Revista Statto

RESILIÊNCIA: NOSSA CAPACIDADE DE SOBREVIVÊNCIA E DE REINVENÇÃO

05/03/2021 às 16h14

RESILIÊNCIA: substantivo feminino – 1. FÍSICA: propriedade que alguns corpos apresentam de retornar à forma original após terem sido submetidos a uma deformação elástica. 2. FIGURADO (SENTIDO) – FIGURADAMENTE: capacidade de se recobrar facilmente ou se adaptar à má sorte ou às mudanças. – Origem: ETIM ing. resilience ‘elasticidade’

——————————————————————————————-

O significado do dicionário já nos diz tudo: ser resiliente, ser moldável às vicissitudes, poder ir ao “fundo do poço” e submergir, poder sofrer e se restabelecer. O quanto não precisamos dessa competência! Os tempos atuais nos submetem a diversas provas de força, não? Mas como podemos adquirir resiliência no dia a dia?

Ser resiliente não significa ser tolo. Não podemos, quando nos ferem, permitir as seguidas humilhações. É preciso estabelecer limites àqueles que tendem a nos magoar. Somos pacíficos, somos inteligentes, somos caridosos e perdoamos, mas não seremos frágeis a ponto de que, seguidamente, passem por cima de nossos sentimentos. Isso é inteligência emocional e instinto de preservação. Nosso “eu” vem em primeiro lugar. A pessoa mais importante da sua vida é você mesmo! Não permita que te destruam.

Isso também não significa que, a cada mágoa, você deve revidar. A resiliência está aí: você pode até ser atormentado, mas você não vai retrucar na mesma moeda. Porque isso é errado, entende? O Universo, Deus, como quer que chame, sabe que você sofreu e que alguém agiu de forma errada com você. OK, paciência, sigamos em frente! Você será consolado e irá superar. Revidar só te tornará igual àquele que te ofendeu. E isso não é legal.

Outro ponto: Se angustiar faz parte! A vida não é fácil, são lições diárias. A gente se aflige, a gente aprende, a gente dá risadas e é feliz, também. Então, já diziam nossas vovós, a cada dia, basta o seu mal. Não se apoquente! Não sofra em demasia! Chore quando precisar chorar, peça colo, mas respire, em seguida, levante a cabeça e, “borá lá!”. A mais genuína resiliência estará aí…. No sentir, mas continuar. Os sentimentos precisam ser “sentidos”. Mas chorar e se deixar afundar na sua poça de lágrimas, só te levará para baixo, e queremos ir sempre ao alto, à frente.

Assim, ser resiliente é encontrar, em cada dia, um motivo para sorrir. Soou como clichê, não? Mas é a pura realidade. Não há vitória sem superação de obstáculos. Quem tenta, poderá conseguir, quem não tentou, já perdeu a chance…. Moldar-se às situações difíceis, como a água do rio, que contorna as barreiras, é a grande resposta. Ser, como o bambu, resistente, envergar, sem quebrar, pode ser nossa máxima. Isenta de sofrimentos, nossa vida não será; façamos dos momentos bons e dos ruins, nossos melhores momentos, nossa vida leve, de aprendizados.

Compartilhe!
SOBRE O AUTOR
Caroline Chaves

Por

POSTS RELACIONADOS
COMENTÁRIOS

2 Comentários

  1. Avatar

    Temos que ser resilientes para superar todas adversidades.

    Comentário por Guaraci Gonçalves Va - dia 6 de março de 2021 às 08:23
  2. Revista Statto

    Obrigado pelo retorno Guaraci, abraços

    Comentário por Revista Statto - dia 7 de março de 2021 às 10:14
ESCREVA UM COMENTÁRIO

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios.

IMPORTANTE!
As informações recebidas e publicadas são de responsabilidade total de quem as enviou. Apenas publicamos as matérias e notas que as assessorias de imprensa nos passam. Qualquer problema, envie-nos e-mail relatando o ocorrido que transmitiremos aos devidos responsáveis.
desenvolvido porDue Propaganda