Bruna Cocco?

Passei minha infância em pinhal grande na casa da minha avó paterna. Minha mãe conta que fui muito obediente, que não fazia “arte”, sempre fui muito tranquila.

E sua família, compartilhou a ideia? A incentivou? Como os seus pais encaram esse seu momento?

Minha família sempre me apoiou, e eu trabalho como modelo desde os meus 13 anos de idade, então digamos que eles estejam “acostumados”, mas em relação ao Miss todos ficaram muito felizes com o resultado. Tenho ao meu lado também meu namorado Felipe Hoehr Trindade e a família dele que me deu suporte, apoio e me acompanhou em todos os momentos.

Você tem irmãos e irmãs? Como eles encaram esse momento?

Sou filha única, e a legitima que não gosta de ser filha única, gostaria muito de ter tido um irmão ou irmã. Mas acredito que divido alguns momentos importantes com amigas e primas.

Como você está conciliando a faculdade e o mundo Miss?

No período do concurso, eu estava de férias da faculdade, então foi bem tranquilo, não precisei conciliar e consegui me dedicar exclusivamente ao concurso.

E nas redes sociais, você é atuante?

Acredito que sim, ultimamente venho aprendendo cada vez mais sobre esse mundo, já que o concurso do Miss Rio Grande do Sul, aumentou muito a visibilidade dos meus perfis nas redes sociais e automaticamente para todas as empresas que vem me contratando também por isso.

Como foram as expectativas para o concurso Miss Rio Grande do Sul?

Desde o momento em que soube que ia concorrer as expectativas foram as melhores, todos os dias eu digo que me superava e dava o meu melhor, e estou muito feliz com o resultado.

Quais os planos de Bruna Cocco, após o concurso Miss Rio Grande do Sul?

Meus planos após o concurso são de continuar minha faculdade e conciliar com os trabalhos que o concurso me possibilitou.

Como a Bruna Cocco se define?

Me defino como uma mulher muito sensível, humilde que reconhece os erros, sou muito forte, corajosa, persistente. Quando traço uma meta dou o meu melhor para alcança-lo. Gosto de receber opiniões pois para mim elas são sempre construtivas no meu conhecimento pessoal. Amo estar perto das pessoas que eu amo, e dos animais.

PING PONG

Nome: Bruna Cocco

Idade: 22 anos

Data de nascimento: 19/03/1996

Signo: Peixes

Natural de: Nova Palma

Estado Civil: Solteira

Uma virtude: Comprometida

Um defeito: Teimosa

Livro: O Humano do Mundo

Ator: Paul Walker

Atriz: Grazi Massafera

Viagem: São Paulo

Museu: Masp

Perfume: Ange ou Demón

Música: 93 Million Miles (Jason Mraz)

Restaurante: de Sushi

Um pais: França

Uma cidade: Paris

Uma loja: Que tenha sapatos e joias

Um amor: Felipe

Uma amiga de infância: Emilly

Uma pessoa que admira (Pode ser duas)? Minha mãe e minha avó paterna

Um fim de semana: Na beira da praia

Estilista: Stella McCartney, pioneira na moda sustentável

Tempo livre: Viajar

Sonho: Ser bem-sucedida e feliz na vida

Programa TV: Séries

Um medo: Perder alguém que amo

Uma mania: Organização

Um prato: muito Sushi

Uma característica sua: Amor incondicional pelos animais

Citação preferida: Se você ama, sofre. Se não ama, adoece!

FALANDO DO MISS UNIVERSO

26/02/2019 às 11h15

Dizem por aí que um ano passa rápido, mas para nós, aficionados do MUNDO MISS, um ano é muito tempo.

Finalmente no dia 16/12, começou o Miss Universo 2018, sendo que, o concurso começa quase um mês antes, da transmissão televisiva, com as meninas confinadas em um hotel, em Bangkok (Tailândia). O evento foi transmitido ao vivo pela TNT e pela Band. Nesse período as meninas são observadas pela comissão organizadora e por milhões de espectadores (como eu) através de transmissões pela internet, com muitas apostas e perguntas. Quem comporá o top 20? Quem serão as 10 finalistas? e o top 5? e finalmente quem será o trio principal e finalmente, quem será coroada a Miss Universo 2018?

Na noite do dia 13 de dezembro, todas as candidatas desfilaram perante as juradas, primeiro em traje de banho e depois em traje de noite, naquilo que é chamado de Preliminares. As 94 candidatas se apresentaram perante a comissão do júri, que fizeram a sua decisão de acordo com o que foi visto naquela noite; previamente, as candidatas foram entrevistadas, pelo pool de juradas.

Na preliminar foram selecionadas 20 finalistas, dentre elas a bela brasileira Mayra Dias, que venceu o Miss Brasil representando o Amazonas.

As 10 selecionadas desfilaram para o público, juradas e telespectadores, foram selecionadas 5 finalistas, Vietnã, Porto Rico, Venezuela, África Do Sul e Filipinas, sendo que as três últimas compuseram o top 3 final.

Foram chamadas, a terceira colocada Venezuela, segunda colocada África do Sul, e finalmente, aquela que vai reinar absoluta no universo da beleza, (que recebeu a coroa das mãos da Miss Universo 2017, a sul-africana Demi-Leigh Nel-Peters), a nova Miss Universo CATRIONA ELISA MAGNAYON GRAY ou simplesmente CATRIONA GRAY.

