Revista Statto

DÊ FORÇAS AOS SEUS SONHOS

18/05/2020 às 10h42

Precisamos ter sonhos, eles nos levam além de nossa imaginação e nos dão força para traçar rumos na vida.

Acreditar que são possíveis é o ato mais corajoso, mas não podemos nos apegar apenas a ideia e ficar acomodados, é preciso correr atrás, os sonhos não chegam de graça na nossa vida, é preciso estabelecer metas e objetivos possíveis para justamente não gerar expectativas e frustrações desnecessárias.

Em muitos casos precisamos sair da nossa zona de conforto e batalhar muito até atingir o resultado que tanto se espera.

O quanto realizar um sonho é prazeroso para você?

Sonhar não nos limita a nada, pelo contrário, faz os olhos brilharem e atingimos uma força inimaginável, porque o sonho nos move, nos faz pensar fora da caixa. Os sonhos nos trazem aspirações para vida, e caminham lado a lado com o nosso propósito e pode ser do tamanho, da dificuldade, da forma que você quiser.

Pessoas que dão sentido e correm atrás de seus sonhos são capazes de se sentirem mais felizes e esperançosas porque se sentem verdadeiramente motivadas, e até mesmo mais dispostas a encararem o que for preciso, como as quedas no meio do caminho, os inúmeros “nãos” e qualquer outra dificuldade que surja no caminho. Ter paixão para realizar um sonho é muito maior que tudo isso, a vontade da realização precisa ser maior, e somente quando acreditamos ser possível é que colocamos a incerteza de lado, e damos espaço as chances que temos de conquistar, é ai que abrimos as portas de forma consciente, mas ao mesmo tempo de forma bondosa, justamente para atrair os pensamentos positivos.

Sonhar demais ou querer atrair positividade não faz mal a ninguém, tem quem duvide que seja real, mas quando se acredita em algo, podemos sim ir mais longe, remar contra tudo e todos.

O que você realmente sonha e deseja realizar, depende única e exclusivamente da sua força de vontade e da consistência em traçar e estabelecer seus planos.

Nunca deixe de acreditar em seus sonhos, se concentre, seja uma pessoa de atitude e não desista. Faça cada esforço valer a pena, pois seu único intuito é de chegar lá, certo?

Agora reflita de todo seu coração, qual o seu maior sonho? O quão importante é para você realizá-lo? O quanto você está disposto a torná-lo real?

Se dessa equação emocional o resultado for positivo para você continuar a embarcar nessa jornada, coloque um sorriso no rosto e fomente todo o seu eu com muita força para se estimular. E lembre-se, se algo der errado, você pode repensar nas maneiras e no caminho, atualizar o GPS, sabe? As formas de se chegar ao final tão esperado pode sofrer adaptações ao longo do percurso, isso faz parte, não desista.

CRIE O HÁBITO DE ELOGIAR MAIS: A SI MESMO E AO OUTRO TAMBÉM

04/05/2020 às 14h12

Uma das coisas que venho aprendendo em meio a esse ano tão confuso é que somos capazes de se reconstruir mesmo nos momentos adversos, e mais que isso, poder dar forças para quem amamos.

Eu tenho passado por essa transformação, claro que ainda não estou no estágio que eu gostaria, mas venho refletindo para ficar bem próxima do meu objetivo: me amar e demonstrar um carinho especial as pessoas.

Sempre tive dificuldades em demonstrar o que sinto, ou pior, expressar mesmo que em palavras. Eu tinha medo, dá para acreditar numa coisa dessa? Ter receio de dizer o que pensa ou como se sente, chega a ser desumano. O outro felizmente não tem esse poder e nem tem uma bola de cristal para adivinhar o que passa por dentro de nós, e isso funciona para todos.

Seria horrível ter esse “poder”, não existiriam surpresas, nem tão pouco aquela vontade em cativar alguém, e onde teria graça saber de tudo o tempo todo? A magia está justamente em poder construir novos laços e significados que nos motivem a fortalecer nossas relações, e isso envolve nossa relação interna também.

