Revista Statto

COMO APRENDER A RECEBER AJUDA EM TEMPOS DE PANDEMIA

20/06/2020 às 10h20

Sabe aquelas pessoas que querem abraçar o mundo fazendo tudo para os outros. Muitas delas acham que podem ser supermãe/pai, mulher/homem, filha (o), esposa ou marido, namorada ou namorado e ainda ser ótimos profissionais, são “contagiados” pela chamada síndrome da mulher maravilha/mulher elástico ou super-herói. A maioria delas sabe apenas se doar e tem dificuldade em receber. Na análise transacional são chamadas de pessoas salvadoras do triângulo dramático de Karpman. Estão sempre sobrecarregas de atividades, não olham e não cuidam de si e ainda acham que são heroínas ou heróis.

Saiba que essas pessoas são as que mais adoecem justamente por não dedicarem tempo para cuidar da sua própria saúde física e mental.

Diante da mudança na rotina diária familiar devido à pandemia do Coronavírus talvez seja o momento de repensarem essas atitudes. Uma sugestão é criar novas rotinas em casa dividindo as tarefas com os integrantes da família como: limpar a casa, lavar a louça, fazer as comprar no mercado, cozinhar, cuidar e brincar com os filhos.

Para isso é importante aprenderem a receber para começarem a equilibrar o dar e o receber no relacionamento afetivo. Se uma pessoa adulta tem essa dinâmica de saber apenas receber neste relacionamento, é o momento de buscar entender a origem disso. De onde vem esse comportamento? Será que não receberam dos pais o amor e a atenção que gostariam e agora querem compensar isso no momento atual com seu companheiro (a) apenas se doando a ele (a)?

Se for esse seu caso, saiba que seus pais deram o que sabiam e herdaram dos pais e antepassados deles. Desta maneira você pode, a partir de agora, aceitar com amor e gratidão apenas o seu principal bem e presente que recebeu, que é a VIDA.

Assim você não terá mais essa necessidade de compensar se doando demais para seu companheiro/marido/namorado ou sua companheira/esposa/namorada, vai começar a olhar para dentro de si e se dar momentos de “luxo” fazendo o que gosta como: ter atividades de lazer, assistir a um filme, ler um livro, ouvir música ou simplesmente deitar no sofá por algum tempo sem fazer nada.

Compartilhe!