Enfim, o Miss Universo veio, o Miss Universo passou, ficaram as lembranças, as lamentações, a sensação do “eu já sabia, eu havia dito”, ficam os protestos e as juras de que “não vou mais acompanhar esses concursos” …, mas, no fim das contas, acabamos voltando, porque esse universo nos inebria, contagia, contamina …., e a gente AMA tudo isso.

GABRIELA DELLAVECHIA PALMA: A MISS BRASIL EMPRESARIAL

17/12/2018 às 17h00

Gabi Palma, como é carinhosamente conhecida no mundo dos concursos, começou nas passarelas com apenas 06 anos, conquistando o título de Boneca Viva de Santa Maria, tomou gosto pelos concursos e nunca mais parou, sempre  representando o Clube Recreativo Dores, no qual foi Rainha do Carnaval Infantil e Garota do Sol em todas as categorias.
Na fase adulta, a linda loira já ostentou os títulos de Rainha do Carnaval do Clube Recreativo Dores, Rainha das Piscinas Estadual, Vice Musa do Sol do Rio Grande do Sul e Musa do Rio Grande do Sul.

Em 2018 surgiu o convite para representar a clínica odontológica do doutor Rodrigo Farcili, a cidade de Santa Maria e o Rio Grande do Sul no segundo ano do concurso Miss Brasil Empresarial, concurso que elege a representante brasileira para o Miss Ásia Pacific Internacional, concurso tradicional no cenário mundial da beleza que está em sua quinquagésima edição.

Na etapa nacional nossa linda representante confirmou o favoritismo e arrebatou o título com facilidade.

Na etapa internacional chegou como favorita e foi crescendo na competição conquistando o segundo lugar em traje de gala e o prêmio de melhor corpo da competição.

Na noite final depois de muita indecisão, o júri deu a Gabi o título de Vice Miss Ásia Pacific International.

Nossa homenagem a nossa querida BARBIE Santa-mariense.

 

ITA EHLERS, A PRIMEIRA MISS SANTA MARIA

24/10/2018 às 10h33

“Não é porque os anos passam que as pessoas deixam de ser bonitas. Aquele traço de beleza da juventude permanece na velhice. Às vezes um pouco apagado, mas, em outros momentos, ele se ilumina”. A autora dessa frase não é ninguém menos que a primeira Miss Santa Maria, eleita em 1954, Ita Ehlers. E ela tem razão. Em seu rosto, aos 87 anos, ainda estão os belos traços da sua juventude.

Natural de Santana do Livramento, Ita morou muitos anos em Porto Alegre. Veio para Santa Maria quando tinha 20 anos de idade, devido à transferência de seu pai. “Santa Maria era uma cidade pequena. Mas era muito bom viver aqui. Eu tinha muitos amigos”, recorda.

Saudosista, nos transporta com sua fala às reuniões em família, aos encontros com os amigos, aos recitais e serenatas da época. “Os namorados chegavam de madrugada e a gente era acordada com aquela música maravilhosa. Era uma época muito romântica”, conta.

Aqui, Ita conheceu seu marido Hardy Balhelt, economista e um dos fundadores da Universidade Federal de Santa Maria. “Fui muito feliz. Meu marido era uma pessoa maravilhosa. Minhas filhas nasceram aqui”, enfatiza.
Mas, segundo ela, o maior acontecimento da sua vida naquele tempo foi o Concurso Miss Santa Maria. As candidatas eram selecionadas pela diretoria dos clubes. Não havia desfile de traje de gala e maiô. Ita foi a representante do Clube Santamariense. Cada entidade social tinha a sua candidata. A votação era através do jornal da época, A Razão que, a cada edição, trazia um cupom, onde a população escrevia qual a sua preferida, recortava e colocava numa urna.

Ita foi a escolhida para representar Santa Maria no Miss Rio Grande do Sul, em Caxias do Sul. Mas nem tudo aconteceu como o esperado. Na hora de desfilar, seu noivo Hardy não queria. “Ele colocou o pé atrás. Ficou com ciúmes, e a família concordou com ele. Ninguém acreditava que eu fosse ganhar em uma cidade que tinha muita moça bonita, justamente eu que vinha de outra cidade, e era novata em Santa Maria”, lembra, destacando que nada foi premeditado.

No final, isso foi o que aconteceu: Ita não desfilou de maiô, só de traje de gala. Na época teve que ouvir insinuações que não tinha desfilado porque as pernas eram tortas. E isso a perseguiu por um bom tempo. “No verão, no clube, eu era um sucesso. Todo mundo queria ver as minhas pernas”, risos. A Miss RS daquele ano foi a candidata de Pelotas. Ita não sabe se é verdade, mas lhe contaram que ficou em quarto lugar no concurso.

Hoje, viúva, duas filhas, cinco netos e uma bisneta, a eterna Miss ainda é reconhecida na cidade. “Às vezes estou na rua, e pessoas que não conheço falam: tu foste Miss Santa Maria. Meu Deus, isso faz mais de 60 anos”, admirasse.

Clotilde Gama