Revista Statto

MANUTENÇÃO PREVENTIVA DE MOTOS

11/10/2020 às 16h45

Como tudo na vida, é de suma importância nos prevenirmos de coisas, fatos e tudo que possa nos trazer problemas futuros e com sua motocicleta não pode ser diferente, além disso é prudente adotar uma postura defensiva no trânsito, prevendo eventuais situações de risco, que poderão minimizar e assim contribuir para sua própria segurança.

Na correria do dia a dia, vamos deixando de lado os cuidados necessários e, como qualquer outra máquina, sua moto precisa de cuidados para que possa funcionar perfeitamente e para que você não fique na mão de uma hora para outra.

Sendo assim, fazer a manutenção preventivamente é mais barato e menos perigoso do que enfrentar os riscos que a falha de algum componente possa trazer.

Nessa edição vamos trazer algumas dicas, para ajudar você a deixar sua moto sempre segura, e para que você possa curtir bons momentos sem se preocupar que algo de errado e ela acabe lhe deixando na mão.

Bateria

Atualmente as baterias não requerem manutenção, não sendo necessário a reposição de água. Por isso, essa bateria é selada e tem uma espécie de “bolinha” que permite verificar seu nível. Porém, se a bateria requerer que a água seja completada, é extremamente importante que não se use água comum, pois ela possui componentes que aceleram a corrosão da bateria, diminuindo sua vida útil.

Atenção aos cabos

Os cabos de freio, embreagem e acelerador devem ser lubrificados para que não se rompam, o que causaria um acidente. Além disso, é preciso estar sempre atento para que a regulagem esteja sempre correta.

Cuidado com as Correntes

Na manutenção da moto, a corrente não pode ficar folgada, porque isso pode causar um acidente. Por isso, ela deve ser constantemente lubrificada e regulada.

Freios, sua segurança depende deles

Os freios são parte importante de qualquer veículo e, por isso, devem ser verificados constantemente. Os freios a disco podem ter seu desgaste analisado a olho nu, enquanto os freios a tambor devem ser removidos e analisados com cuidado.

Óleo do motor

Na maioria das motos, o óleo do motor ajuda também a lubrificar o câmbio. Para evitar transtornos, o recomendado é identificar no manual de quanto em quanto tempo o óleo do motor deve ser substituído.

Pneus

Verifique os pneus semanalmente. Comece com uma inspeção visual, procurando por alguma avaria na borracha, bolha ou objetos que porventura possam ter se prendido a eles. Ainda, veja se os pneus não estão muito murchos. Um pneu careca pode causar um grande acidente. Já um pneu furado fará com que você tenha que carregar a moto até uma oficina para trocá-lo, já que não existe estepe.

Vela de ignição

É esse elemento que permite a combustão que inicia o motor e, consequentemente, faz a moto andar. Quando a vela está gasta, ela causa uma perda de potência do motor, aumento do consumo e da emissão de poluentes. Por isso, é sempre importante fazer a troca antes que elas estraguem.

Rolamentos

A lubrificação dos rolamentos assegura um rodar macio e melhora a dirigibilidade. Se não for realizada a manutenção correta, a roda pode travar em algumas situações, ocasionando acidentes.

Como vimos, a manutenção de motos é essencial para a segurança na pilotagem, prevenindo você de eventuais problemas que o desgaste dos componentes possa apresentar.

Compartilhe!