Revista Statto

NÃO ESPERE CONDIÇÕES MELHORES, COMECE AGORA!

04/01/2021 às 17h11

O momento certo para mudar é agora, justamente agora. Se você ficar protelando, a mudança não acontece, para a mudança acontecer é preciso que aconteça uma mágica, será necessário uma disposição interior, apenas isso: uma nova atitude, assim ela poderá surgir a qualquer momento. Todas as vezes que você colocar o regime, a abstinência, a academia, o estudo, a meditação, etc., no futuro, vocês estará apenas procrastinando, na verdade, estarás apenas usando um mecanismo de fuga. Entenda, tudo começa pela atitude.

Se você decidir começar agora, como é recomendável, olhe ao seu redor e aceite a sua realidade. Pare de pensar que não está bem instrumentado para empreender mudanças com os poucos recursos que encontra. Use o que você tem, improvise, o principal elemento você já tem, é a sua vontade. Não espere condições adequadas, crie essas condições e mantenha o foco no objetivo. Sua mente precisa conhecer esse novo personagem que você está construindo, ela precisa estar íntima dele e isso faz parte do processo. As cobras trocam de pele para crescer, da mesma forma, trocamos de personalidade para evoluirmos.

Mudanças não são difíceis e demoradas quanto todos imaginam. É apenas uma questão de intensidade e foco. Você precisa querer, precisa estar disposto a quebrar a casca do ovo para descobrir um novo mundo e esse é o maior desafio, o resto é fácil, pois o Universo inteiro o estará apoiando.

Você irá notar, a cada instante, que tudo aquilo que o escraviza deixará de escravizar, você perceberá muito rapidamente que as portas da prisão estão abertas, nada mais irá prendê-lo e você quebrará as correntes com novos hábitos. Um novo olhar sobre o mundo só é possível quando existe um novo eu olhando.

O seu corpo, a princípio, pode reclamar, mas irá entender que está havendo mudanças e rapidamente irá equilibrar-se. A sua mente entrará em parafuso, pois ela não suporta o vazio provocado pela ausência de antigo eu. No entanto, esse mesmo vazio estará sendo preenchido por um novo personagem. Nesse sentido, o trauma inicial será dissipado à medida que uma nova identidade for se instalando.

Não é possível voar se você ainda não aprendeu sequer a andar. Tenha calma, mudanças precisam ser paulatinas, dê um passo de cada vez, o importante é conscientizar-se de que você não deve ficar parado. Continue em frente, o equilíbrio só acontece com o movimento e nunca com a inércia. Lembre-se do ciclista, ele precisa pedalar para se manter em pé.

Os erros vão estar no caminho, serão seus professores, não se culpe por cometê-los, levante a cabeça e siga em frente. Lembre-se da criança aprendendo a andar: de tombo em tombo, ela desenvolve a força e a segurança necessárias para se manter em pé.

Pense o seguinte: se o remorso, a culpa, o arrependimento e outros lixos emocionais do passado agissem sobre ela a cada tombo, não haveria aprendizado. Faça sempre o que você pode, nada mais do que isso, pois os seus atos sempre estarão refletindo a sua idade astral. Não tente ser aquilo que você não é ou se culpar pelo que é.

Não podemos exigir que um leão coma grama, não faz parte da sua natureza, ele é uma máquina de matar. No entanto, ninguém cruza com leões no meio da rua, pois a própria Natureza organiza. Acredite, tudo está no seu lugar, você age de acordo com o seu nível de consciência e não deve se punir por cada deslize.

Mudar não dói, a dor é resultado da resistência à mudança.

Compartilhe!