Revista Statto

LEMBRANÇAS INDESEJADAS

08/07/2021 às 17h25

Queríamos que as lembranças da vida fossem como as fotos da galeria de nosso celular, que pudéssemos apagar quando se tornam indesejadas. Seria um sonho de consumo ter uma borracha com a capacidade de apagar selecionadas memórias da mente.

A menos que você desenvolva alguma doença que prejudique sua memória, ou sofra um acidente que a corrompa, não existe uma forma de esquecer o passado. Temos uma boa capacidade de armazenar memórias e as mais marcantes aparenta que ocupam uma posição até que especial em nosso cérebro. Parece que elas nos acompanham em todos os lugares.

Há feridas que a cada conquista nos lembram que ainda estão ali, abertas. Muitas vezes elas nos condenam, tentam nos dizer que não somos dignos de viver o que estamos vivendo. Por alguns instantes nos culpamos por estarmos felizes.

Ah se a vida fosse do jeito que queríamos! Seria tão bom poder carregar consigo um controle com o botão voltar e, a cada decepção, cada caminho errado, apertá-lo para não precisar viver aquilo e reescrever da melhor forma.

Reescrever certos acontecimentos apagaria a dor causada, entretanto, as lições aprendidas com eles também seriam deletadas. Assim como na Ciência, quando há possibilidade de algo ser objeto de experiências, somente elas são capazes de produzir um conhecimento de fato. Da mesma forma – e não sei porque exatamente – as experiências dolorosas tendem a nos ensinar de uma maneira inexplicável.

Essa reflexão me transporta para a mente de José, quando Faraó o tornou Governo do Egito. Ele passou anos e anos esperando pelo momento em que de alguma forma iria governar, foi traído por seus irmãos, vendido como escravo, imagino como ele desejou deletar essa desgostosa lembrança.

Se em suas mãos ele tivesse um controle com o botão voltar, creio que o teria apertado, no entanto, Graças a Deus que ele não tinha, se não fosse vendido, e acontecido todas aqueles percalços posteriormente, ele não teria adquirido a maturidade que somente as experiências pelas quais passou poderiam lhe conferir.

Foi a sua sabedoria que chamou a atenção do Faraó, e somente por causa dela ele passou a ocupar o cargo mais importante após o dele. Perceba que apagar suas experiências seria apagar sua sabedoria.

Quando seus irmãos foram até ele para pedir alimento, lembrou-se então que ele era muito melhor do que a traição por eles cometida, atitude esta que deve ser esperada de alguém que não pôde voltar no passado para evitar acontecimentos traumáticos, contudo, fez deles uma escada para alcançar o seu destino. Lembranças indesejadas podem doer, e também levar a lugares extraordinários.

Compartilhe!
SOBRE O AUTOR

Por

POSTS RELACIONADOS
COMENTÁRIOS

0 Comentários

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios.

IMPORTANTE!
As informações recebidas e publicadas são de responsabilidade total de quem as enviou. Apenas publicamos as matérias e notas que as assessorias de imprensa nos passam. Qualquer problema, envie-nos e-mail relatando o ocorrido que transmitiremos aos devidos responsáveis.
desenvolvido porDue Propaganda