Revista Statto

CROSSFIT – ALÉM DA RESISTÊNCIA

18/02/2019 às 17h19

Entre tantas modalidades esportivas, o crossfit desperta discussões acaloradas de quem é a favor e contra, devido as constantes lesões, que acarretam com a pratica intensiva dessa modalidade esportiva.

Porém o que deve ter presente que uma atividade física com acompanhamento de profissional qualificado, sempre é mais importante que nenhuma atividade.

O crossfit surgiu a partir do ano 2000, na Califórnia, com o ex ginasta por Glassman e Lauren Jenai, e tem como um método de treinamento composto por exercícios funcionais de alta intensidade, levantamento de peso, atletismo e exercícios militares.

No Brasil, esta atividade chegou recentemente, porém é bom lembrar que, quanto maior o nível competitivo, certamente as lesões se tornam mais frequentes, isto em qualquer modalidade esportiva, uma vez que um atleta vai tentar ir além do seu limite para superar adversários.

Qualquer pessoa sem doenças graves ou condições preexistentes de alto risco para prática de atividades físicas de alta intensidade pode praticar o crossfit.

Por ser uma atividade de alta intensidade que sujeita a um esforço muito elevado em um período de tempo muito curto, por isso sempre é necessário estarmos preparados para sofrermos lesões e não levarmos nosso corpo aos limites nos quais podemos nos machucar gravemente.

Antes de começar a atividade, é recomendado que o praticante faça um exame clinico que avalie não só o sistema cardiovascular, mas todos os outros, como o osteoarticular. Quando o objetivo são treinamentos mais intensos, deve-se incluir, ainda, um eletrocardiograma.

Em indivíduos acima de 40 anos, os cardiologistas podem requisitar um teste ergométrico. As informações sobre a saúde do praticante servem de referencial para o controle do exercício físico.

É necessário ter uma boa força física, uma boa resistência e um perfeito controle do corpo e da execução de todos os exercícios que serão realizados.

OBS: Cada pessoa deve respeitar os limites do seu corpo. Quem não esteja preparado ou habituados a tais exercícios deve ter um treinamento progressivo, até alcançar condições de praticar atividades de alta intensidade e com movimentos rápidos

Compartilhe!