Revista Statto

O PODER DA INFLUÊNCIA

16/03/2020 às 11h19

Se quer tirar mel, não espante a colméia” (Dale Carnegie)

Você certamente conhece ou já conheceu alguém que tem como característica marcante uma capacidade de influenciar pessoas, fazer amigos e conseguir o que quer. Também, conhece ou conheceu alguém que por mais que insista, tente ou fale, não consegue obter o objetivo desejado, seja no campo pessoal ou profissional. O que será que diferencia essas pessoas?

Em 1937, foi publicada a primeira edição do livro “Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas”, escrito por Dale Carnegie. Considerado um dos maiores best-sellers do mundo em vendas, o principal assunto nele abordado é o poder de influência que as pessoas podem ter, através de exemplos de diversas personalidades do mundo. De acordo como o autor, o livro surgiu através de cursos educativos para negociantes e profissionais de ambos os sexos, em Nova York. Porém, com o passar do tempo, ele percebeu que, além da necessidade que as pessoas tinham em melhorarem sua expressão, elas apresentavam outra carência que era a habilidade no lidar com os outros, tanto nos contatos comerciais como nos sociais.

O poder de influência não depende do nível hierárquico ocupado na empresa, nem de se ter visibilidade. Segundo Oscar Motomura, fundador da consultoria AMANA-KEY, “a influência deve ser o fim, não a ação intermediária. Ela só se concretiza à medida que alguma coisa acontece, como uma mudança. Diz ainda que “quem tenta convencer alguém exerce influência de fora para dentro. A influência mais legítima ocorre de dentro para fora, porque a pessoa está convicta de que este é o melhor caminho para ela”.

Alguns profissionais só obtêm sucesso porque exercem e possuem essa habilidade, conquistando nas empresas onde trabalham uma posição privilegiada, pois de acordo com Fátima Zorzato, presidente da Russel Reynolds, consultoria de recrutamento de executivos de primeiro escalão “quem é influente para o negócio é quem tem poder nas empresas hoje e não o contrário. ” Salienta ainda que a influência pode ser exercida em qualquer idade, pois o que conta é o grau de conhecimento que a pessoa tem em relação a um assunto e seu nível de relacionamento. Além disso, quem é influente traz para perto de si todas as pessoas, sabe identificar oportunidades, crises, encontra soluções rapidamente e, acima de tudo, sabe ouvir as pessoas, elogiando-as ao invés de criticá-las.

É importante lembrar que se nós procurarmos impressionar apenas por interesse, jamais conseguiremos amigos verdadeiros e leais. De acordo com Dale Carnegie, “você pode fazer mais amigos em dois meses, interessando-se pelas pessoas, do que em dois anos, tentando conseguir o interesse dos outros sobre você”. Todos gostam de ser admirados e, portanto, para se fazer amigos, certas atitudes não podem ser negligenciadas, como por exemplo, tratá-las com entusiasmo e respeito, interessando-se verdadeiramente por elas.

O poder de influência também passa pela impressão que podemos causar no primeiro contato com alguém, seja por motivos profissionais ou sociais. O impacto de um sorriso nesse momento pode exercer um poder mágico, trazendo resultados positivos ou negativos. De nada adianta sorrir se não houver sinceridade nesse momento, pois essa atitude não engana ninguém. Um exemplo disso é o profissional que trabalha na área de vendas, que para conseguir vender seu produto ou serviço, passa o tempo todo sorrindo de forma mecânica para o cliente, simplesmente porque ouviu em algum curso, que a primeira coisa que o cliente deve ver é o sorriso do vendedor. Isso não é fórmula mágica para conquistar ninguém, pois o verdadeiro sorriso vem de dentro. As pessoas devem sorrir porque estão felizes com seu trabalho, com sua vida e não simplesmente porque precisam vender algo ou conseguir alguma coisa. Ele deve servir para demonstrar prazer ao encontrar com as pessoas, principalmente quando elas sentem o mesmo. O verdadeiro sorriso não depende de graduação ou nível social, e sim, da autoestima e bem-estar da pessoa. O grande segredo do de conquistar e influenciar as pessoas, não é querer ser importante, mas sim, fazer a outra pessoa sentir-se importante. Conquiste amigos, seja sincero e exerça seu poder de influência!

Compartilhe!