Mas voltando, a vergonha de me colocar nessa condição de sensibilidade era gigante, e eu me privava de dar sensações de prazer para o outro, e até de fazer com que soubesse que eu estaria ali no que fosse necessário. E isso magoa, não é mesmo? Quando criamos vínculos, acreditamos que vamos receber afeto e acolhimento de alguma forma. E com o tempo, adquirindo e explorando mais meu autoconhecimento e me entendendo para evoluir minha maturidade emocional, pude perceber o quanto demonstrar seus sentimentos é importante.

Percebi que mais do que me expressar em como me sinto, existe também a forma de dizer para o outro o quanto ele também é grande em suas qualidades. Hoje eu prezo e me dedico para enaltecer os pontos positivos do outro. Nem sempre acerto, ainda escolho dizer isso através de mensagens ou num despertar de brincadeiras, mas que para mim ainda é uma forma leve de pode ampliar esse costume, que nada mais é que uma questão de praticar, praticar e praticar.

A partir do momento que passei a reconhecer e aceitar minhas qualidades e defeitos, comecei a me conhecer melhor e a potencializar o que verdadeiramente me engrandece como ser humano, e pude reanalisar meus comportamentos e não projetar no outro o que me pertence.

Ainda cometo minhas falhas e estou longe da perfeição, e não me importo, porque quando me conheci de verdade, me aceitei e fiquei leve em saber que não se pode ser perfeito, mas que podemos buscar sim a nossa melhor versão sem exigir tantas expectativas.

Seja generoso, tenha coragem, aja com honestidade e seja humilde a ponto de reconhecer suas fraquezas, limitações e progressos. Essa foi a base que tracei como meta de vida, estabeleça seus pilares e eles te ajudarão a buscar o equilíbrio necessário.

E nunca esqueça de olhar para o lado e dizer palavras sinceras e genuínas para quem está ao seu lado, não se limite a elogiar a quem quer que seja.

EM FASE DE CONSTRUÇÃO

28/04/2020 às 13h33

Você já parou para pensar no quanto a vida muda de percurso quando construímos uma rota mais solidária pensando no nosso presente, e consequentemente no futuro?

Não é fácil viver para bancar e defender nossos interesses e sonhos, criamos tantos monstros na cabeça e que em muitos casos nos limita de dar até mesmo o primeiro passo. Então você se vê dando o poder para o medo pensando que seja uma forma de proteção, mas antes de se limitar a qualquer decisão, aceite que podemos sim nos sentir confusos e inseguros, é não é nada fácil, mas nosso papel não é ser o herói ou a mulher maravilha para o mundo, mas a começar por essa força em virtude de encontrar o que é melhor para alimentar nossa essência.

Sabe aquela velha frase “Vai, e se der medo vai com medo mesmo”? É tão simples, conhecida e usada tantos momentos, e acontece isso justamente por ela se ligar à realidade. A garantia de dar certo só acontece quando se arrisca.

Temos mais é que aprender a conviver com as nossas “paranoias” e pouco a pouco vamos trazendo à tona o que é imaginário e o que é de verdade, podendo assim construir etapas do autoconhecimento.

É mais do que o físico, mas conseguir externalizar nossa forma de se posicionar, e muitas vezes, potencializar a nossa personalidade. Afinal, um dos nossos objetivos de vida deve ser o legado que vamos deixar em terra, seja para um grupo de pessoas, uma multidão, ou até mesmo uma única pessoa que enxergue e cruze essa mesma verdade. E o principal, o quão você está satisfeito com a sua entrega? O quanto você se dedica para o que se propõe a fazer?

Reflita e mensure se está de fato equilibrado ou no contexto que você imaginou.

Tenha consciência dos seus planos, permita realizá-los e canalize as energias com foco no que realmente é importante para você, não pelo o que é imposto pela sociedade. Antes de tudo, tenha em construção o caminho que deseja trilhar, aqui o que vale é o nosso progresso.

