Revista Statto

A HORA DE ESCOLHER UMA PROFISSÃO

05/04/2019 às 15h34

Diante de um leque de várias profissões, que por sinal só aumenta mais e mais, a angústia dos jovens só aumenta, pois, esse momento é decisivo em sua vida. Para piorar a situação, muitos pais pressionam os filhos desde cedo, os obrigando a escolher um caminho, que na maioria das vezes, só irá causar frustrações e incertezas.

O teste vocacional, é a melhor pedida, pois a maioria desses testes trabalham com o levantamento de interesses, informações sobre as carreiras e o autoconhecimento. Por mais que um jovem goste de uma carreira, em alguns casos ele não tem habilidade ou vocação compatível para exercer essa profissão, conclusão que é feita avaliando-se os aspectos da personalidade do futuro profissional.

O teste vocacional é uma ferramenta bastante utilizada pelos Jovens para escolher a profissão, mas não é a única e mais fiel para atender as suas demandas, Além do teste é necessário que os jovens possam passar por algum tipo de experiência para poder escolher e se aproximar da profissão que mais tem a ver com as suas vontades, para isso o ideal é participar de palestras, realizar estágios, ou conversar com quem já exerce a profissão escolhida.

Muitas vezes, com a ajuda do teste vocacional, o futuro profissional pode ser surpreendido e vir a escolher uma determinada área até então desconhecida. Uma dica é nunca escolher a profissão da moda e/ou optar por aquelas que lhes garantam estabilidade financeira, saiba que em muitos casos que isso foi levado em conta, num futuro não muito distante veio a gerar um profissional triste e incapaz, descontente com a escolha feita.

Em todas as fases da vida, o apoio dos pais é de extrema importância. Eles, sem dúvida, são as principais pessoas responsáveis por orientar os filhos nesta decisão, acompanhá-los neste processo, estar junto e ouvi-los sem critica-los, pois, quem deve decidir e, arcar com a escolha, é o futuro profissional.

Sabe-se que muitos pais sonham que seus filhos sigam a mesma profissão por eles escolhida. Essa é uma maneira que encontram para se sentirem realizados e até mesmo reconhecidos. O problema maior acontece quando essa vontade passa a ser uma obrigação e, o pior, vira pressão para que o jovem trilhe um determinado caminho.

Muitas vezes esse sonho é tão natural, que os próprios pais não percebem que estão impondo seu desejo que o filho trilhe e siga o mesmo caminho de sua profissão. Os pais devem aprender a escutar o filho, a respeitar suas escolhas e entender que ele só será bem-sucedido na profissão que realmente gostar.

Deve-se sempre levar em conta que se o Jovem escolher uma profissão diferente da dos pais vai lhe trazer felicidade, os pais precisam apoiar essa escolha e motiva-los para que eles possam construir uma carreira estruturada.

Seguindo alguns passos, você pode decidir mais rápido o seu futuro profissional:

Faça uma lista das profissões que mais lhes agradem, e reúna o máximo de informações sobre esses cursos e compare-os com suas habilidades;

Vá a campo, consulte guias de estudantes, pesquise na internet e principalmente converse com profissionais que já trabalhem nas áreas que você tem interesse;

Ao optar por uma carreira, procure saber qual é o leque de possibilidades que cada carreira oferece, tais como por ex; direito: (Você poderá ser advogado, delegado, escrivão, juiz, promotor, etc;

Procure conhecer a instituição que você irá prestar vestibular, tanto quanto o curso o local é de suma importância, pois é através dela que você terá todo o conteúdo que irá ser fundamental no desenvolver da profissão futura;

A máxima é verdadeira, nada é para sempre. Se durante a realização do curso você mudar de opinião sabre a carreira, sempre é possível recomeçar outra, pois mais vale perder alguns anos e se formar naquela profissão que realmente lhe satisfaz, do que se formar e ser um profissional totalmente frustrado;

Lembrando que o importante é que uma hora ou outra você vai escolher a profissão certa e vai dar tudo certo no final.

Compartilhe!