Revista Statto

BANCOS AMPLIAM OFERTA DE CONTRATAÇÕES PARA BANCÁRIOS COM CERTIFICAÇÕES FINANCEIRAS

28/02/2020 às 15h08

Certificações como CPA-20 são vistas pelo mercado como selo de distinção, abrindo portas para promoções e atuação em cargos mais estratégicos

Os brasileiros estão cada vez mais acostumados a ter o controle da conta corrente na palma da mão. Tudo que precisam é de conexão com a internet e suporte dos aplicativos. A mudança de comportamento impactou a operação dos bancos, que gradualmente estão abrindo mão de funções técnicas para apostar em profissionais que assumam cargos mais estratégicos para o correntista e também para a instituição.

Neste contexto, as certificações financeiras estão em alta e são cobiçadas por quem deseja alçar voos mais altos na carreira bancária. Bancos como Santander e Bradesco, por exemplo, buscam profissionais mais qualificados para oferecer um atendimento de ponta, sobretudo nos cargos de gerência e da área de investimentos.

Segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), em 2018, o país tinha 450 mil bancários em atividade. Destes, o número de profissionais com certificações financeiras é extremamente baixo. A Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima) estima que em fevereiro de 2020, 151.006 pessoas tinham a certificação CPA-20, necessária para gerentes que atendem clientes de alta renda, e pouco mais de 8 mil detinham o CEA, destinado aos especialistas de investimentos.

“Poucos bancários têm certificações financeiras, ainda tem muito espaço para profissionais qualificados. Cruzando os dados do Dieese com as informações da Anbima, constatei que 66,5% dos bancários não têm a certificação CPA-20, hoje considerada pré-requisito em muitas instituições”, alerta o economista Fabio Louzada, CEO da startup Eu Me Banco e referência no setor como profissional que tem o maior número de certificações financeiras do Brasil.

Corrida pela certificação aquece o mercado

Uma coisa é certa, o mercado está aquecido para quem enxergou o gap das certificações no Brasil e investe em cursos para se preparar para as provas que avaliam o conhecimento e competência técnica dos profissionais.

A startup Eu Me Banco, especializada na formação de profissionais para o mercado financeiro, enxergou a oportunidade e em menos de um ano de operação ajudou mais de mil alunos a obterem certificados como CPA-10, CPA-20, CEA, CFP, entre outros que aos olhos do mercado, são um selo de qualidade e grande diferencial para contratações e promoções.

“Alguns bancos estabeleceram prazos para que seus colaboradores fizessem as provas para obter o certificado adequado para sua função. A demanda pelo CPA-20 aumentou a tal ponto que criamos um planejamento específico para o aluno passar na prova em até 15 dias”, explica Louzada.

No dia 03 de março, o economista fará uma live no YouTube para abordar conteúdos relacionados ao CPA-20 e compartilhar um cronograma de estudos com os participantes.

Além disso, a Eu Me Banco está com matrículas abertas para o curso preparatório para a certificação CPA-20 com desconto de 30% (10 parcelas de R$ 39,70), que oferece conteúdo específico para a prova, simulado, tutoria para esclarecer dúvidas e curso para uso da calculadora HP12C – imprescindível para o dia a dia no banco.

“Meu objetivo é acompanhar os alunos até que obtenham o CPA-20. O acesso ao curso é liberado pelo período de seis meses, mas caso a aprovação não aconteça nesse período, faremos a renovação da matrícula sem custos por novos seis meses ou mais, o tempo que for necessário até a emissão da certificação”, conclui Fabio Louzada.

As vagas são limitadas e as matrículas ficarão abertas entre os dias 03 e 07 de março.

No site da Eu Me Banco e no Instagram @fabioalouzada estão disponíveis mais informações sobre carreira no mercado financeiro, investimentos e certificações.

Compartilhe!