O VALOR DE UM ABRAÇO

20/04/2020 às 10h48

Você já parou para pensar a força emocional que tem um abraço? Em abraços moram tantas histórias e quando acontece é a troca de todas elas, é a forma de nos conectarmos sem se quer precisar dizer algo.

Num abraço sentimos toda a energia do outro, não existem segredos e não há como não se acolher dentro de um abraço. Aquele dia difícil, a fase ruim, uma saudade, comemorar aquela conquista, tudo se contempla com o laço dos braços e automaticamente o compasso do coração, que se torna um complemento da natureza que é viver.

Em qualquer momento da nossa vida, conseguimos remeter a vontade de abraçar alguém, automaticamente vem aquela pessoa que tem um abraço acolhedor, que se torna nosso lar, e tudo que se quer é poder sentir esse toque que acalma, que acompanha a verdade, se tornando a forma mais simples e honesta de se demonstrar qualquer sentimento.

Tem gente que faz parecer calmaria e faz com que você pense querer morar naquele abraço, ou simplesmente passar horas. Ou até mesmo o que te acalenta na hora de dormir como se mais nada do mundo externo importasse ali, pois permite a sensação de paz nesse momento.

Valorizemos o poder dessa expressão, o quanto significa que podemos ser íntimos um do outro e demonstrar nosso afeto para reforçar a relação emocional. O abraço tem poder e conquista benefícios também para a nossa saúde física e mental: reduz o medo, explora a auto estima, ameniza o estresse, reforça a relação com a pessoa que gostamos e gera uma troca de confiança. Tudo isso ocorre porque liberamos um estimulante conhecido como dopamina que leva informação ao cérebro, produzindo a sensação do prazer, por isso a sensação tão gostosa quando abraçamos alguém que temos certa afinidade.

Quem é que não gosta de receber ou dar um abraço, aquele bem apertado? Muitas vezes até sentimos falta de não poder ter essa troca. Valorize essa forma carinhosa, permita que seja espontâneo e deixe marcas sinceras em nossas vidas.

Complemento: em tempos de quarentena, se preserve, proteja a si mesmo e as pessoas que gosta. Guarde toda a vontade de abraçar para quando tudo isso acabar, por enquanto vamos demonstrar amor de formas possíveis: trocar palavras tranquilas, ajudar quem necessita, pensar positivo e seguir as orientações da OMS. Vamos fazer a nossa parte

QUANDO DER, NÃO EXIJA SER TÃO FORTE

13/04/2020 às 16h44

Existe uma cobrança tão alta em direção a nós, nem sempre por parte de terceiros, muitas vezes denominada como a própria auto cobrança. Por que será que elevamos tanto o nível de exigência e que sejamos bons e incríveis o tempo todo?

Às vezes me pergunto, para quem queremos apresentar esse resultado? O que de fato ganhamos em exigir o tempo todo, de forma tão complexa? E será que alguma vez nos sentimos autossuficiente?

Levanto todas essas reflexões para de fato pensarmos a respeito, buscar lá na memória todas as situações que nos colocamos na condição de ser o melhor em maior recorrência, não digo isso nem no sentido da perfeição, às vezes não é nem essa consciência, mas sim por explorar ser surpreendente e impecável aos olhos de outras pessoas.

O giro de informação, de concorrência, de personalidades se desmembrando é tão forte e intenso que acaba nos puxando para esse pensamento, claro que vamos querer ser sempre bons no que fazemos, de realmente se encorajar a fazer algo com excelência, mas e quando isso não dá certo? Não tem problema errar ou ser imperfeito. Por mais que não se atinja o que foi planejado ou esperado, pelo menos você teve a força e humildade de tentar, e isso nos torna tão humanos, tão capazes, será que esse ganho já não é significativo?

O que nos falta às vezes é ter um pouco de compaixão com a nossa própria essência, se permitir aos tropeços, a vida nos possibilita a experimentar até cada vez chegarmos mais próximos do que acreditamos. Hoje um tombo, uma “raladinha” na nossa estrutura, ajeitamos uns pontos e outros, levantamos, arranjamos força para se reerguer, quer mais força do que isso?

