Revista Statto

VOCÊ ESTÁ APAIXONADO POR MIM?

04/10/2020 às 09h41

Os ossos quebrados dos olhos

pousaram nos seus lábios

Cheio de histórias não reveladas

De sonhos cansados

Você está apaixonado por mim?!

Silêncio alastrou-se nas veias

Ondas de ruídos abafaram as flores

A insegurança agarrou o coração

Com as mãos geladas e unhas afiadas

Sangraram o ventre da esperança

Você está apaixonado por mim?!

Os pensamentos na estrada

Não dirigem romances e fins

Um corpo imóvel sofre golpes

Lâminas ferem o passado

Que insiste em permanecer vivo

Lágrimas não caíram da alma

Do espírito choveu medo.

Medo de todos os medos

Medo que construiu medo

Medo que fez jardim da

Insegurança florescer

Você está apaixonado por mim?!

Uma revolta puta desprende

Da ternura a busca do que o

Medo ofereceu.

Não fecho os olhos e volto

A perguntar para os seus olhos

Que ficaram preso na dor do poeta

Na sede do poema e não na morte dos

Versos.

Os cheiros agoniam as palavras

Da resposta obtive um beijo distante

Você não está apaixonado por mim.

DOCE PROSTITUTA

09/07/2020 às 15h01

Uma prostituta parte a

Garrafa  de vinho

Na vitrina do meu peito

Prostituta que guarda

Cacos de vidro da minha história

Coleciona fatias do meu desamor

Fragmentos das minhas lágrimas

Prostituta trouxe-me sombras

E para ele fantasias e sossego

Voz de uma criança meiga

Paciência de um centenário

E eu que sou filha

De grito sim e riso não

Fui vencida pelo jogo

Doce prostituta

Serena e convicta do poder

Proporciona ao ego o prazer

E a inocência calculada

E rouba-me os sonhos secretamente

Doce Prostituta

Olhar de peluches

Que manchou os meus lábios

De renúncia e gordura de batom

E eu que sou de urgências

De medo e transparências

Serei apenas a puta dos meus versos