Revista Statto

MISS BRASIL DEISE NUNES FERST

16/12/2019 às 11h31

Conversamos na capital dos gaúchos com a nossa Miss Deise Nunes Ferst, nascida em 30 de março de 1968, natural de Porto Alegre, rainha da beleza, apresentadora de TV e empresária, atuando na área de moda, ministrando cursos de modelo e manequim. Deise foi a quarta representante do Rio Grande do Sul a ser coroada Miss Brasil e a primeira negra a vencer o concurso que tão tradicional e glamoroso, representando toda a brasilidade deste povo. Hoje passados 33 anos desse momento tão importante que marcou e mudou sua vida, tornou-se mãe do Pedro Nunes Ferst e Júlia Nunes Ferst. Hoje avó de Lívia Costa Ferst, casada com o empresário Lair Ferst, nos conta um pouco de sua vida, seus momentos e acima de tudo sua experiência de vida, que com sua eleição, abriu portas e mostrou que sim, é possível mulheres negras serem eleitas representantes máximas da beleza em nosso país.

Revista Statto – 33 anos depois de você ter sido Miss Brasil, as pessoas ainda te reconhecem como Miss Brasil. Qual a sensação?

Deise Nunes Ferst – A sensação é de dever cumprido. Este reconhecimento mostra que fiz um bom trabalho enquanto Miss Brasil. Plantei as sementes e colho os frutos até hoje.

Revista Statto – Quando da tua preparação para o concurso, pensastes em desistir, sofrestes alguma pressão?

Deise Nunes Ferst – Nunca pensei em desistir, até porque sabia que não seria tarefa fácil.

Revista Statto – Quem te incentivou em participar do concurso e foi teu mentor ou quem acreditou em teu potencial?

Deise Nunes Ferst – Como digo sempre, a “culpada” de eu me tornar Miss Brasil é minha mãe Ana Maria Nunes. Ela sempre acreditou no meu potencial e esteve ao meu lado em todos os momentos.

Revista Statto – Qual foi o momento mais marcante do concurso Miss Brasil?

Deise Nunes Ferst – Ter participado do concurso foi muito marcante. Todos os dias, todos os compromissos, as candidatas, a coordenação tem um lugar especial no meu coração, mas sem dúvida nenhuma, o momento mais marcante foi quando o Silvio Santos anuncia a minha vitória.

Revista Statto – Após ser eleita a primeira Miss Brasil negra, o que você diria para as mulheres negras quanto a participação delas no mundo da moda, em especial nos concursos de beleza?

Deise Nunes Ferst – Digo que não se escondam. Que se inscrevam nos concursos. Que acreditem no seu potencial e para quem quer ser modelo que se prepare para ingressar na carreira pois muitos acham que é uma profissão fácil, mas sabemos que é preciso foco, disciplina e muita persistência.

Revista Statto – Nos fale sobre esse tema tão delicado e a cada dia mais presente na vida do ser humano – A discriminação, seja pela raça, pela cor, pelo credo ou mesmo pela opção sexual?

Deise Nunes Ferst – Infelizmente, em pleno século XXI, ainda temos que abordar este tipo de assunto. Sofri duas vezes discriminação racial e confesso que não é nada bom ser discriminada. Falaremos neste assunto até que as pessoas se conscientizem que é necessário ter respeito pelas pessoas.

Revista Statto – Todo mundo fala sobre o estereótipo da Miss, você acha que esse conceito ainda é usado? Ou a mentalidade dos jurados/organizadores está mudando e se adaptando a novos tempos?

Deise Nunes Ferst – As coisas mudaram bastante e os concursos também mudaram. Antigamente a candidata à Miss tinha mais curvas, hoje em dia elas estão com os corpos de modelos. Concordo que o concurso se modernize, mas não pode perder sua essência.

Revista Statto – Quais são os seus cuidados com o corpo? Você pratica alguma atividade física?

Deise Nunes Ferst – Cuido da mente e do corpo pois me sinto muito bem. Cuido da alimentação e faço exercícios físicos todos os dias, além de alguns tratamentos estéticos.

Revista Statto – Como você cuida do cabelo e do rosto?

Deise Nunes Ferst –  Confesso que não cuido muito dos cabelos mas sei da importância de se fazer hidratação, por exemplo. Comecei a cuidar do meu rosto quando tinha 22 anos. Limpo, faço esfoliação, uso filtro solar e cremes específicos para o dia e noite.

Revista Statto – Como é tua vida de empresária? Escola de modelos, novos projetos?

Deise Nunes Ferst – É uma vida corrida pois faço questão de atender as pessoas que procuram minha escola. Gosto de conversar e entender o que buscam na escola.

Revista Statto – Lair Ferst – Como teu marido administra essa vida de ser casado com uma Miss Brasil? E a relação de teus filhos com esse mundo.

Deise Nunes Ferst – No início para o Lair e para os meus filhos foi um pouco complicado, mas aos poucos foram entendendo que tinham que dividir a mulher e a mãe com as pessoas.

Revista Statto – Uma mensagem para as mulheres?

Deise Nunes Ferst – Confiem e acreditem e vocês. Nós somos fortes, guerreiras. Não é à toa que temos a possibilidade de gerar vidas.

Revista Statto – Para finalizar, quais são seus planos para 2020?

Deise Nunes Ferst – Seguir com meus projetos e fazer mais pelo ser humano.

Confiram um pouco do extenso currículo dessa bela gaúcha que será sempre nossa eterna Miss Brasil, que continua nos encantando com sua beleza, mas acima de tudo, com seu carisma, simpatia e humildade, que motiva e eleva a autoestima de que com ela convive ou de quem conversa por poucos minutos.

Participou de vários concursos, foi Miss Simpatia do colégio Prof. Ivo Corseuil em 1977. Em 1982 fui Miss Mulata Arroio Grande e Vice Miss Mulata RS. Em 1983 fui 1ª princesa do colégio Santa Inês e Miss Umespa (União Metropolitana dos Estudantes Secundários de Porto Alegre. Em 1984 Rainha das Piscinas do Internacional e Rainha das Piscinas do RS. Em 1986 Miss Canela, Miss RS, Miss Brasil, 3ª colocada no Miss Sudamerica e 6º lugar no Miss Universo.

RAPIDINHAS

Música:  Velha Infância

Perfume: First Van Cleef

Comida: Massas em geral

Livro:  A Segunda Dama

Defeito: Ansiosa

Virtude: Amiga dos meus amigos

Momento inesquecível: Tenho alguns momentos como meu casamento, nascimento dos meus filhos e o nascimento da minha neta.

Viagem inesquecível: Paris

Uma miss inesquecível: Ieda Maria Vargas

Compartilhe!