Superação e coragem nos permitem a ter um olhar mais genuíno, não se cobre em ser forte o tempo todo, nem todo dia acordamos com o pé direito e despertos a sorrir e ver beleza em tudo. Se permita sentir exatamente o que seu corpo e mente sinalizam e demonstram, respire bem fundo e aceite as condições. Amanhã é um novo dia e pode ser melhor, ou não também, e fique em paz, não acelere, ou melhor, não atropele o que você sente.

Aceite as mudanças, mas nunca fique cego de forma que não encontre determinação de pensar fora da caixa e buscar novas formas para se encantar pela vida. Não se cobre, se ame e se aceite a passear pelos altos e baixos, até na escuridão se tivermos com o coração aberto, encontramos luz.

MANTENHA-SE CONECTADO

06/04/2020 às 15h14

Agora mais do que nunca é hora de se conectar, estreitar nossas relações na forma de zelar seu verdadeiro significado: ouvir de fato as pessoas, se importar com elas, se doar com alma, estar presente.

O momento é difícil? Sem dúvida nenhuma não está sendo fácil para ninguém. A condição nos obriga a viver temporariamente em isolamento, longe de algumas pessoas, nos forçando a ter mais paciência na vida profissional, e o que acaba acontecendo é que só pensamos no tempo que estamos perdendo.

E será que só se perde em meio ao caos? Justamente na dificuldade temos a chance de enxergar com outros olhos, poder se dedicar aos pequenos detalhes e reorganizar o nosso interior, fazer uma limpa nos pensamentos negativos, arrumar os sentimentos e objetivos que temos para a vida, e deixar dentro de nós apenas o que nos fortalece e permite o crescimento humano.

Temos ao nosso favor a tecnologia para usufruir e matar a saudade dos amigos e da família, fazer aquela chamada de vídeo e ter certeza de que todos estão saudáveis e protegidos em suas respectivas casas. Mesmo de longe conseguimos sentir a energia, compartilhe esses momentos com as pessoas que te importam, enquanto isso, esperamos que tudo se resolva para vencermos juntos de forma justa e responsável para todos nós. Continue tendo trocas pelas redes sociais, a comunicação está viva dentro de nós, se empodere de compartilhar, estamos nos comunicamos o tempo todo. Potencialize a chance de obter e gerar mais conhecimento, mesmo através de fotos, textos ou vídeos, algum significado está sendo gerado.

Podemos aproveitar para sentir mais a nossa casa, quantas vezes reclamávamos que não tínhamos tempo para curtir nosso próprio lar? É a chance de cuidar das nossas estruturas, deixá-las mais harmônicas, nossa mente e corpo também fazem parte do nosso lar, o que depositamos de energia se estende em potencial para evolução do autocuidado.

É tempo te ter intimidade com o nosso eu, ressignificar nossa vida, enxergar valor para melhores atitudes e sair dessa crise bem mais evoluído como pessoa, como amigo e cidadão.

Olhe a sua volta, sorria mais, se cobre menos, formate e se adapte a uma nova rotina e redescubra prazeres.

Respire fundo, sinta e perceba o ar entrando e saindo dos seus pulmões e o prazer de poder viver e ter a chance de ser referência no que você quiser, sentir que sua existência pode fazer a diferença. Esperamos muito do outro, do tempo, que eles cuidem de resolver as nossas pendências, mas esse poder está em nossas mãos, basta realmente querer, abraçar forte a causa de conectar com o tempo e se permitir viver cada dia.

Cuide da sua casa (você é seu lar)

FAMÍLIA É ALÉM DA ALMA

30/03/2020 às 10h13

É tão bom quando temos onde nos refugiar, e mais ainda quando esse porto seguro é encontrado na nossa família.

A família (do termo latino família) é um agrupamento humano formado por duas ou mais pessoas com ligações biológicas, ancestrais, legais ou afetivas e que culturalmente se designa a diversos e diferentes significados, principalmente porque muitas vezes consideramos família pessoas com quem estabelecemos um laço muito forte, mesmo quando não somos do mesmo sangue.

