Revista Statto

ENTREVISTA JOMARA COSTA DE SOUZA

06/08/2019 às 10h47

Nessa edição apresentamos a empresária Jomara Costa de Souza, que juntamente com seu marido, estão à frente do empreendimento Acqua Lokos Parque Hotel, complexo turístico que existe há mais de 22 anos e está localizado em Capão da Canoa/RS.

A empresária, caponense, nos recebeu para uma ótima conversa no magnifico hotel fazenda, numa tarde maravilhosa, rodeado de muita natureza, beleza e glamour.

Ela nos conta que é casada com o empresário Fabiano da Silva Brogni. Formada em Pedagogia, com especialização em Psicopedagogia (Ulbra), MBA em vendas (Unisinos) e designer de interior (Criare), nossa entrevistada é uma gestora com múltiplas formações, agregando a condição de Diretora do empreendimento.

Estar à frente desse belo empreendimento é um desafio maior ainda, considerando a necessidade de se reinventar a cada dia, nos conta que por oito anos exerceu a profissão de professora, trabalhando com as séries iniciais, na Escola Iracema Vizzotto e Luiz Cláudio Magnate. Ama sua profissão de origem, pois participar da formação, educação, e aprendizagem desses pequenos é algo simplesmente maravilhoso, pois ao pensar que está fazendo parte da vida de futuros personagens que poderão estar no comando do país, ou de empresas, nas mais diversas áreas, lhe enche o coração de satisfação.

Mesmo não estando mais em sala de aula, ela com orgulho se sente professora, porque consegue transportar aos colaboradores da empresa tudo o que aprendeu, proporcionando capacitação e aprendizagem profissional, fazendo com que cada um tenha um olhar de amor e carinho no ambiente de trabalho.

Este ambiente misto de ensinamentos e aprendizagem resulta para que tudo esteja sempre perfeito, que o colaborador se sinta integrante desse mundo Acqua Lokos, ressaltando nossa entrevistada o resultado de um sentimento fantástico, de muito orgulho e prazer de trabalhar.

Aliado ao fato de proporcionar lazer ao turista, desde 1997 a empresa sempre teve o desejo de proporcionar emprego, renda e desenvolvimento para a população da cidade, buscando ser referência, inovação em produtos e serviços, formando novos profissionais, realizando sonhos, levando cada vez mais o nome da cidade para os quatro cantos do País e do exterior.

A cada novo ciclo que se inicia ela vê o Acqua Lokos se consolidar mais e mais e ser referência no País, seja através do parque com suas atrações aquáticas, seja na fazenda que remete a natureza, assim como ao hotel que proporciona lazer, acomodações personalíssimas ao cliente, aliada a uma ótima gastronomia, tipicamente do interior, no inverno ou no verão.

Tudo isso que está acontecendo na empresa, o crescimento, as novas ideias, o sangue novo, está fortemente alicerçado na inovação, aliado a nova gestão, quer seja de projetos e novas tecnologias, a gestão de pessoas, formação e capacitação de novos colaboradores.

No Brasil ser empreendedor é muito difícil, mais difícil ainda é ser mulher e estar à frente dessa grande empresa no litoral norte. Neste contexto, ela nos fala que sua base para o sucesso na gestão dos negócios se baseia em quatro pilares femininos: o primeiro, a avó Marieta Ferreira Lessa que era merendeira escolar e que com o carinho natural que toda avó tem, despertou o prazer de fazer o que se gosta, de forma bem-feita, relembrando a lição da sua avó que sempre dizia: “não importa o que se faça, desde que realize com carinho e excelência. ”

O segundo pilar: sua mãe, Maria Goreti Lessa de Souza, mulher forte, determinada, que trabalhou em casa, sempre realizou todas as atividades de forma única, com um olhar de carinho, não importando as condições financeiras, que eram limitadas, mas o que não lhe impedia de manter a casa bem cuidada, que mesmo morando em uma chácara, era um lar de muito amor e carinho.

Mas seu olhar empreendedor nasceu de sua tia Ivoni Lessa, seu terceiro pilar, gerente da antiga loja JH Santos, localizada em Capão. Ao olhar o exemplo dela, viu a mulher gestora, empreendedora, de visão profissional, não somente a mulher do lar, mas viu que a mulher pode ter papel de destaque, seja no lar, seja na sociedade, seja a frente de uma empresa.

E para completar seus quatros pilares, ela destaca sua “dinda” Solange Boff, uma das primeiras corretoras de imóveis do litoral norte, que se destacou num ambiente predominantemente masculino, conhecedora ímpar na área de imóveis.

Estas quatro mulheres foram a base do seu estilo arrojado e empreendedor, e são parte importante de seus valores pessoais e profissionais.

Destaca ainda que apesar do tempo, das conquistas femininas e dos avanços da legislação, o homem ainda é a referência na busca de soluções de demandas, mas espera que com o tempo e através dos exemplos essa mentalidade possa mudar.

Nossa entrevistada Jô, como gosta de ser chamada, destaca a renovação na forma de gerir e conduzir um empreendimento, o que faz com olhar feminino, mas firme, de saber onde quer chegar, destacando que uma gestão de sucesso não é feita simplesmente em exigir, mas sim em treinar, educar, desenvolver, compartilhar, sendo esse o seu maior legado.

O maior desafio, para uma empreendedora em nosso País, além de ter que se reinventar a cada dia, é estar atenta na conjuntura atual e que apesar das dificuldades, ainda acredita no Brasil, considerando que visualiza “dias melhores”. Que a nova geração conseguiu entender que o “jeitinho brasileiro” precisa acabar e que deve lutar por um País que ande nos trilhos de forma correta, que ser cidadão é ter direitos, mas também deveres.

Para finalizar nossa entrevistada deixa a seguinte mensagem:

“As mulheres devem ter coragem, seguindo seus sentimentos, ouvindo mais seu coração e acreditando sempre no seu potencial, em sua capacidade de desenvolver múltiplas tarefas, sem nunca perder seu jeito feminino e com todo glamour característico das mulheres. ”

Compartilhe!