Revista Statto

OS PRIMEIROS 30 DIAS

25/03/2019 às 15h30

Um novo ser nasceu, e com ele vem as muitas tarefas, noites sem dormir, os cuidados que se deve ter com o pequeno, a importância do ganho de peso, dele ficar exposto ao sol, tomar vitaminas, fazer o teste do pezinho e dormir bastante. Muitas vezes, sem saber que suas vidas estão de cabeça para baixo, os pais recebem uma lista de afazeres a serem cumpridos com um único objetivo: o bem-estar do recém-nascido.

Mas hoje não vamos falar sobre os novos reis do pedaço, e sim sobre o primeiro mês da nova mamãe? Quais orientações são passadas? O que é feito por ela para que possa ter estrutura física e psicológica para atender ao seu bebê, como lidar com todo esse furacão que se tornou sua vida.

Como todas as atenções estão voltadas para o pequeno e indefeso ser que nasceu, a mãe acaba ficando no esquecimento, tanto da família quanto dos médicos e sociedade em geral.

O olhar para essa mãe muitas vezes vem do companheiro, parentes próximos e amigos. O papel dessa rede de apoio é permitir que ela possa estar com seu foco no bebê, não precisando se preocupar se tem comida na geladeira ou roupa limpa no armário, se tem que levar os outros filhos no colégio, por exemplo.

Para que exista essa rede de apoio para a mamãe, uma boa alternativa é o pai tirar seus 30 dias de férias, se assim ele tiver, para ficar ao lado da família. Recorrer às avós, dindas, amigas e babás também é uma boa opção.

Porém, muitas mulheres que preferem ficar mais sozinhas nesse período. Só ela e seu pequeno tesouro. Um momento de simbiose entre mãe e filho, já que o recém-nascido não tem capacidade para diferenciar aonde termina o seu corpinho e começa o da mãe.

O que se faz necessário nesses primeiros 30 dias de uma mãe é tolerância, tanto por parte dela quanto dos outros. As noites serão mal dormidas, o bebê dará sinais incertos, o pijama fará parte do figurino diário, os passeios ficarão para depois e o corpo estará ainda inchado.

Um mês de paciência e muitas vezes de introspecção. Não se cobre se a unha está por fazer, os cabelos mal penteados e o rosto cansado. Isso tudo faz parte do processo do nascimento da mãe e do bebê. E é delicioso, porém se sobrar um tempinho e você estiver com vontade, se jogue num banho demorado ou se deleite no salão de beleza.

Compartilhe!