Para ser família é preciso ter união, respeito, cumplicidade acima de tudo e todos, esse contexto familiar é você se sentar numa roda e ter as mais divertidas e emocionantes histórias para relembrar.

O conceito que vem continuamente renovado e reconstruído para ampliar nosso olhar e que sejamos ainda mais íntegros na hora de reconhecer nossos familiares.

Quem é que nunca teve uma bela tarde de domingo, todos reunidos para o almoço, colocar a conversa em dia e até mesmo assistir aos programas dominicais na TV? Quando vem à tona essas lembranças, não é fácil até sentir mais forte tudo isso tomando conta de você, o cheiro da comida, a voz da sua mãe ali chamando para almoçar, o som e a expressão facial do riso fácil dos seus irmãos e primos, do pai ajudando a colocar a mesa ou tomando aquela cervejinha? Você não vai fechando os olhos e como em um segundo estivesse revisitando esse momento, sentindo toda essa energia boa, aquela paz vai tomando conta de você. Emoções como essa que é para nos fazer sentir vivos e que devem nos lembrar o quanto devemos ser gratos e valorizar ainda em vida cada pessoa, do nosso papel nessa família.

Ser família é acalentar o lar que está presente em nosso coração, perceba que ter uma família é comum para qualquer um, mas realmente sentir e se doar para viver como família mesmo é para poucos, para aqueles que acreditam nesse amor sublime e que ultrapassa explicações por palavras, pois ela é sentida em seus atos, em suas trocas mais simples, porém verdadeiras.

Você também encontra amigos que ajudam a construir esses sentimentos, que carregamos por anos em coração, e que de fato acabam se tornando da família, que queremos acolher, que nos preocupamos e sempre vêm em nossas orações. Quem aí nunca teve um amigo que chama sua mãe de tia? Que os pais conhecem tão bem e acabando fazendo parte do contexto do nosso lar?

E vale tão a pena, entrando novos membros que apenas somam para esse amor ser ainda mais forte.

Você encontra felicidade nessas pessoas, em cada conquista sua eles estão ali vibrando por você e a gente sente num olhar, num sorriso calmo, naquele abraço generoso. E quando você cai, eles estão ali também, sentindo sua dor e prontos para lhe estender a mão e recomeçar, porque com família nunca estamos sozinhos.

Falamos tanto dessa reunião familiar, dos encontros em datas comemorativas, ocasiões especiais, mas o que de fato tudo isso significa para você? E como você colabora para que as pessoas se sintam especiais de verdade?

Se você tem sua família, vai lá, corre e dá um abraço generoso, fale e demonstre o seu amor, que a cada dia possamos dedicar os meias belos sentimentos para quem amamos.

ESTIMULE O BEM À VIDA

23/03/2020 às 14h25

Fiquei aqui pensando no que escrever dessa vez, e não poderia ser diferente a não ser trazer o assunto do momento: pandemia e seu respectivo isolamento.

Claro, não será nada fundamentado nas informações mais complexas que cabem aos devidos órgãos regulamentos, mas sim na tratativa do nosso psicológico, emocional e como encaramos todo esse momento.

Como você tem vivido por esses dias? Quais as suas preocupações? E mais que isso, o que você tem tirado de bom de tanta calamidade?

Com certeza a preocupação nos acerca, o cuidado com a saúde, com nossa família e amigos, além do poder econômico que automaticamente também vem sendo atingido juntos com as relações sociais que de alguma maneira precisaram ser preservadas.

Diante de tudo, eu vi muita coisa boa acontecendo: pessoas e empresas se conscientizando das devidas precauções, muita gente pensando nos cuidados com pessoas mais necessitadas, e isso é simplesmente incrível, as redes sociais sendo utilizadas para sanar o contato físico, muitas pessoas encontraram a calmaria através de vídeos para manter a interação e os assuntos em dia, e uma sociedade reconhecendo e respeitando os profissionais da saúde que estão ali, dia após se dedicando e atendendo nossas necessidades.

