Revista Statto

TOLERÂNCIA X RESPEITO

26/06/2021 às 15h47

Tenho a impressão que nos novos tempos existe uma propensão de se confundir tolerância com respeito.

Tolerância é um termo que vem do latim “tolerare”, que significa suportar, aceitar algo que não se quer, ou que não se pode impedir, ou seja, não gosto, não quero, mas tolero.

Gostar ou não é um direito de todos. Não somos forçados a gostar de nada, apenas pela simples obrigação. Tem muitas coisas que eu não tolero: injustiça, arrogância, desamor, desonestidade, e por aí vai. Essas são as coisas (dentre muitas outras) que eu não gosto e não quero na minha vida, mas isso não quer dizer que outras pessoas não gostem, pelo contrário, muitas inclusive participam disso tudo. Não cabe a mim julgá-las (apesar de saber o quão difícil é passar pela vida sem fazer julgamentos, acho que é quase impossível), mas não preciso segui-las, não preciso dar minha mão e sair perambulando pela rua.

Eu já ouvi muito diálogo que começa assim: “Fulano é assim, eu não aceito, mas eu respeito”, e segue um monte de justificativas religiosas, ideológicas e afins sobre o porquê de não aceitar; é quase uma tese. Penso que quem muito justifica, tem sua culpa registrada no cartório da consciência. Essa é a tal tolerância social, muito frágil e inconsistente, mas ainda assim importante para o convívio social.

Já o respeito, originado também do latim, “respectus”, que significa na sua essência “olhar outra vez”, ter um olhar mais cuidadoso sobre uma situação, comportamento ou ação. É ter a consciência de que talvez aquilo não sirva para você (aquela resolução, modo de vida, ideia), mas que mesmo assim você tem a capacidade de entender, compreender e transcender. Não te diz respeito, não muda a sua vida, não te favorece, mas você entende e convive muito bem com isso. O respeito não deve ser confundido com temor. Quem teme algo, não respeita, apenas tem medo.

O tolerante se sente um nível acima dos outros, se acha generoso, indulgente, clemente, digno de aplausos, porque ele “consegue” suportar. É como uma casa feita de papelão, que na primeira chuva desmancha-se ao chão.

Quem respeita tem uma visão muito mais profunda do mundo, das inúmeras possibilidades, opiniões, fatos, ideias, sentimentos e comportamentos que compõe o ser humano.

O respeito não é conivente com a tolerância. A tolerância é apenas uma fachada para a intransigência disfarçada de indulgência.

Compartilhe!
SOBRE O AUTOR

Por

POSTS RELACIONADOS
COMENTÁRIOS

0 Comentários

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios.

IMPORTANTE!
As informações recebidas e publicadas são de responsabilidade total de quem as enviou. Apenas publicamos as matérias e notas que as assessorias de imprensa nos passam. Qualquer problema, envie-nos e-mail relatando o ocorrido que transmitiremos aos devidos responsáveis.
desenvolvido porDue Propaganda