Revista Statto

INTESTINO PRESO

25/09/2019 às 09h06

O principal fator que ocasiona esse problema, é a baixa ingestão de líquidos, pouco consumo de fibras e sedentarismo.

Saiba que o intestino preso é um distúrbio comum e, na atualidade só está aumentado, que tem como sintomas a dificuldade em evacuar ou a sensação de evacuação incompleta, além de fezes duras e ressecadas.

Saiba que esse distúrbio, é causado pela ingestão insuficiente de líquidos, aliado ao baixo consumo de fibras, consumo de alimentos com muito amido (batatas, castanhas, aveia, grão de bico, lentilha e alimentos processados), sedentarismo e uso de alguns medicamentos.

Fique atento, quanto a regularidade e frequência das evacuações, sabendo que varia de pessoa para pessoa, porém, o ideal é evacuar de 2 vezes por dia a 3 vezes por semana. Um intervalo mais prolongado do que o habitual, ou seja, superior a 3 dias, já caracteriza o intestino preso e deve ser tratado.

As fibras, são fundamentais na alimentação diária, pois auxiliam na formação do bolo fecal e, juntamente com a água ingerida e a atividade física, estimulam a atividade muscular intestinal.

Fique atento e evite alimentos que prendem o intestino. É o caso dos industrializados que, por serem processados, perdem alguns de seus nutrientes, como as fibras.

Segundo a OMS, o recomendado é a ingestão de 25 g de fibras alimentares ao dia para adultos. Vale lembrar que uma alimentação que contenha quantidades adequadas de cereais, tubérculos, raízes, frutas, hortaliças, leguminosas, já atinge a quantidade mínima de fibras.

Aliado as fibras, deve ser adicionado no cardápio alimentar, alimentos com poderes laxantes, tais como a ameixa e o mamão, e um aumento de consumo de água e abandonar o sedentarismo.

  • DICAS PARA SOLTAR O INTESTINO
  • É possível prevenir ou tratar o intestino preso em casa, porém, se as medidas mencionadas não surtirem efeito, é hora de procurar ajuda de um especialista. Confira abaixo as dicas para ficar livre deste problema:
  • Beba mais líquidos (água, sucos e frutas cítricas;
  • Mude sua dieta alimentar e adicione mais fibras, tais como farelo de trigo, biscoitos integrais, aveia, arroz integral, pão integral, frutas e vegetais frescos;
  • Adicione alimentos que ajudam a soltar o intestino e que devem ser consumidos diariamente, como o brócolis, couve-flor, mamão, abóbora, ameixa e kiwi;
  • Evite o consumo de alimentos ricos em carboidratos, como arroz, batata, macarrão e pão branco, além de farinhas, farofa, banana ou alimentos industrializados, pois são pobres em fibras e tendem a se acumular no intestino.
  • Abandone o sedentarismo e faça atividade física regularmente;
  • Certifique-se de usar o banheiro sempre que sentir necessidade. Não espere.

Compartilhe!