Olhando assim, percebemos que mesmo diante do conflito e da distância, juntos somos sim mais fortes e mais humanos. Tem um detalhe ou outro que não está do agrado de todos, que incomoda e causa um estranhamento, mas não se pode deixar que seja maior do que a nossa força de vontade em enfrentar essa crise. Que não sejamos individualistas ou egoístas, o momento pede justamente o contrário, preservar os vínculos e a vida.

E mais que isso, que possamos preservar o que existe de bom dentro de nós, que quando tudo isso passar que a gente leve o aprendizado de valorizar não só a nossa saúde, mas a de qualquer um, que sejamos mais zelosos com o nosso planeta que nos acolhe com tantas dádivas, olhe ao seu redor, veja e perceba cada detalhe que nem sempre damos a devida importância, vamos proteger e cuidar.

Não podemos continuar agindo como antes, pensar em si é fundamental, mas também no coletivo, quantas coisas conseguimos aprender nesses dias, o quanto podemos nos conectar com nosso lado mais íntimo. Palavra de ordem daqui para a frente: solidariedade. Tudo tem um propósito e uma solução, pensamento positivo sempre e vamos seguir todas as orientações com o objetivo de precauções e cuidados efetivos e eficientes, a fim de nos proteger.

Se você está encarando tudo isso de uma forma positiva (dentro do possível) ofereça seu apoio, sua disponibilidade para acolher o outro, já você que não se sente tão bem, acesse canais com profissionais da saúde, muitos estão oferecendo apoio e acolhimento de forma pontual e gratuita, não se sinta sozinho, mais uma vez: estamos juntos e nessa corrente de emanar o bem acima de tudo, vamos vencer!

RECARREGUE-SE

17/03/2020 às 08h41

Quantas vezes nos perguntamos, o porquê de algumas coisas ruins acontecerem, daquela maré de falta de sorte sempre ficar batendo a nossa porta e que acaba tomando conta de toda a nossa energia, não é mesmo?

O que acaba acontecendo é que deixamos certas emoções tomarem conta, e realmente assumem o controle de nós. E mais que isso, estamos sempre a pedir mais paciência, mais sucesso no trabalho, ficar menos estressado com o trânsito ou com aquela pessoa que nos causa desconforto, fora as vezes que ficamos reclamando que está frio demais, quente demais, dormi pouco, tive pouco tempo, o famoso “hoje nada deu certo”.

E se ao invés disso, deixarmos espaço no coração para pedir e nutrir o que for do lado do bem?

Acreditarmos em forças mais elevadas e felizes: aquela paz adentrando a sua alma, a pureza e verdade se tornando essenciais para cada ação nossa e que as deixemos fluir naturalmente.

Sinta a energia nos pequenos detalhes, na natureza, num simples bom dia que lhe desejam, o sol brilhando mais forte num novo amanhecer. O que transmitimos, acaba voltando em intensidade e colhemos o fruto de boas energias, o que impacta de gerar mais satisfação, e isso se torna um ciclo virtuoso: desejo o bem e o colho de alguma maneira.

Eleve seus pensamentos na extensão do amor a quem for que seja, estenda a mão para quem for preciso, se doe a você e a acredite que a vida pode ser sim melhor e ela começa por nós, por nossa mudança em não só pensar, mas agir com honestidade e caridade.

O mundo está cheio de notícias ruins, de caos e dramas diários, a bondade precisa ser disseminada e essa transformação precisa ser colocada em prática e porque não começar por nós de maneira zelosa? Mesmo que um simples detalhe, certamente fará a diferença.

Que você, eu e tantos outros, possamos gerar valor em cada ato de amor, que o significado de gerar o bem nunca seja questionado, mas sim visto como referência e estímulo social. Não podemos salvar o mundo, mas podemos salvar quem somos, acredite e transborde vida.

BEM-ESTAR ALÉM DO CORPO

09/03/2020 às 11h43

Ás vezes a gente se sente sobrecarregado, um excesso de peso que vai tomando conta de todo nosso estado de espírito. E nesse momento nos preocupamos em colocar as coisas em ordem, e é isso, nem sempre o peso que você precisa perder é no corpo.

