Revista Statto

ONDE HOUVER DEMANDA PELA VIDA HUMANA, A PSICANÁLISE FARÁ ECOAR SUA VOZ DE AUXÍLIO

19/09/2020 às 13h24

A psicanálise apesar de pouco difundida e compreendida no meio social, já se apresenta com uma visibilidade bem mais expressiva em dias atuais.   O número de pessoas que despertam seus interesses em entender academicamente ou no próprio desenvolvimento como profissional da área, cresce acentuadamente, pois sua popularização é fruto de um conhecimento com valor imensurável em dias atuais onde o processo de adaptação as novas realidades exigem do ser humano uma imersão no autoconhecimento e um preparo mais qualitativo nos ambientes e pessoas que influenciam nosso comportamento.

A psicanálise partiu das análise e experiências do austríaco Sigmund Freud, neurologista radicado em Viena.   Freud trouxe para a ciência uma abordagem da psique humana estruturada de uma maneira a dar vida e forma a questões que em estado latente não despertaram até então estudiosos de sua época.

Freud afirmava que outros pensadores já haviam descoberto a psicanálise, ele apenas encontrou uma maneira lógica de estuda-la.

Com apenas aproximadamente 130 anos de existência a psicanálise ainda é pouco compreendida, até por sua formação autônoma, livre e de uma dinâmica como poucas áreas que integram o estudo da mente humana, o que faz da psicanálise uma seara com inúmeras possibilidades, descobertas e atualizações que necessariamente se faz presente no avançar desse campo fértil e promissor.

Polêmico, odiado e admirado, Freud é daqueles personagens da história que despertou controvérsias, fracassou em experiências, caiu em descrédito na comunidade científica, porém todos os estudos com base no que ele abordou, tem como início suas colocações, suas premissas, o que lhe deixa sempre como referência evidenciando seu trabalho e legado.

A psicanálise é uma área do saber que atende aos que despertam em eu “eu” a necessidade de ajuda, como dizia Freud a cura pelo amor.   Na psicanálise a dinâmica de construção de um atendimento está em investigar imergindo no inconsciente do paciente, pontos recalcados e trazer para o consciente onde será tratado.

O que abrilhanta o ofício da psicanálise é a reciprocidade de ora está paciente, ora está analista, pois todo psicanalista tem que regularmente buscar ser analisado por outro mais experiente, isso exercita pontos complexos da psique humana como, humildade, receptividade e aceitação.

A psicanálise em sua formação prepara seus futuros psicanalistas para lidar com as mais diversas patologias mentais, isso requer uma disposição incondicional de entendimento com o exercício da empatia, uma atividade humana para seres humanos, considerando como foco a pessoa e a cura como resultado de um trabalho onde na pessoa do analista ouvir e ouro e falar é prata, pois a interpretação está sempre por trás do que o inconsciente esconde, embora muita das atitudes e comportamento são reflexos das influências dos recalques fixados no inconsciente.

Na percepção e compreensão do papel da psicanálise, o analisando é o foco, por isso onde houver demanda pela vida humana, a psicanálise fará ecoar sua voz de auxílio.

Compartilhe!
SOBRE O AUTOR

Por

POSTS RELACIONADOS
COMENTÁRIOS

0 Comentários

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios.

IMPORTANTE!
As informações recebidas e publicadas são de responsabilidade total de quem as enviou. Apenas publicamos as matérias e notas que as assessorias de imprensa nos passam. Qualquer problema, envie-nos e-mail relatando o ocorrido que transmitiremos aos devidos responsáveis.
desenvolvido porDue Propaganda