Revista Statto

BANHEIRA PARADA NÃO PODE TER MAU CHEIRO

30/04/2021 às 17h50

Tubulação rígida e curvada evita mau cheiro e o contato com água parada

Tamanho, estilo, design, jatos de pressão de água, processo de instalação. Normalmente, são essas as principais preocupações dos consumidores na hora de escolher uma banheira para a sua casa. Mas o que muita gente não sabe é que existe um fator importantíssimo que, se negligenciado, pode trazer um grande desconforto.

Muito além do design, uma banheira de hidromassagem é fabricada para proporcionar bem-estar e relaxamento. Mas é importante ficar atento a tubulação! Isso porque, a maioria das banheiras comercializada, acumulam restos de sabonete, material biológico e outras impurezas. Isso acontece em banheiras que não utilizam tubulação rígida”, explica o CEO da Riolax – empresa especialistas em banheiras, spas e ofurôs, Rodrigo Borges.

Ele reforça, por exemplo, que a água do banho, nesse tipo de banheira, pode ficar parada nos canos. “Muita gente não sabe, mas a água parada apodrece. Além disso, no caso de um Spa na área externa, onde outras pessoas – além da sua família – podem usar, isso pode não ser algo muito, digamos, higiênico”.

Rodrigo faz questão de ressaltar que é muito importante na hora da escolha saber um pouco mais sobre como é a fabricação da banheira perguntando se ela tem tubulação rígida, por exemplo. “No caso das banheiras da Riolax, a gente consegue fazer curvaturas com os canos de pvc especiais, sem correr o risco deles ficarem finos ou desgastar. Desta forma, a água não fica parada, já que a tubulação é autodrenante e impede a água de permanecer parada quando o produto é esvaziado, ou seja, permite o escoamento retido nas tubulações e na superfície da própria bomba. Com isso é evitado o mau cheiro e aquela famosa barriga que se forma nas mangueiras da maioria das marcas nacionais, devido ao tempo de uso, e a combinação constante de água quente e fria. Ademais, esta tubulação rígida e curvada ajuda a equilibrar a pressão dos jatos, tornando os balanceados, com a mesma pressão. Ou seja, não tem aquele desconforto de um jato ser muito forte e outro fraco. Isso cria um padrão de pressão”.

Para Rodrigo mais do que conforto e beleza, a melhor banheira é aquela que oferece segurança em todos os sentidos e isso inclui cuidado, higiene e bem-estar.

—————————————————–

Ana Horta

Mão Dupla Comunicação

Compartilhe!
SOBRE O AUTOR
Revista Statto

Por

POSTS RELACIONADOS
COMENTÁRIOS

0 Comentários

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios.

IMPORTANTE!
As informações recebidas e publicadas são de responsabilidade total de quem as enviou. Apenas publicamos as matérias e notas que as assessorias de imprensa nos passam. Qualquer problema, envie-nos e-mail relatando o ocorrido que transmitiremos aos devidos responsáveis.
desenvolvido porDue Propaganda