Você já se sentiu imerso a meio a tanto conflito, a ponto de gerar sensações de ansiedade e euforia?

Tanto que dedicamos o nosso cuidado e atenção para a nossa aparência, se o cabelo está bonito, se as linhas de expressões estão chamativas demais, e principalmente se o corpo está em dia sem nenhum excesso de gordurinha. E a gente se dedica para ajustar esses detalhes, marcamos sessões de drenagem, aquele plano semestral na academia ou na dança, ou qualquer outra condição de estética.

Claro, cuidar do nosso físico é válido, nada deve eliminar nossos bem-estar ou auto estima, mas muitas vezes está além do físico, nosso emocional, nossa saúde mental também precisa do mesmo apreço até porque a cabeça influência tantas demandas, se por dentro não estou bem, muito provavelmente meu físico vai acompanhar, demonstrando quando estou abatido, mal-humorado ou qualquer aparência negativa.

O ideal é achar o bendito equilíbrio, regularizar nossa autonomia e autocontrole para dar ênfase no que realmente importa: nosso bem-estar. Quando eu estou em paz, controlando meus anseios, medos e angústia, automaticamente eu me sinto mais leve mais bonito para receber da vida o que ela tem de melhor para oferecer.

Seja generoso com você por completo, todos os campos da sua vida merecem e precisam de um cuidado especial para justamente viver em maior harmonia. Não que isso elimine e te preserve dos problemas, nada disso, mas te ajuda a se manter mais centrado para quando for preciso vivenciar situações de conflito, você se sinta preparado.

Reorganize suas prioridades, seus desejos e necessidades, encontre tempo e prazer para se cuidar e se sensibilize a descartar tudo que não te faz bem, tendo critérios e lidando verdadeiramente com o que sente. Fique em sintonia com você e com os prazeres da vida, às vezes aceitamos essa sobrecarga de forma desnecessária por ficar acessível e não filtrar o que não nos cabe. Então faça dieta de todos os males que estão presentes em você nesse momento e se alimente dos seus sonhos e de autocuidado.

NADA DE SEXO FRÁGIL

02/03/2020 às 15h01

Mulher que culturalmente foi criada na fragilidade, para cuidar e zelar por tudo e todos, muitas vezes vista como aquela que deve seguir escolhas padrões, mulher tão frágil, mas coloca ela em jogo para ver do que ela é capaz.

Mas quanta situação e superação das histórias passadas, mulher que não deve nada a ninguém. Um ciclo de tantas conquistas, mulher que coloca sua força à frente de sua beleza e fica mais linda ainda. Se permite trabalhar, estudar, cuidar da casa ou simplesmente tirar uma folguinha, que se arrisca em seus desejos, ousa a ser completamente única, luta pelo seu poder de decisão para o que quer e para o que não quer também. Afinal, não somos obrigadas a aceitar padrões, e isso é respeitar a cada um de nós.

Uma geração que não para, investe tanto que deixa muita gente por ai de boca aberta com tanto cunho intelectual e de personalidade, que admirável!

Mulheres que não se calam, se entregam a dor quando necessário e logo se dão um jeito de dar a volta por cima.

São inusitadas até quando se permitem a soltar uns palavrões e lutam de igual para igual, tem gentileza, simpatia e se confia.

Por isso essa luta de mulheres admirarem umas às outras é tão prazerosa, apenas continuem.

O mundo precisa dessa nossa “fragilidade”, do olhar crítico e complexo que só o sexo frágil se propõe a ser.

Cada vez mais conquistam espaço em ações diferenciadas, no mercado de trabalho, na roda de amigos, na vida. A mulher chega sutilmente, e quando se percebe ela já dominou geral de forma tão genuína que nem se compara.

Mulher feita que sabe o que quer: se divertir, ser intensa e se empoderar de fortalezas. O mundo é nossa casa, temos que nos sentir à vontade em qualquer canto. Apenas acorde e levante no intuito de que o hoje seja melhor que ontem, que seja sublime.

