Revista Statto

SOMOS TODOS SERES ILUMINADOS!

11/12/2019 às 09h29

O que diferencia uma pessoa das outras, sem “sombra de dúvidas” é: Se ela é, ou não é, um SER ILUMINADO. O Ser iluminado nos transmite Paz, Tranquilidade e Equilíbrio nos sentimentos. Somos seres de LUZ!

Somos como lâmpadas: As pessoas generosas possuem uma luz única, que acende qualquer coração. Já as pessoas mesquinhas, ofuscam, são fracas e quem chega perto, cansa. Como é bom estar ao lado de um SER ILUMINADO. Como é bom estar em uma casa “bem Iluminada”. Uma casa bem iluminada, nem sempre quer dizer uma casa muito clara e com muitas lâmpadas…. É preciso ter a energia necessária em cada cômodo. Isso também é um fator que faz uma casa ter boas energias. Nossa casa é o reflexo do que SOMOS.

ILUMINANDO OS CÔMODOS DE SUA CASA!

Investir num projeto luminotécnico é fundamental para garantir um baixo consumo de energia, (sustentabilidade), e o conforto de nossa casa. Cada ambiente de sua casa precisa de um toque diferente de iluminação, de acordo com a sua função.

As lâmpadas são elementos que devem ser muito bem estudados, antes de entrar numa loja e comprar o que achar bonito… A luz adequada proporciona ambientes aconchegantes, destaca a decoração e até amplia os espaços. A coloração das paredes tem grande influência na intensidade de luz, colocada em sua casa. Ambientes de paredes escuras carecem de lâmpadas mais intensas, ao contrário de paredes pintadas com tons claros.

SALA DE ESTAR

A primeira dica diz respeito à cor da luz. Em uma sala de estar é importante ter uma luz amarelada para criar um ambiente aconchegante. Antigamente, as luzes incandescentes eram muito utilizadas, mas seu gasto energético é muito alto. Hoje, as melhores opções são as Lâmpadas de LED, como as amareladas de 2700 K.

A iluminação é capaz de mudar a sala de estar. Além disso, um projeto de iluminação bem feito pode contribuir na decoração do espaço. Para deixar sua sala de estar mais sofisticada, identifique bons lugares para colocar abajures, spots de luz próximos de móveis e luminárias de mesa. Caso queira criar um clima mais intimista, aposte nas luzes amarelas ou nos dimmers, que permitem que você regule a intensidade. Para destacar alguns elementos específicos, como quadros, fotografias e vasos, uma boa dica é utilizar lâmpadas focais. Já as fitas de LED podem ser usadas em aparadores ou outra mobília.

SALA DE JANTAR

Aqui o foco é a comida. Por isso, o ideal é que a iluminação esteja em cima da mesa. Tome cuidado com a distância entre o pendente e a mesa e certifique-se de que o tamanho da luminária corresponde ao do móvel. Mesas mais compridas, por exemplo, podem pedir mais luminárias para cobrir toda a sua área.

COZINHA E ÁREA DE SERVIÇO

A luz branca pode ser usada na cozinha, já que ela remete a ambientes de trabalho. Como é ali que se preparam os alimentos, é necessário ter mais luminosidade e a luz branca – fluorescente ou LED – acaba sendo a melhor opção, já que é a que mais se assemelha à luz do dia. A mesma regra vale para áreas de serviço.

DORMITÓRIOS

Os dormitórios para garantir um clima intimista, precisam de uma intensidade de luz menor. É aconselhável também investir em iluminação indireta, em que o foco de luz é direcionado para o teto ou parede, evitando o ofuscamento. Próximo a cama, recomenda-se o uso de abajures, ou arandelas ao lado da cabeceira, para fazer a sua leitura antes de dormir. Para seu closet utilize uma iluminação mais forte. Ajudará na escolha do seu look com mais rapidez, e você precisa enxergar se as peças estão bem passadas, limpas e próprias para o uso.

BANHEIROS

O banheiro, pode ser usado tanto para um momento relaxante quanto para fazer a maquiagem ou a barba. O ideal, nesse caso, é o uso de lâmpadas de LED, com foco frontal ao redor do espelho, pois são as que iluminam o rosto inteiro, sem criar sombras. Caso a intenção seja deixar o banheiro mais aconchegante, invista em luzes amarelas difusas.

VARANDA

Por se tratar de um ambiente externo, precisamos diferenciá-lo da sala. Este espaço está presente na maioria dos novos empreendimentos, pois sedia inúmeras confraternizações. Um estudo à parte, faremos da iluminação de áreas externas. É muito complexo o mundo da Iluminação. Por isso vamos fazer essa matéria em 2 momentos: Esse mês falaremos como atender a iluminação em cada cômodo e na próxima edição, vamos detalhar cada tipo de iluminação.

Prestem Atenção!

Os sentidos refletem as sensações, que muitas vezes não sabemos explicar.

Um tempero em demasia, dá enjoo;

Um aroma mal utilizado, dá mal-estar;

Uma música muito alta, dá dor de cabeça;

E um lugar muito sombrio, ou muito claro, dá desconforto.

Espero que sua LUZ sempre atinja os corações das pessoas que passam por você.

Boa Leitura e Saudações iluminadas, da Deia!

Compartilhe!
SOBRE O AUTOR
Andréa Deprá

Por

POSTS RELACIONADOS
COMENTÁRIOS

0 Comentários

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios.

IMPORTANTE!
As informações recebidas e publicadas são de responsabilidade total de quem as enviou. Apenas publicamos as matérias e notas que as assessorias de imprensa nos passam. Qualquer problema, envie-nos e-mail relatando o ocorrido que transmitiremos aos devidos responsáveis.
desenvolvido porDue Propaganda