Revista Statto

HERPES GENITAL

20/05/2019 às 21h04

O Herpes genital é uma doença sexualmente transmissível, de alta prevalência, causada pelo vírus do herpes simples (HSV), que provoca lesões na pele e nas mucosas dos órgãos genitais masculinos e femininos.

Uma vez instalada dentro de um organismo, dificilmente esse vírus será eliminado, passando por períodos de remissão (adormecimento do vírus, sem causar sintomas) e recidivas (manifestação da doença clinicamente). Além disso, como ele permanece dentro das raízes nervosas, o sistema imunológico não tem acesso a ele, portanto é uma doença não tem cura, mas pode ter seus sintomas controlados.

Existem dois tipos de HPV:

  • Tipo 1, que é a herpes facial, manifestada na boca, nariz e olhos;
  • Tipo 2, que surge na região genital, ânus e nádegas, provocando lesões na pele e mucosas dos órgãos genitais masculinos e femininos.

A herpes genital é transmitida principalmente por meio da prática de relações sexuais sem proteção, ou seja, sem o uso da camisinha. Durante a gravidez o vírus pode ser transmitido também para o bebê.

Entre os principais sintomas é possível destacar:

  • Ardor;
  • Prurido (irritação, coceira);
  • Formigamento;
  • Gânglios inflamados;
  • Erupção cutânea;
  • Manchas vermelhas.

Lembrando que em caso de surgimento de qualquer destes sintomas o mais indicado é procurar imediatamente um médico para realizar exames e ter o diagnóstico e tratamento adequado, que normalmente, é feito por meio de medicamento, antivirais, porém, a melhor forma de prevenir tais doenças é usar preservativo, seja para sexo oral, vaginal ou anal

CUIDADO: Se a mulher for portadora do vírus do herpes genital e pretende engravidar, deve avisar imediatamente seu ginecologista.

Compartilhe!