É tudo lindo do jeito que se encara e se desafia a ser. Minha total admiração a todas as mulheres e suas respectivas lutas, se mantenham sempre de cabeça erguida, se orgulhem da força e poder que têm, e o resto vem de brinde.

Respeite suas regras e sua individualidade, você é linda!

RECOMEÇOS

26/02/2020 às 15h57

Sempre é tempo de reorganizar e repensar nossas ações e perspectivas futuras, a fim de traçar metas e atingir resultados melhores.

Confesso que para mim, costumo marcar datas sejam elas “especiais” ou não, mas sempre encaro como fechamento de um ciclo mesmo, permitindo ressignificar tantas coisas, um recomeço para mim mesma. Não que uma data deva ter tanto peso em nossas vidas, mas ter algo simbólico às vezes nos impulsiona para querer algo novo e traz uma motivação.

Mesmo diante das dificuldades, dos anseios, sempre temos pelo o que celebrar. Afinal todo mundo sofre às vezes, mas tudo vai ficar bem, erga cabeça e siga em frente.

Celebre por aqueles que te tragam lembranças, um viva a você e ao tanto que já suportou, celebre por estar aqui e ter novas oportunidades pela frente.

O sofrer às vezes não é levado em consideração, é visto como o fim de tudo, mas é o que muitas vezes nos dá força para seguir e amadurecer, não se sinta perdido por isso, se orgulhe de suas experiências.

Nada disso pode ser mais poderoso que seus sonhos, por isso encarar o fim e preparar para os recomeços é a força que muitas vezes devemos acreditar, são momentos que nos permitem alta reflexão e auto entendimento, buscar o que de fato nos faz sentido e por ai seguimos um caminho mais seguro e verdadeiro.

Se prepare para as surpresas, o que é a vida sem elas? Se permita emocionar e aceitar as transformações.

Abrace cada momento e oportunidade, pode parecer meio clichê, mas muitas vezes o clichê faz sentido, o que é válido é encarar o que tiver por vir. Supere seus medos, suas barreiras e se comprometa com votos para cada novo ciclo.

Um brinde as nossas lembranças e recomeços!

A RECEITA DA FELICIDADE

20/02/2020 às 13h58

Costumamos conversar entre amigos, e até mesmo uma conversa interna do que é ser feliz, do que é necessário para se atingir esse estado.

Todo mundo deseja ser feliz o tempo todo, mas será que isso é possível? E o que nos cabe para chegar a atingir essa expectativa?

Bom, às vezes imagino que ser feliz o tempo todo é algo relativo, se sentir em paz e entregue as nossas ações, pessoas e metas talvez nos faça abrir os olhos e sentir bons sentimentos.

Comigo acontece constantemente, normalmente ao acordar fico com aquele mau humor matinal, sabe? Mas basta eu sair de casa, olhar para o céu e minha família que me vem o despertar automático para agradecer o simples fato de mais um dia ter a chance de respirar e conquistar meus sonhos. Agradeço por tudo que está em minha vida, mesmo que não tenham sido planejadas, e logo depois disso tenho uma respiração profunda e me sinto espontaneamente feliz.

Às vezes esperar, exigir tanto da vida, nos impeça de ter um olhar mais generoso com nós mesmos. Então, definitivamente não existe um segredo, receita ou fórmula mágica para essa tal felicidade, mas sim existe caminhos para que nos entreguemos de forma verdadeira para aceitar o que recebemos e encarar de maneira mais positiva.

Não se apegue aos rótulos, tão menos exija que felicidade seja a grande necessidade da sua vida. Busque prazeres, primeiramente para agradar a si mesmo, mas também para dividir e retribuí-los com as pessoas ao seu redor.

Seja como for, concentre sua energia e interesses com seu propósito de vida, não compare com a vida de outros, afinal cada um tem sua ideia e intensidade de felicidade. A sua é única, apenas permita vivê-la de forma prazerosa.