Revista Statto

AMIGOS: ANTÍDOTOS PARA AS LACUNAS DA VIDA!

20/07/2019 às 13h39

Durante a pré-história, o homem começou a perceber a importância de relacionar-se com o outro, os “hominídeos” se ajudavam mutuamente, buscando a sobrevivência. Relação esta, denominada mais tarde, como amizade.  Persistindo na atualidade, somente modificando as novas formas de interação entre as pessoas.

 Tente relembrar os momentos mais marcantes da sua vida. Consegue lembrar quem estava ao seu lado? Certamente, em algum desses momentos, ou talvez em todos, estavam aqueles que você pode chamar de amigos. Alguns escolhidos ou impostos pelo destino, eles servem de combustível para enfrentarmos desafios do dia a dia, dividindo experiências boas e ruins.

A amizade é considerada uma das formas de relacionamentos do ser humano, vem rompendo as fronteira do preconceito, tornando-se essencial, seja entre familiares, vizinhos, colegas, namorados, etc. Seu corpo sentirá os benefícios da amizade, tanto para a saúde mental como física. 

Fazer amizades e mantê-las pode ter grande impacto no modo como desenvolvemos nossa percepção da vida, emoções e empatia. Por isso, cultivar bons amigos é uma das bases sociais mais fortes que existem. 

 Estudos comprovam que manter uma ampla rede de amizades proporciona a redução da tensão e do estresse, aumenta as defesas do corpo e prolonga a vida. Além disso, a amizade pode proporcionar hábitos melhores, afugenta a depressão, ajuda a superar doenças e produz prazer e felicidade. 

Os amigos contribuem para a construção da nossa própria identidade, ideias e valores, sensação de pertencimento e objetivos de vida. 

Guarde seus amigos no lado esquerdo do peito, seu coração agradece! 

Suséli Santos

Psicóloga: CRP: 07/28294

Compartilhe!