Revista Statto

COISAS QUE NINGUÉM ENSINA…

20/04/2021 às 11h37

Um dia, me dei conta que não era igual a todo mundo – na verdade, somos todos diferentes – cada qual a sua maneira, não é mesmo?!

E, que não fazia o menor sentido eu seguir regras que foram estipuladas antes mesmo de eu nascer por pessoas que sequer imaginavam que um dia eu viria a existir.

Afinal, do que a Paula está falando?!

Estou falando de regras sociais. Aquelas que não nos agregam e ainda boicotam – do tipo: “quando a gente chegar à festa beije todas as pessoas”, ou aquela outra frase famosa, “comporte-se, se não Papai Noel (ou o coelho da páscoa) não virá” – quem nunca ouviu essas frases da sua mãe ou cuidadores?!   kkkkk

A partir dessas situações relacionais vamos crescendo com a ideia que devemos priorizar os outros em detrimento de nós mesmos.

Ou seja, pouco importa o seu querer, apenas priorize os outros!

E, assim, crescemos fazendo coisas que não queremos/desejamos para simplesmente agradar pessoas que, muitas vezes, sequer consideramos ou, até mesmo, não fazem a menor diferença na vida da gente.

Vamos crescendo com a ideia de que o outro é quem sabe. E vamos abrindo mão de nosso pode pessoal, do nosso valor, da nossa capacidade. Dessa forma, vamos perdendo os parâmetros de limite e de respeito por nós mesmos. Perdemos nossas necessidades de vista, nos perdemos de quem somos, nossa essência, da nossa verdade, do nosso verdadeiro eu.

Todavia, sempre tem uma saída: resgatar-se, recalcular a rota e partir em direção a pessoa que você realmente é e, faz sentido para você.

Liberte-se dessas amarara imaginárias.

Não existe certo ou errado, feio ou bonito, adequado ou inadequado… O que existe é o que faz sentido para você!

Há uma vida de verdade esperando por você. Assuma o controle, as rédeas da sua vida, comprometa-se com você mesmo(a), se faça feliz!

Imponha seus desejos! Diga “sim” para o que realmente é sim e “não” para o que é não. Você pode e merece ter clareza na sua vida e nos seus relacionamentos tanto pessoais quanto profissionais.

Sim, é possível ter leveza, tranquilidade e qualidade nos seus dias, na sua rotina. Voltar a sorrir, ter tempo pra vocês mesmo(a), para fazer o que gosta, com quem gosta!

Eu liguei meu GPS há 7 anos atrás e, de lá para cá, já auxiliei dezenas de pessoas a retomarem o as rédeas de suas vidas e viverem com a dignidade que merecem.

Sempre é possível recomeçar, ligue seu GPS e recalcule sua rota, você também merece ter uma vida gloriosa, preenchida de satisfação e realizações. Precisando de ajuda, estou aqui!

Compartilhe!
SOBRE O AUTOR

Por

POSTS RELACIONADOS
COMENTÁRIOS

0 Comentários

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios.

IMPORTANTE!
As informações recebidas e publicadas são de responsabilidade total de quem as enviou. Apenas publicamos as matérias e notas que as assessorias de imprensa nos passam. Qualquer problema, envie-nos e-mail relatando o ocorrido que transmitiremos aos devidos responsáveis.
desenvolvido porDue Propaganda