Revista Statto

SETE SEGREDOS PARA DESTRUIR UMA RELAÇÃO!

09/03/2020 às 20h10

Se queres ter uma relação fantástica, preste atenção aos sete segredos, para destruir de forma rápida e eficaz, uma relação e faça exatamente o contrário. Boa Sorte!

1- Perder o contato emocional!

Muitas pessoas acham que desde que haja contato físico, tudo está bem, mas isso não é verdade.

A parte mais importante de uma relação é o contato emocional, olhos nos olhos, sentir a atenção do outro, um sorriso inesperado, um piscar de olhos, um cumprimento amigável, um convite para fazer algo junto.

O contato emocional é o salvador da relação.

2- Querer sempre ter razão!

Aqueles que discutem para ter razão afastam não só a razão, mas especialmente o parceiro. Ninguém gosta de conviver com alguém egoísta, inflexível e arrogante, que nunca aceita um argumento ou uma ideia e, que mesmo que saiba que a sua visão é pequena, usa tudo ao seu alcance para magoar o outro, afim de ficar com a razão. Quando o outro desiste da discussão ele diz: Não dizes nada? Claro, sabes que eu tenho razão! Estas pessoas acham que ganharam um prêmio, mas aquilo que realmente ganharam foi a oportunidade de destruir a sua relação. Aprenda que o silêncio às vezes é o melhor conselheiro.

3 – Não dizer o que sentimos!

Deixar que o nosso parceiro adivinhe aquilo que sentimos pode ser perigoso. Homens e mulheres são muito diferentes e interpretam os sinais de forma diversa.

Muitas mulheres queixam-se que o seu marido ou namorado, nunca fazem o que elas querem, no entanto elas não dizem o que desejam, apenas lhe enviam sinais, mas os homens muitas vezes não conseguem interpretá-los, pois os homens, quando querem algo, dizem logo e não usam sinais.

Quando o homem pergunta: Onde você quer ir? Ela responde: Onde tu quiseres! No entanto na maioria das vezes não é isto que a mulher quer dizer.

Quando o homem escolhe o lugar onde ir passear, ela fica zangada, porque ele foi para Lisboa e ela queria ir para o Porto. Se queres destruir a sua relação, nunca diga o que sentes!

4- Descuidar a Relação!

Encontro muitos casais, que acham que como já são casados há vários anos, já não precisam preocupar-se, eu costumo comparar isto a quem já está efetivo numa empresa, todos sabemos que podemos ser despedidos por justa causa. Isto também pode acontecer no casamento, conviver com uma pessoa descuidada, que não respeita o seu cônjuge, infiel, desonesto ou irresponsável pode representar uma justa causa para o divórcio.

5- Insistir nos erros do passado!

Quando alguém se compromete a perdoar os erros do seu parceiro, não pode, nem deve falar constantemente nesses erros. Se não consegue esquecer é melhor que não continuem juntos.

Falar constantemente daquilo que a pessoa fez, mesmo que ela tenha pedido desculpa e, mostrado o devido arrependimento, é uma verdadeira falta de respeito e, a receita perfeita para destruir a relação.

Na minha humilde opinião, esta forma de comportar-se poderá ser considerada uma tortura e com o tempo violência emocional. Os erros do passado, não devem ser falados no presente, a não ser que queira destruir a sua relação.

6- Não prestar atenção às necessidades do outro!

Algumas pessoas casam, mas não querem cumprir com as obrigações do casamento, se alguém não se quer comprometer o melhor é permanecer solteiro. Existem direitos e deveres e quem não os cumprir provavelmente terá uma relação muito curta. Entre estes deveres e direitos, estão alguns relacionados com trabalho, saber gerir o dinheiro, sexo, carinho, atenção e ainda partilhar tarefas e prazer.

Por último um dos mais importantes!

7- Fazer tudo para mudar a outra pessoa!

Durante o namoro, as pessoas aceitam tudo, porque na sua mente, acham que vai ser fácil mudar no outro, aquilo que não gostam nele.

Posso lhes garantir que esta é a melhor forma de destruir a sua relação. Ninguém gosta de receber críticas, por aquilo que é de forma natural.

Muitos não dizem nada e, aparentemente vão mudando, só para agradar o outro, mas isto tem consequências negativas para ambos. Aquele que não é respeitado, vai ter uma vida dupla ou, então, não vai ser feliz e, o mais provável é que um dia se canse de viver frustrado, e abandone quem não o aceitou como era e o quis mudar.

Por outro lado, isto pode ser também o “passaporte” para a infidelidade. Estudos mostram que muitos são enfieis, porque procuram alguém que os aceite exatamente como eles são.

Se alguém é tão egoísta, que mesmo sabendo isto, continua a tentar mudar o outro, apenas para se sentir bem com ela própria, não merece ter uma relação.

Espero que entenda que, manter a sua relação saudável, também depende de si, para mais informação deste tema consulte o meu livro: A Arte de Ser Feliz.

Compartilhe!