Revista Statto

EDUCAR RESPONSABILIDADE DA FAMÍLIA

12/11/2020 às 16h07

Que a família é fundamental para nossa evolução, dar o norte de nosso caráter, portanto, deve estar unida em todos os momentos, inclusive na educação dos filhos. Participar do aprendizado e acompanhar o desempenho escolar é fundamental para que eles criem o hábito de estudar.

É correto afirmar que atualmente a vida escolar das crianças começa cada vez mais cedo, pois, ir à escola significa socialização, sendo uma ótima oportunidade de as crianças interagirem umas com as outras.

Enquanto aprendem a conviver brincando, os pequenos têm momentos lúdicos que auxiliam no desenvolvimento motor. Os pais precisam acompanhar esse começo, estimulando seus filhos juntamente com a escola, pois, a partir dos 2 anos, alguns conhecimentos mais formais entram no currículo, mesmo que ainda de forma muito básica, tal como aprender a segurar o lápis na posição correta e assim, podendo terminar o ano sabendo identificar e escrever a primeira letra do nome.

Valorize o que seu filho aprende

Nas idades iniciais, as crianças começam a organizar o que estão produzindo. Ela deixa o movimento apenas de descarga motora e passa a fazer as primeiras apresentações gráficas. Os desenhos parecem não passar de rabiscos para os adultos, mas, para quem está começando a se desenvolver, tudo aquilo faz sentido. Ela começa a nomear as coisas, querer reproduzir. Nesse período, o aconselhável é que os pais, em casa, não deixem a criança tão solta, que acompanhem e valorizem o que ela faz, nesse momento e para o resto da vida. Isso é fundamental, porque reforça o interesse da criança pelo aprendizado.

Tudo na hora certa

Uma rotina de estudo pode começar a ser introduzida na vida da criança a partir dos 3 anos, desde que os pais determinem o horário certo para dormir e acordar até o momento reservado para fazer as tarefinhas de casa. O ideal é a participação de todos nessa fase o máximo que puderem.

Quando os pais trabalham fora, é necessário delegar e orientar alguém para ajuda-los a fazer as tarefas em casa. Não alguém que faça a atividade para ela, é alguém que oriente, porque ela não lê o alfabeto ainda, portanto se torna muito mais difícil executar o que foi pedido, com carinho e paciência, vai se desenvolvendo o gostar dos estudos.

Importante conhecer o currículo da escola

Saiba que até o final da fase escolar infantil 3, as crianças geralmente aprendem a reconhecer e escrever o primeiro nome. Na fase 4, alguns já elaboram contas na área da matemática, como a sequência de 1 a 20.

Filhos estudiosos, pais orgulhosos

Até os 7 ou 8 anos, os filhos aprendem para os pais, porque percebem que ir bem na escola é importante para eles. Quanto mais eles percebem que os pais ficam orgulhosos, mais vão querer fazer. Tudo é um ciclo: pais mais interessados, que mais se orgulham, estimulam os filhos a serem motivo de orgulho.

Compartilhe!
SOBRE O AUTOR
Revista Statto

Por

POSTS RELACIONADOS
COMENTÁRIOS

0 Comentários

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios.

IMPORTANTE!
As informações recebidas e publicadas são de responsabilidade total de quem as enviou. Apenas publicamos as matérias e notas que as assessorias de imprensa nos passam. Qualquer problema, envie-nos e-mail relatando o ocorrido que transmitiremos aos devidos responsáveis.
desenvolvido porDue Propaganda