Revista Statto

O MEU PET É EXÓTICO!

22/07/2019 às 11h19
Tags: ,

Eles não balançam o rabo e não pedem para ir passear, mas, nem por isso deixam de ser interessantes. Os animais exóticos vêm conquistando cada vez mais espaço entre os lares brasileiros. São jiboias, ferrets, calopsitas, coelhos, porquinhos da índia, hamsters. Se você já tem um ou morre de vontade ter, saiba que todos, sem exceção, precisam de mais cuidados que os tradicionais cães e gatos, e tenha em mãos o telefone de um veterinário que atenda animais exóticos.

COBRAS

Muito importante saber, que ter um animal como esse em casa exige muito cuidado, pois a partir do momento em que se tem o animal, dependendo de você para tudo, se ele não tiver as condições necessárias para viver, acabara adoecendo e morrendo.

As serpentes se alimentam de roedores, principalmente camundongos. As grandes espécies necessitam de alimentos maiores e terrários adequados, com cuidados especiais para a iluminação, aquecimento, umidade, tocas e substrato.

AVES

Ter uma ave em casa é uma excelente opção. Os cuidados relativamente pequenos que exige, além do seu canto, fazem desses animais a alternativa favorita de muitos como bicho de estimação.

Elas encantam pela enorme variedade de cores e cantos, sempre alegrando o ambiente. Mas, você sabia que as aves devem ficar no escuro após às 18 horas? Elas precisam dormir e, se a luz ficar acesa, elas não conseguem adormecer e adoecem. Podem perder penas e acabam morrendo de estresse.

FERREIS

Também conhecidos como furões, esses animais são charmosos, divertidos e cativantes, os ferrets são geralmente fáceis de lidar, mansos, não fazem muito barulho e podem ficar sozinhos sem precisar de atenção extrema dos cuidadores.

Cuidado com pequenas frestas, ralos e até mesmo privadas destampadas. Quando se tem um furão em casa, todos esses lugares se tornam bastante perigosos, eles devem ficar em gaiolas especiais ou em quartos adaptados para as necessidades deles.

PEIXES

Ao contrário dos mamíferos e das aves, os peixes não são exatamente famosos por sua expressividade. Para pessoas atarefadas e que passam pouco tempo em casa, esses animais são uma ótima opção.

Se você tem um peixinho, fique atento; se ele parar de comer, tiver manchas e pontos pelo corpo, estiver opaco, perdendo escamas, machucado, com nadadeiras roídas, com os olhos opacos ou “inchados”, é sinal que alguma coisa está errada, o correto é procurar auxílio técnico.

MINIPORCO
Este animal virou mania no País há alguns anos. É dócil, mede até 40 cm e se adapta bem ao convívio doméstico. Necessita de cuidados como alimentação adequada com ração e passeios constantes – principalmente os que vivem em espaços menores.

REGULAMENTAÇÃO.

Diferente de cães e gatos que podem ser adquiridos com facilidade, os animais exóticos precisam de autorização do IBAMA para ir para sua casa. O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis controla o comércio, a reprodução e o registro desses animais para evitar o tráfico e os maus-tratos. Portanto, pesquise muito sobre a espécie em questão, procure criadores autorizados e tenha toda a documentação correta. Retirar animais de seu habitat ou comprar de forma irregular é crime.

Compartilhe!
SOBRE O AUTOR

Por

POSTS RELACIONADOS
COMENTÁRIOS

0 Comentários

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios.

IMPORTANTE!
As informações recebidas e publicadas são de responsabilidade total de quem as enviou. Apenas publicamos as matérias e notas que as assessorias de imprensa nos passam. Qualquer problema, envie-nos e-mail relatando o ocorrido que transmitiremos aos devidos responsáveis.
desenvolvido porDue Propaganda